Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2019

Música do dia...

Adoro...

Detesto...

Sentir o coração pesado... A mente distante... O cansaço que domina o meu corpo... A respiração descontrolada e dolorosa... Não gosto dos dias em que me sinto assim... E hoje... Hoje sem dúvida é um desses dias.

Do bem que me faz ler...

Descobri o gosto pela leitura no 10º ano através do meu professor de Português. Comecei a ler lentamente, nada de especial, até porque naquelas idades uma pessoa anda sempre com o pensamento desnorteado. Assim continuou a minha vida, lia mas não era nada viciada na coisa. Aquando da minha última recaída comecei a desenvolver este meu gosto, por vários motivos: não ter que estar 4 horas no tratamento a olhar para o teto, isso só faz a gente pensar no que não deve; aprendi a conhecer vários locais sem sair do sítio; já "conheci" milhentas personagens e feitios e assim estou distraída. Eu amo ler, gosto mesmo de ter a minha mente ocupada principalmente nesses momentos. Se pudesse todos os meses comprava livros, tenho uma lista de desejos invejável, fora os que gostava e ainda nãos se encontram lá. É um vício muito caro é verdade mas é fantástico podermos ler e ao mesmo tempo estares a ver as imagens a passar na tua cabeça.

"On my skin"...

O filme conta-nos a história real dos últimos dias de Stefano Cucchi, um jovem agrimensor de 31 anos que morreu em 2009 durante a prisão preventiva, vítima de brutalidade policial.  Escolhi ver este filme uma vez que adorei ver a interpretação do Alessandro Borghi na série "Suburra". Neste filme a personagem de Alessandro Borghi é completamente diferente da que ele faz na série. O filme além de ser baseado em factos reais, leva-nos a pensar, que infelizmente em alguns casos, assim conhecidos, no nosso país são raros de acontecer, embora tenha plena noção que em muitos outros países esta violência toda aconteça. Vai daí tenho que mencionar que foi um filme que mexeu um pouco comigo, aliás até me fez chorar. Mas não tira todo o seu mérito pois está excelente.

"O esplendor da vida" de Sveva Casati Modignami...

"Giulia de Blasco é uma escritora de sucesso que venceu uma difícil batalha contra o cancro e conquistou o amor do cirurgião Ermes Corsini. Apesar disso, Giulia não consegue encontrar a serenidade que tanto deseja.
O seu filho Giorgio, de dezasseis anos, atravessa uma adolescência conturbada e acaba por influenciar negativamente a relação de Giulia e Ermes e fazer Giulia questionar as suas capacidades como mãe. É no meio destas dúvidas e incertezas que surge Franco Vassalli, um enigmático e fascinante empresário, habituado a conseguir tudo o que quer… Para Giulia começa assim mais um período dramático e intenso da sua vida. Depois de Desesperadamente Giulia, Sveva Casati Modignani dá continuação à história de Giulia de Blasco, uma das personagens-chave mais emblemáticas de toda a sua obra."


Escusado será dizer que todos os livros desta escritora para mim são magníficos.
Este é a continuação do "Desesperadamente Giulia" eu tenho que confessar que por mim podia continuar, …

O bom que é poder bloquear números no telemóvel...

Abençoados neurónios seja lá de quem for, que inventou esta coisa de agora podermos bloquear os números no telemóvel, ou até mesmo enviar diretamente para o correio de voz. Louvado sejas, soubesse eu quem eras e ia agradecer-te do fundo do meu coração, nem imaginas a carga de imbecis que arrumaste da minha vida. Sabem aquelas pessoas que só nos ligam para pedir alguma coisa? Pois é já não vão ligar mais... (ah ah ah)

Oh gente complicada...

Lembram-se do post anterior? Pois bem, andava eu a pensar o que fazer, quando na quarta-feira me tocam à campainha e era a empresa de entrega. Olhei para a encomenda e até comentei o assunto com o senhor que a veio trazer. Disse-me "Olhe D. abra, veja se tiver algum problema, manda para trás é só contactar que a gente vem buscar, mas eu não sei de nada, acredito que tenha sido só aqui nesta ponta vêm onde puseram mais fita-cola com o nosso logótipo, aliás dá-me a sensação que abriram e fechar tudo com a fita cola". Agradeci, vim para cima, abri vi peça por peça e está tudo bem além de que trabalha bem. Acho que alguma pessoas têm que rever o significado de muito danificado. Melhor assim, poupou-me trabalhos e mais dores de cabeça.

Gostam mesmo de me chatear/irritar só pode...

Várias vezes já mencionei que tenho o hábito de comprar online. Até aos dias de hoje nunca tive problemas, uma vez a mercadoria não chegou dentro do prazo estipulado e ainda deixei passar uns dias e abri disputa com o vendedor, tudo bem, o dinheiro foi novamente colocado na conta. Aqui à uns dias fiz uma encomenda que vinha de Espanha, vou rastreando a encomenda, uma vez que costuma ser uma entrega mais rápida e verifico no rastreamento que a encomenda não foi entregue por dados insuficientes. Achei aquilo estranho, os dados usados, são os que uso em todas as encomendas. Vai daí liguei para a transportadora a GLS, dei o numero da encomenda e a menina informa-me o seguinte "a encomenda está aqui nas nossas instalações na Maia, porque os colegas em Viana, danificaram a mercadoria, passaram com a carrinha em cima da encomenda, mas se quiser vir cá à Maia ver se quer a mercadoria assim tudo bem" e eu imagino a minha cara de estúpida a olhar para o telemóvel e respondi "não meni…

O que me vale é a paciência...

