Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2013

Prendinhas de natal...

Pois bem, foram muitas as prendinhas que recebi este ano, eis a lista: * Dinheiro ... oh oh que problema tão grande. * Chocolates ... foram mais do que as mães como se costuma a dizer, está um saco daqueles do gênero que dão no supermercado cheio de chocolates. * Perfume e sabonete perfumado "o boticário" ... acqua fresca, não conhecia, confesso, mas cheira muito bem. * Casaco de malha ... num tom de azul petróleo muito giro e fofinho * Casaco de malha ... azul FCP como eu costumo dizer ;) e tens uns botões em beje parecido com perolas, estão a perceber o que eu quero dizer, estão sim lol, é muito bonito. * Gorro e cachecol ... em cinza e azul. * Camisola polar ... assim um azul turquesa clarinho mas muito giro e fofinho. * Camisola ... em tons de cinza e preto  * Carteira parfois ... linda, linda, com um mochinho todo xpto pendurado... gosto tanto de mochinhos * Livros "O homem de Constantinopla" , "Um milionário em Lisboa" ... rec

Bom natal, miminhos e postal...

Antes demais espero que estejam a ter um bom natal, peço desculpas mas não tive mesmo oportunidade de passar cá antes. Entretanto na segunda à noite quando cheguei dos tratamentos tinha à minha espera uma pulseira super gira que a menina Miss Scarlet Red me envio, através da troca de miminhos 2013 , gostei muito Miss Scarlet ;) obrigada. Recebi também um postal muito fofinho da menina do blog Pretty in Pink, que por acaso é um blog que eu conheço e acompanho à algum tempo, a A. encheu-me de carinho em cada palavra que escreveu... obrigada ;)

Novidades de ontem para hoje...

* Pois bem hoje foi o almoço com o pessoal ... tal como tinha referido ontem... foi muito bom chego a pensar que já à algum tempo que não tinha assim momentos tão bons. É bonito de ver as amizades que ficam mesmo após um transplante, só as verdadeiras amizades são capazes de resistir a tudo. Adorei o convívio, a partilha, as gargalhadas, os sorrisos, os olhares, os olhos cheios de lágrimas na hora da despedida, no momento em que desejamos boas festa aqueles que já não andam na clínica, quanto aos outros foi um até amanha se Deus quiser. É verdade que não nos conhecemos num sítio maravilhoso, muito menos de sonho ... uma clínica de hemodiálise é tudo menos um bom sítio para lá estarmos... mas temos a certeza que apesar de tudo o que lá passamos, os bons momentos e as amizades são sempre muito mais valorizadas e lá está o mesmo acontece a alguns enfermeiros/as e médicas ... temos sempre as nossas preferências é evidente... foi um almoço muito bom ... sinto o meu coraçãozinho bem mais

Últimos dias...

* Depois de fazer listas, elaborar mais ou menos o orçamento ... calha sempre mal esta parte... depois de ir para aqui, para ali e para o outro lado, finalmente consegui comprar as 29 prendas ... a lista em vez de diminuir está sempre é a aumentar, não tem piada nenhuma... está tudo comprado, tudo organizado só falta embrulhar algumas coisas. * Também já enviei uma lembrancinha à Miss Scarlet Red ... quem não conhece faz favor de clicar no link... que foi a menina que me calhou na troca de miminhos 2013 feita pela Anita ... link à vossa disposição façam o favor. * Não estou com o minimo espírito natalício ... confesso. * Amanha vamos fazer um almoço do nosso turno da hemodialise só vai quem quer como é evidente, somos 7 a fazer diálise no nosso turno, dois não vão de resto vamos os 5, mais a Dª L. e o Sr. Q. que foram transplantados, vão os seus respectivos companheiros e mais o marido da Dª Mª. e a esposa do Sr. C. portanto somos... somos... 11 se não me falha a memór

Querida chuva...

... ainda agora chegas-te e eu já não te posso ver. És tão insuportável, tão chata e mesquinha. Só estas bem a dar-me cabo da pouca paciência que me resta, mal ponho o pé fora de casa ou até mesmo do carro fico logo toda molhada, é ingrato uma pessoa ter que andar assim. Só um pequeno aviso minha querida. põem-te a andar para longe, bem, bem, bem longe, de forma a eu não ter que levar contigo pois já não te aguento mais. Muito agradecida!!! 

Hmmmm, não sei não....

.... se devo rir ou chorar com algumas coisa que vejo/leio, fico sempre na dúvida se devo rir por semelhantes estupidez ou se chorar com o desgosto de quem as faz e/ou escreve. Sim eu sei sou uma pessoa complicada às vezes, mas a verdade é que existem situações que me ultrapassam por completo. 

Querido Pai Natal, este ano quero # 1...

"Um milionário em Lisboa"  de José Rodrigues dos Santos é a continuação do livro "O Homem de Constantinopla" que estou a ler atualmente "A confiança no mundo" de José Sócrates, tenho uma certa curiosidade neste livro confesso "A Persistência da memória" de Daniel Oliveira, já ouvi falar muito neste livro, dizem que é bom, a ver vamos, se assim é.  Hmmm não sei mas está pulseira da Calvin Klein tem qualquer coisa que me atrai, ainda não entendi muito bem o que é, mas gosto, gosto sim senhor Assim de repente por enquanto não me lembro de mais nada que quisesse, mas entretanto vou pensar seriamente no assunto a ver se encontro mais alguma coisa ;)

Ajudar a ajudar os outros...

Sempre que posso e a vida assim o permite gosto de ajudar os outros, nem sempre consigo dar aquilo que realmente gostaria pois tenho que me gerir uma vez que gasto bastante dinheiro em farmácia com remédios. Sempre que existem campanhas do Banco Alimentar, ajudo sempre, levo a saca e encho com produtos alimentares, no fim de semana passado não fui a nenhum supermercado, logo não dei nada, fiquei um bocado incomodada confesso, mas na segunda quando fui ao supermercado do El Corte Inglês a menina da caixa perguntou se eu queria ajudar o Banco Alimentar através de cupões, na verdade nunca o tinha feito, mas sempre que dou, dou com intenção de ajudar se depois ajudam quem precisa ou não, já não depende de mim. E pronto lá adquiri vários cupões, fiz um total de 12.00€ mais cêntimo menos cêntimo e fiz a minha contribuição, vim mais "calma" uma vez que arranjei forma de poder ajudar quando pensava que já não tinha alternativa. A menina da caixa agradeceu imenso e o El Corte Inglê

"Sapatos de rebuçado" de Joanne Harris...

" Sapatos de Rebuçado  é mais uma viagem ao mundo encantado de Joanne Harris. Um (esperado) regresso a  Chocolate . Após ter abandonado a aldeia de Lansquenet-sur-Tannes, cenário de  Chocolate , Vianne Rocher procura refúgio e anonimato em Paris, onde, juntamente com as suas filhas Anouk e Rosette, vive uma vida pacífica, talvez até mesmo feliz, por cima da sua pequena loja de chocolates. Não há nada fora de comum que as destaque de todos os outros. A tempestade que caracterizava a sua vida parece ter acalmado... Pelo menos até ao momento em que Zozie de l’Alba, a mulher com sapatos de rebuçado, entra de rajada nas suas vidas e tudo começa a mudar…  Mas esta nova amizade não é o que parece ser. Impiedosa, retorcida e sedutora, Zozie de l’Alba tem os seus próprios planos - planos que vão despedaçar o mundo delas. E com tudo o que ama em jogo, Vianne encontra-se perante uma escolha difícil: fugir, tal como fez tantas outras vezes, ou confrontar o seu pior inimigo…  Ela própria

O que o meu pai me tem ditos estes dias...

* Por favor até parece que está assim tanto frio para andares aí toda cheia de roupa e a queixares-te ... ohhh paizinho por favor, está algum frio homem? Pelas almas está um calor fora do normal, mas claro o problema deve mesmo ser só meu que devo ter o meu termômetro estragado, só pode. * Andas obstinada ... eu??? hmmmmm quando um pai diz que é, é porque é, mai nada. * Eu só queria saber porque te levantas durante a noite tantas vezes ... sede, vontade de ir ao w.c, comprimidos para as dores, hmmm mais ou menos isto. * (0.8.15, liga e apaga a luz do quarto duas vezes) Ainda estás a dormir deixa-te estar ... estar estava, se não me tivesses vindo acordar, mas como já acordas-te toca a sair da cama que eu não consigo lá estar por estar. * Deu me livre que tu és mesmo f...dida... não te escapa nada ... moi???? Je???? Hmmmm naaaa, eu guardo-as todas para disparar na altura certa.  Hmmmm, vou começar a tomar mais atenção a estas afirmações do senhor meu pai, vo

Livro a ler # 47...

"O 11 de Setembro trouxe-nos uma novidade: pela primeira vez uma democracia, envolvida numa guerra contra o terror, não usa a tortura de forma clandestina —fora da lei—mas tenta introduzi-la num quadro de exceção dentro da lei.»  Neste livro, José Sócrates desenvolve sua análise a partir de três abordagens complementares. Desfila a argumentação pelos canais da História, aborda os aspectos éticos da questão e acentua os danos que a prática da tortura acarreta às próprias instituições democráticas. Consegue desmontar, pedra por pedra, de forma convincente, todas as falácias a respeito da admissão do emprego da tortura em casos excepcionais, ou condicionada à limitação de sua intensidade e duração, ou ainda reservada exclusivamente aos episódios —sempre imaginários —em que um artefacto nuclear está prestes a explodir, ou centenas de crianças estão reunidas num cinema que somente o terrorista imaginário pode confessar, se pressionado pela dor." Não sei dizer precisamente o

Uhhhh "pela boca morre o peixe" e é tão verdade...