Andava algures por uma grande superfície de compras, mais precisamente na parte das roupas com números maiores, estava a apreciar um vestido, quando uma das meninas que lá trabalha se dirigiu a mim a perguntar se necessitava de ajuda, agradeci disse que de momento não precisava mas caso fosse necessário pediria ajuda. Vai dai a menina diz-me "não leve a mal mas não acha que está na secção errada não me parece que vista assim tanto para estar a ver um vestido desse tamanho" eu sorri e disse "agradeço a simpatia mas eu não referi que era para mim, pode ser para eu oferecer a alguém que use este tamanho (um 50)" a menina lá sorriu e foi à vida dela. Que exagero, eu peso 56kg é evidente que não uso um 50 era escusado ter-se saído com semelhante pérola.

Se eu tivesse mais vontade...

Voltava a estudar. Mas não, estudar neste momento com este cansaço não dá. São os tratamentos, as consultas, os exames e a minha vida fora isso, tudo junto deixa-me exausta. Sei lá acho que se isso acontecesse iria para psicologa ou psiquiatra. Eu tenho uma vida de m... na perspectiva de muita gente, compreendo que ninguém goste de ter a vida condicionada a uma máquina, uma vida dependente de tratamentos, onde tens que conciliar mais um monte de tretas diárias e como se não bastasse ainda tens que ser o "ombro" amigo das amigas com problemas, umas com problemas, outras que arranjam problemas onde não existem e qual é a porta que elas vem sempre bater?Pois claro à minha. Vai daí acho que desperdicei a minha vida a estudar outra porcaria que quase não exerço e chego sempre à conclusão de que devia ter ido estudar algo dedicado ao bom ouvir e ajudar os outros. Muita gente diz que sou nova, que podia ir fazê-lo e de certo modo estão certos, o que muitos não sabem é que o cansaço diári…

Dos parasitas da vida...

Detesto aquelas pessoas que são um poço de amizade e de doçura quando precisam de alguma coisa e quando já não precisam são os seres mais arrogantes e prepotentes à fase da terra. Nem imaginam como estas pessoas me tiram do sério.

Verdade...

Dias de nervoso miudinho...

Não sei se é normal acontecer com as outras pessoas, mas comigo é. Existem aqueles dias em que habita em todo o meu ser aquele nervoso miudinho, aparentemente sem motivo nenhum. Gosto de pensar que é sem motivo nenhum. Depois existem outros dias em que fico a pensar que afinal existem muitos motivos para eu andar assim. Não é coisa que me agrade e principalmente se for detectado por outras pessoas. Nesses casos, ou mesmo quando algo me incomoda, uso muito a técnica de respirar fundo umas três vezes, o mais fundo que conseguir a ver se me sinto um pouco mais aliviada. Nunca consigo compreender o porquê desse nervoso miudinho ser capaz de me domar, ser capaz de aparecer assim do nada, deixando-me inquieta e muitas vezes chateada comigo mesma, porque sinto que não devo de estar/andar assim, não me faz bem, não me ajuda em nada simplesmente. Mas é um sacana que adora brincar comigo às escondidas e eu praticamente já deixei de ter idade e paciência para essas brincadeiras.

"Easy money" de Jens Lapidus...

"Easy Money - um sombrio romance urbano que arrasta o leitor pelas entranhas de uma capital aparentemente asséptica e que é ao mesmo tempo um cocktail explosivo onde não faltam paixões, droga e sexo...  Mrado, membro da máfia jugoslava, é capaz de partir, com uma mão, os dedos de um adversário ao mesmo tempo que acaricia, com a outra, a bochecha da sua filha.  JW é um estudante que trabalha de noite para financiar as suas farras com os ricaços e que sonha tornar-se o rei da noite.  Jorge, traficante de droga, planeia a sua fuga da prisão para acabar com quem o denunciou. Todos procuram uma forma rápida de conseguir dinheiro, e o mundo da cocaína acaba por juntá-los. Mas estes três homens vêem-se em breve unidos num objectivo mais importante: vingar-se do homem que os prejudicou.  Um thriller rápido e petrificante cuja acção decorre numa cidade que faz lembrar a Nova Iorque dos anos trinta, onde a violência podia surgir a qualquer esquina"

Este livro é fantástico e completamente v…

Pequeno truque para aliviar as enxaquecas...

Se não me falha a memória, já referi algures aqui pelo blogue que às vezes tenho crises de enxaquecas daquelas a sério mesmo, principalmente ao fim do tratamento. Quando estou em casa sei  o que fazer, recorrer ao escuro e tomar a medicação, mas quando ando fora tomar a medicação não basta. Vai daí uma vez falaram-me desta pomada que vem nestas caixas pequeninas. Muito fácil de transportar e de utilizar, basta colocar um pouco da pomada nas laterais da testa e no centro da testa e massajar uns segundos apenas. Em pouco tempo começa logo a existir um certo alívio. O preço é super barato o problema mesmo é que é difícil de encontrar no nosso país, vai daí eu mando vir da china. Esta minha última encomenda mandei vir um lote de 10 embalagens que fica muito mais em conta ainda. Anda sempre comigo, nem que seja no bolso das calças, caso não use carteira.

"Apesar de tudo"...

Este foi o filme escolhido para me fazer companhia na tarde de hoje. Precisava de ver algo no meio-termo, nem muito pesado, nem algo sem sentido. Arrisquei neste filme que é em espanhol e gostei imenso. Lá está a velhinha história de que nem tudo o que parece é. A história destas quatro irmãs está muito engraçada, tem o seu lado menos bom, mas também tem os seus momentos divertidos. Gostei imenso.

Olá Junho...

Estou mesmo a precisar de coisas boas...