Cenário: domingo à noite, jantar em casa da madrinha. Primo R.: bem vou até lá em cima ao café tomar um café e ver o pessoal. Mãe do R. (minha tia): já vais para lá? Lá é só putas e vacas Eu: Hmmmmmmm (pensei cá para mim com uma vontade enorme de me rir) Primo R.: Sim e depois também não vais lá quando te apetece também Eu: ah ah ah ah ... (os meus neurônios desatam às gargalhadas) quando se fala por experiência própria não se pode acrescentar nada. Mãe do primo R.: (ficou com bruta tromba) Resumindo:  existe pessoal que tem a mania de falar o que não deve e depois dá nisto. Quando cheguei a casa só me dava vontade de rir e volta e meia quando penso no assunto só tenho vontade de ah ah ah ah de me rir ainda mais. Se ela diz que é assim naquele café é porque é, contra quem conhece, sabe e frequenta não se pode nem se deve ateimar ... oh gente estúpida meu Deus estava tão bem caladinha.

Vento, frio, frio e vento...

... é assim que esta para estes lados, exageradamente frio ... pelo menos para mim, florzinha de estufa que reclama que se está frio, tá frio, se está sol está sol, enfim à frente. Cada vez que penso que tenho que ir lá fora fico assim meia abatida e psicologicamente frágil, só vejo as arvores a abanar com imensa força e montes de folhinhas a voar e no chão, é um cenário giro é sim, mas só se eu não tivesse que sair, mas como não é o caso, lamenta-se. Viva as lareiras, os aquecimentos, os lençóis, pijamas e casacos polares sem eles a minha vida ia conseguir ser ainda mais deprimente do que já é. Entretanto está aí o natal, já fiz a lista de prendas, tenho o orçamento mais ou menos pronto e já tenho 6 prendas encomendadas, embora este ano tenha três prendas assim para o mais importantes em que não sei mesmo o que comprar, vamos ver se me vou conseguir orientar. Ah ainda não fiz a carta ao pai natal ... engraçadinha até parece que o fazes, não fazias em criança vais agora com está idade

Pois havias de ser meu filho...

Tenho um primo com 9 anos feitos no mês passado que não fala, berra, insulta a mãe. .. o pai tá em Angola e o irmão com 22 anos caminha a passos largos para o caminho dos mitras... Sua excelência só quer roupa da zara, sapatilhas de marca e telemóvel daquele que para uma criança é topo de gama. As tantas no final de Setembro a mãe e ele vêm cá a casa para eu ajudar ... sobra sempre para mim, sempre, sempre, sempre e depois nem um simples obrigado, mas à frente... para ver quantos ponto tinha na vodafone e para ele escolher o telemóvel. Sua excelência ... o puto... olhou para mim e disse "Marisol eu quero um telemóvel igual ao teu" e a mãe começou logo "quanto fica? Quanto fica" e eu disse "são mil e tal pontos mas cento e poucos euros" lá começou ela a dizer que não, que era muito caro e que o avó ... do puto... não ia gastar tanto dinheiro nisto ele olhou para mim e disse "eu quero um telemóvel, com internet, wi-fi, câmara, play store, facebook,

Livro a ler # 46...

" Baseado em acontecimentos verídicos  Um Milionário em Lisboa  conclui a espantosa história iniciada em  O Homem de Constantinopla  e transporta-nos no percurso da vida do arménio que mudou o mundo - confirmando José Rodrigues dos Santos como um dos maiores narradores da literatura contemporânea.  Kaloust Sarkisian completa a arquitectura do negócio mundial do petróleo e torna-se o homem mais rico do século. Dividido entre Paris e Londres, cidades em cujas suítes dos hotéis Ritz mantém em permanência uma beldade núbil, dedica-se à arte e torna-se o maior coleccionador do seu tempo.  Mas o destino interveio.   O horror da matança dos Arménios na Primeira Guerra Mundial e a hecatombe da Segunda Guerra Mundial levam o milionário arménio a procurar um novo sítio para viver. Após semanas a agonizar sobre a escolha que teria de fazer, é o filho quem lhe apresenta a solução:  Lisboa.  O homem mais rico do planeta decide viver no bucólico Portugal. O país agita-se, Salazar question

Sobre o frio...

Sempre disse que prefiro o frio à chuva ou até mesmo ao excesso de calor, mas estes últimos dias ... não sei se é por estar mais vulnerável, por causa das últimas operações que fiz... cada vez que respiro lá fora parece que os meus pulmões ficam congelados, tenho andado mais agasalhada pois não convém nada apanhar uma gripe, mas se continuar assim por muita roupa que use não vou aguentar muito tempo até ficar como um "cãozinho" a tossir ... e pensar que cada vez que tusso parece que levo um enxerto de porrada, pois fico com imensas dores... vamos lá ver como correm os próximos dias, dizia hoje nas notícias que vêm por aí muito mais frio ... hmmmm que emoção.

"A Promessa" de Lesley Pearse...

"No início de julho de 1914, a Europa vive os seus últimos dias de inocência. A jovem Belle realizou os seus sonhos. A uma infância pouco comum seguiram-se anos dramáticos, ao longo dos quais quase cedeu ao desespero. Mas a sua coragem e determinação prevaleceram. A sua vida é agora feliz. Está casada com Jimmy, o seu primeiro amor, e conseguiu abrir a elegante loja de chapéus que sempre desejou. Mas a História do mundo está prestes a mudar. A I Guerra Mundial vai arrastar consigo milhões de pessoas. Belle e Jimmy abdicam de tudo para defenderem o seu país. São ambos destacados para França, onde Jimmy vai arriscar a vida nas trincheiras e Belle conduz uma ambulância da Cruz Vermelha. É um tempo de devastação sem precedentes em que sobreviver a cada dia representa uma vitória. E é quando o passado menos ocupa os seus pensamentos que Belle será obrigada a confrontá-lo pela derradeira vez. Bastará um momento. Um homem. Um olhar. Entre a luta pela sobrevivência, uma paixão proi

Livro a ler # 45...

" O Império Otomano desmorona-se e a minoria arménia é perseguida. Apanhada na voragem dos acontecimentos, a família Sarkisian refugia-se em Constantinopla. Apesar da tragédia que o rodeia, o pequeno Kaloust deixa-se encantar pela grande capital imperial e é ao atravessar o Bósforo que pela primeira vez formula a pergunta que havia de o perseguir a vida inteira:  "O que é a beleza?  Cruzou-se com a mesma interrogação no rosto níveo da tímida Nunuphar, nos traços coloridos e vigorosos das telas de Rembrandt e na arquitectura complexa do traiçoeiro mundo dos negócios, arrastando-o para uma busca que fez dele o maior coleccionador de arte do seu tempo.  Mas Kaloust foi mais longe do que isso.  Tornou-se o homem mais rico do planeta.  Inspirado em factos reais,  O Homem de Constantinopla  reproduz a extraordinária vida do misterioso arménio que mudou o mundo - e consagra definitivamente José Rodrigues dos Santos como autor maior das letras portuguesas e um dos grandes escrit

Troca de miminhos 2013...

Pois é a Anita convidou e a Maryzinha participou ;) Este ano vou participar na troca de miminhos da blogosfera acho uma iniciativa muito engraçada, vou experimentar e depois conto como foi a experiência, estou mesmo a acreditar que vou adorar ;) Portanto para quem quiser ir ao blog da Anita    basta clicar em cima do link...  inscrevam-se vai ser divertido!!!

O que tenho andado a fazer...

Pois bem... * Tenho lido o último livro da Lesley Pearse que se chama "A promessa" que é a continuação do livro "Sonhos proibidos" , estou a gostar muitíssimo mesmo, já tinha saudades de uma boa história, alias todos os livros desta escritora são fantásticos.  * Tenho estudado com o meu sobrinho, uma vez que ele foi este ano para o 5º ano e quero dar-lhe o apoio todo que nunca tive, assim sendo até agora estamos a ser bem sucedidos a geografia tirou muito bom, a português bom, a matemática bom, agora falta receber o de história e Inglês e amanha vai fazer o de ciências, portanto daqui a nada quando ele vier da escola lá vamos nós estudar. A verdade é que esta a ser engraçado pois existem muitas coisas que já não me lembro bem e ao estudar com ele vou revendo as matérias e também vai mantendo-me ocupada o que é bom.  * Tenho ido para os meus tratamentos, disto é que não me consigo distanciar ... infelizmente... lá vou eu as 4 vezes por semana e tem corr

Tinha mesmo que vos contar...

Entrei no hospital no dia 25/07/2013 com 70kg, eu sabia/sei que é muito peso para mim, mas a verdade é que não estava a ir a lado nenhum com dicas daqui e dali. O facto de ficar no hospital ajudou bastante, uma vez que a comida era uma miséria e a maior parte das vezes nem me dava ao trabalho de levantar a tampa do prato com medo do que dali fosse sair. Passei vários dias sem comer quando estava nos cuidados intensivos, simplesmente com tantas dores e cansaço poderia lembrar-me de tudo menos de comida, a única coisa que eu queria era água ou chá. Depois o pessoal dos intensivos diziam que eu tinha que comer alguma coisa mas eu não tinha fome estava demasiado em baixo para ter fome, lá veio a dietista perguntou o que queria comer, se me apetecia alguma coisa e eu simplesmente só sabia responder "não quero nada, não me apetece nada doutora eu estou bem, só tenho sede" e foi aqui que a Maryzinha meteu a pata na poça ao dizer que só tinha sede, a senhora doutora chegou à conclus

Só tenho a dizer... m_e_d_o...

Nunca tinha assistido a nenhuma casa dos segredos, mas como à segunda à noite faço tratamentos em outro turno que não o meu, sou obrigada a ver aquela novela nova que nem me estou a lembrar do nome que dá antes do jornal ... sim os velhinhos adoram ver as meninas de mini calções e de biquíni... como se não bastasse ter de ver essa novela que na minha opinião é um poço de maus exemplos e não tem nadinha que se possa aprender a não ser estupidez atrás de estupidez ainda tenho que ver o diário da casa dos segredos. Ontem até estava a ler com muito entusiamo o meu livro mas quando ouvi berros e um monte de pi... pi... pi parei e fiquei a olhar para a televisão feita croma. O enfermeiro J. olhou para mim e disse "ei miúda é só batatada, ainda se matam uns aos outros" e eu comecei a rir e disse "mesmo, que javardice que vai para ali" e pronto ficamos a rir com os pis consecutivos.  Entretanto fiquei a pensar que aquilo é tudo uma cambada escolhida a dedo sem dúvidas,

"O diário de Anne Frank"...

"Anne era uma rapariguinha de uma família judaica de Francfort que se refugiou na Holanda para escapar às perseguições nazis. Invadido este país, a família esconde-se com outras pessoas num "anexo" de uma casa, onde, protegida por gente corajosa e dedicada, consegue viver largo tempo sempre no terror de ser descoberta. Acabou por sê-lo. E o diário de Anne foi encontrado por acaso num monte de papéis velhos. Anne veio a morrer no campo de concentração de Bergen-Belsen. Mas o diário que essa rapariguita escreveu é, na sua perspicácia e na sua desenvoltura adolescente, um documento, um autêntico documento humano - e, só pelo facto de existir, um protesto contra as injustiças do mundo em que vivemos." Gostei imenso do livro apesar de ter tido um final triste.  Deu-me vontade de ter um diário, mas depois pensei que já não tenho precisamente idade para essas coisas, afinal os anos já começam a pesar.  Viajei, sonhei, ri e tive vontade de chorar, em cada pas

Este tempo esta horrivel...

Eu gosto muito do Outono e do Inverno mas é frio e sem chuva.  Agora assim a chover nem pensar, uma pessoa não pode o por o pé lá fora que fica completamente encharcada por muito agasalhada que vá e depois é muito desconfortável andar com as roupas molhadas. Este tempo é deprimente, ainda coloca uma pessoa mais em baixo do que já estava ... aiii estou tão cansada 

Sobre o casamento...

Simplesmente adorei... foi muito bonito, a simplicidade e beleza de algumas coisas deixa-me completamente fascinada. É lógico que como em todos os casamentos existem quatro ou cinco pessoas que escusavam de exagerar tanto nas roupas, acessórios e maquilhagem mas à frente tem sempre que existir alguém a querer tirar o protagonismo da noiva ... essas pessoas só ainda não se aperceberam é da figuirinha que fazem. A noiva ia linda, simples num vestido pelo joelho ... casamento pelo civil ;)... o noivo também estava muito bem, simples no seu fato mas elegante. E pronto assim por alto foi isto a quinta é linda, os comes e bebes estiveram bons e deliciosos ... agora que me lembro até me dá fome ;)  O resto desta conversa vais ficar para outro post...

A preparar-me psicologicamente...

... para o casamento que tenho na sexta.  Ando com tudo menos com vocação para festas, mas como se costuma de dizer  "o que tem que ser tem muita força" lá terá de ser. O T. faz anos amanha e quanto ao casamento a vontade dele é mais ou menos comparada à minha, mas não ha de ser nada, lá teremos de por a cara de festa e dar a entender que nos sentimos muito gratos pelo convite e que a festa esta a ser um momento fantástico ... upa, upa. 

Já lá vão 5 dias...

... que eu acordo por volta das 05:50/06:00 da manha e não consigo dormir mais. Tenho feito a medicação habitual mas parece que esta a perder o efeito. Ando o dia todo a arrastar-me cheia de sono, cansada e enjoada, estou a ficar cheia desta situação, sinceramente, já não sei o que fazer mais ... e não, eu não durmo nada o dia todo.

De volta as leituras...

Pois bem, parece que o meu gosto por ler voltou, estive um pouco afastada devido aos stresses e cansaço das operações. Quando vim para casa retomei o livro "envolvida" da Sylvia Day, mas fiquei logo aborrecida, estava a ser repetido demais, como tal resolvi fazer uma pausa e peguei no livro do Miguel Esteves Cardoso, "que linda é a puta da vida" e cheguei à conclusão que também não era uma boa opção nesta altura, porque para depressividade já me basta a minha vida, não precisava de andar a ler algo que só fala de problemas de saúde da respectiva, pode ser que numa fase melhor volte a pegar no livro. Entretanto comecei a ler "O diário de Anne Frank" e sinceramente estou a gostar bastante, acho que esta a ser o livro ideal para voltar as leituras ... depois como sempre dou a minha opinião. 

E lá se foi votar...

... não que tivesse grande vontade, uma vez que estou farta de panfletos, carros com música e promessas que se sabe muito bem que jamais serão cumpridas ... eles querem é um tacho mais nada, como se costuma dizer. E pronto lá fui eu o meu pai levou-me, cumpri o meu dever assim ao menos posso reclamar à vontade, porque acho piada aquelas pessoas que não vão votar e depois reclamam de tudo e todos, é um direito que temos que cumprir nem que seja para mandar o papel vazio ou cheio de cruzinhas para trás. Aqui em Gaia temos muita opção de escolha no que diz a candidatos ... principalmente ao município de Vila Nova de Gaia,  isto para não dizer que é um dos municípios que mais dividas tem, mas graças a Deus não falta quem queira ir para lá, porque será... até temos um candidato que é o real cromo diz que se ganhar quer formar "ninjas" ah ah ah o real postal anda pelo youtube vários vídeos do fulano, ele pertence ao PTP (Partido Trabalhista Português) se quiserem ir matar a curi

Sobre os últimos dias...

... estou tão cansada, caramba até quando é que estes problemas todos incluindo os de cá de casa vão parar ... eu e o meu pai costumamos dizer que alguma bruxa nos viu. Ora sou eu com os meus problemas todos, agora a minha mãe parece que anda desnorteada da cabecinha, como se não bastasse anda completamente "acelerada" isso valeu-nos uma quarta-feira inteirinha no hospital por ordem da médica de família. Agora andamos as duas no control de sangue eu porque é obrigatório até ao fim da minha vida ela supostamente até o sangue que esta um pouco grosso ficar relativamente bem controlado ... o que realmente me preocupa nela é o facto de nos querer estar a fazer de burros porque diz o meu pai e é verdade ela para o que quer não se esquece de nada... O que eu realmente precisava era ir para um sitio uns dias sozinha, sinceramente a cada dia que passa sinto-me a cair por completo, não estou com a minima capacidade para ter que tomar conta de mim e dela, sinto-me esgotada, nunca me

O meu último vicio...

Não me perguntem porque, nuca apreciei o Roberto Carlos mas desde que descobri este concerto dele que não consigo ouvir outra coisa. Então quando estou nos tratamentos quando começo a ficar acelerada ... por estar farta de lá estar... coloco os fones e dedico-me a ouvir estas músicas e por incrível que pareça fico mais calma.  

É como eu digo...

... sempre que existe um passeio ou uma festa aqui na freguesia no dia a seguir existe uma fila até à porta no centro de saúde. Ontem à noite esteve cá na freguesia o Emanuel, através do comissão do PSD ... não, não fui, ainda não sou crente nem para lá caminho... o certo é que hoje tinha consulta no centro de saúde e como se não bastasse a fila até cá fora o sistema do computador não funcionava, bem diz o outro que uma desgraça nunca vem só, realmente. 

Irritante é...

... chegares a casa do tratamento e começar a ficar com hemorragias no nariz como se não bastasse o braço onde faço a hemodiálise também se lembra de juntar à festa, dito isto eras 03 da madrugada e toca ir rumo ao hospital ... porque o senhor meu pai passou-se da cabeça e disse que ia ao hospital nem que fosse pelos cabelos, oh que simpatia...  Análise, exames, blá blá blá e duas transfusões porque a anemia que costumo ter baixa desceu ainda mais, dito isto e não chegasse a brincadeira "ah pelo menos 1/2 horas de hemodiálise tem que fazer para puder fazer a segunda transfusão, caso contrário cai para o lado"  diz a médica...  isto para não dizer que fiz hemodiálise, segunda, terça e ontem...  e penso eu, era só o que faltava que emoção... e pronto lá fui fazer as duas horas e no fim disse "não invente que já estou no ir você prometeu" e ela riu-se. Portanto chegamos a casa as 17.35 cansados eu pisada por tudo o que é canto por causa das agulhas, nem os pés escapa

Pormenores da minha vida atualmente...

* cansadinha de algumas pessoas, quase que não as posso ver à frente que começa logo a dar-me os calores e o mal estar. * estou farta de dores, cansada de clinica de hemodialise, de control de sangue e de hospital. * não sei o que se passa que nunca em 28 anos de vida tive tanto frio em pleno Verão, passo os tratamentos com um lençol e duas mantas polares tapadinha até as orelhas ... que tristeza. * gostava muito de ter algo que me desse mais força e incentivo para continuar a levar o barco para a frente. * sinto-me bem pior do que estava antes de ser operada, três operações seguidinhas em vão diga-se de passagem. * ainda guardo a "azia" de toda a porcaria que aconteceu, tínhamos combinado que a operação era a substituição das três válvulas do coração e não os meninos decidiram substituir duas e depois lá tive que ir por a terceira como se não bastasse resolveram por um pacmaker. * o barulho do pacemaker tem dias que me dá cabo da alma e do juízo ... enf

"Pérolas"...

Andava eu de manha a passear pelo facebook e  eis que encontro esta pérola no facebook de um amigo ao inicio até pensei que estava a ler mal que estava a dar-me uma daquelas fantásticas tonturas ... coisa normal agora... mas fui apanhar ar e voltei, li novamente e deu-me cá uma vontade de rir ... mas não posso, infelizmente... então chamei o meu pai e disse "lê lá isto em voz alta" e ele leu e disse "quem é?" eu lá expliquei quem era e até disse "conheces, não conheces?" ao que ele me respondeu "claro que sim, mas olha lá ele não andou na escola para saber escrever minimamente??? Possa o rapaz esta um bocado desleixado" ao que eu digo "um bocado é favor", portanto tomem lá e apreciem, sim o rapaz anda apaixonado mas isso não significa escrever tanta asneira junta, digo eu. "Amote mais que alguma vez imaginaste o teu olhar me ipetotiza o teu sorriso é maravilhoso o teus olhos são como pedras preciosa s!"

Não sei bem o que se passa...

... mas eu adoro ler, nunca perdia uma diálise para o fazer e agora Deus me livre eu bem levo o livro mas não consigo, ou porque tenho muito frio, ou porque tenho falta de ar, ou porque como dizem os enfermeiros estas cansada e saturada e nem fazer o que mais gostas consegues ... começo a acreditar que eles estão certos, infelizmente.

Nem sabem a vontade que me deu de rir...

O meu sobrinho/afilhado sismou que me queria ir ver aos cuidados intensivos (onde estive vários dias) é lógico que uma criança de 10 anos não pode entrar, mas ele foi tão chato e persistente que o meu irmão lá foi falar com a enfermeira e ela lá deu autorização  no máximo 5 minutinhos. Parece que estou a ver a cena neste momento, ele entrou muito sério, de repente abriu a boca chegou ao pé de mim deu uma volta daquelas que a gente dá com o apoio dos calcanhares e de repente saiu-se muito espantado com a seguinte frase em alto e bom som "eina madrinha que espectáculo isto parece aquela cena do csi" eu lembro-me de dizer "oh B. mais fala mais baixo" o certo é que os enfermeiros, auxiliares e médicos que lá estava, desataram todos à gargalhada, também eu queria rir-me mas nem mexer conseguia quanto mais rir.

Texto solto sobre os últimos dias...

Estou muito cansada, extremamente saturada, tudo me mete impressão não tenho nenhum sitio onde diga que estou bem,  estou a ganhar uma enorme azia à hemodialise mesmo sabendo que é para o meu bem, o controlo de sangue aquilo mata-me por completo porque só me podem picar no braço direito e eu mal tenho local para isso. Nada me consegue entreter, nem Facebook, nem blogues, nem televisão e muito menos os livros que eu tanto adoro mas que ultimamente só os quero longe de mim. Queria tanto ter paz nesta recuperação mas não sei o que se passa mas tudo me mete impressão as vezes tenho vontade de ficar a chorar sem parar, a única frase que me passa pela cabeça é "oh Deus porque me castigas tanto" e como é lógico nunca tenho uma resposta. Eu queria ter mais fé e mais esperança mas sinceramente acho que a coisa não vai lá.

Sobre os últimos dias...

... tenho andado bastante cansada. Sempre pensei que a recuperação ia ser uma coisa fácil, mas afinal de contas é tudo menos isso e depois este cansaço não ajuda nada. Esta semana na terça-feira iniciei a primeira orientação ao doente hipocoagulado, nunca tinha visto tanta gente junta para um serviço, o que me valeu foi as "cunhas" lá dentro, bem sei que parece mal dizer tal coisa, mas é a verdade. Agora tenho que tomar a medicação para manter o sangue minimamente controlado, seguindo a tabela com a dosagem que me vão dando cada vez que lá vou, custa um bocado não esquecer é verdade mas é única e exclusivamente para o meu bem, assim sendo o que tem de ser tem muita força.

Vou para casinha....

... finalmente, hoje quando o dr. chegou aqui ao pé de mim e me disse que me ia mandar para casa... ai que felicidade tão boa, há mais de 6 noites que não durmo nada, eles têm dado a medicação de manha e à noite em vez de ser apenas à noite. Tem sido umas noites difíceis é verdade, só espero encontrar toda a paz e sossego em casa.

Continuo no hospital...

... estou tão saturada de cá estar que as vezes nem sei onde consigo ir buscar mais paciência e forças para  tão seguir em frente. Toda gente me diz que que tenho que ter muita força e paciência, mas a verdade é que existe dias em que a única coisa que eu desejava mesmo era ir para casa, a recuperação disto é simplesmente horrível. nunca pensei vir a dizer isto mas eu havia de saber o que sei hoje que a operação tinha ido de grilo ... estou tão saturada : (

Más notícias...

Estou no hospital, só hoje tive acesso ao computador, mas infelizmente será por poucos dias se tudo correr como programado, em breve será a minha operação ao coração, estou com algumas complicações e fiquei com os pulmões cheios de líquidos nada ajuda :( já estou um bocadinho cheia de cá estar mas tem de ser, vou ver se ainda venho cá postar mais algumas coisas antes da operação... beijinhos a todos

"A chave da coragem" de Nora Roberts...

"A Chave da Coragem  vem concluir a saga das três amigas que foram incumbidas de encontrar as chaves que libertariam as Filhas de Vidro. Depois de Malory e Dana terem conseguido as outras duas, falta apenas a chave de Zoe, a da Coragem. Zoe, uma cabeleireira e mãe solteira de um rapazinho, tem apenas um mês para encontrar a chave, e as pistas de que dispõe não são propriamente encorajadoras. Além disso, o maléfico Kane, o feiticeiro que aprisionou as Filhas de Vidro, fará tudo o que estiver ao seu alcance para a impedir de ser bem-sucedida. Mas estará disposta a aceitar que o seu destino está magicamente ligado ao de Bradley Vane, o milionário atraente herdeiro de um império por quem está perdidamente apaixonada? E terá coragem para permitir a entrada dele na sua vida, depois de tanta decepção e dor? E, mais que isso, conseguirá cumprir a sua missão de encontrar a chave e mudar a sua vida e a das amigas para melhor, ou estarão as Filhas de Vidro condenadas para toda a eternid

Momento da cusquice # 1...

* Afinal o padre não foi para Cabo Verde com duas namoradas, foi com quatro ... duas aqui da freguesia e outras duas da freguesia vizinha e perguntam vocês como sabem disso???... ah pois é eu bem sei que é muito azar mas estavam dois casais aqui da terra em Cabo Verde no hotel ao lado do de sua excelência ... ups é muito azar, eu sei, mas é verdade... eh eh eh.   * Este fim de semana foi a festa das tasquinhas aqui na terra, geralmente encontra-se o pessoal todo que nunca se vê ao longo do ano, só acho exagero é a forma como algumas pessoas se vestem e maquilham para ir lá comer ou simplesmente marcar presença, este ano vi uns quantos modelitos dignos de um casamento ... oh oh.

Lá se foi a "gaja"...

Pois é... lembram-se se me queixar da fulana que estava ao meu lado nos tratamentos??? Pois bem mudou de turno ... graças a Deus e a todas as alminhas... já não existe mais ar poluído ... era horrível gente muito mau mesmo... não à mais gritos histéricos, acabou-se o exibicionismo, o desfile de roupa de jovem de 15 anos quando a pessoa em questão tem 49 anos, conversas para lá de porcas e sem sentido no local que era,  lágrimas e doenças inventadas à ultima da hora, já não me vai voltar a pedir dinheiro emprestado... pediu várias vezes só que eu fiz questão de lhe dizer para ir dar uma volta... não voltará a falar do karaoke da sexta-feira, das cervejas que engole de um só lanço, das amigas tão boas ou piores do que ela, e por aí fora... enfim ... agora esta um turno de paz e amor, conversamos um com os outros, rimos, convivemos enfim tudo sem termos que nos preocupar em manter o pé atrás por causa de uma alma tão mal educada, tão triste e deprimente como era o caso da fulana. Parece

O padre cá da Vila e as suas namoradas...

Então não se fala de outra coisa por esta Vila fora a não ser que o senhor padre ... coitadinho é velhinho, anda cansado, blá, blá, blá , era o que mais se ouvia sobre ele... foi de férias com as suas duas namoradas, uma loira e outra morena ... a loira é a namorada de toda a vida a morena é uma aquisição mais recente, vejamos afinal não esta assim tãoooooo v elhinho nem acabado digo eu, mas à frente...  como se não bastasse a sobrinha dele que tratava da casa e dos almoços e jantares colocou a boca no trombone e diz por ai à boca cheia que vinha embora pois estava cheia de andar a aturar o entra e sai das namoradas do senhor padre na casa dele ... compreendo a senhora juro que sim, eu também não gostaria de tamanho forrobodó, mas à frente... então e perguntam vocês... quem é que vai tomar conta da casa e das jantas do padre??? A namorada morena pois bem, diz-se por aí à boca cheia que até a casa esta mais ajeitadinha e arrumadinha, assim sendo, não tenho nada a acrescentar. Escusado

Livro a ler # 44...

"Anne era uma rapariguinha de uma família judaica de Francfort que se refugiou na Holanda para escapar às perseguições nazis. Invadido este país, a família esconde-se com outras pessoas num "anexo" de uma casa, onde, protegida por gente corajosa e dedicada, consegue viver largo tempo sempre no terror de ser descoberta. Acabou por sê-lo. E o diário de Anne foi encontrado por acaso num monte de papéis velhos. Anne veio a morrer no campo de concentração de Bergen-Belsen. Mas o diário que essa rapariguita escreveu é, na sua perspicácia e na sua desenvoltura adolescente, um documento, um autêntico documento humano - e, só pelo facto de existir, um protesto contra as injustiças do mundo em que vivemos." Já tinha ouvido falar deste livro à algum tempo, mas a verdade é que nunca prestei grande atenção. Esta semana a enfermeira S. da clínica estava a ler este livro e eu perguntei qual era a opinião dela sobre o dito cujo, ela disse que era um livro muito bom e que eu d

Livro a ler # 43...

"Desde que vi o Gideon pela primeira vez, percebi que ele tinha algo de que eu precisava, algo a que eu não conseguia resistir. Percebi-lhe também uma alma perigosa e atormentada - tal como a minha. Envolvi-me. Eu precisava dele tanto como precisava que o meu coração batesse. Ninguém sabe o quanto ele arriscou por mim e o quanto eu fui ameaçada; ninguém imagina quão negra e desesperada se tornou a sombra dos nossos passados. Entrelaçados nos nossos segredos, tentamos desafiar o destino. Definimos as nossas próprias regras e rendemo-nos completamente ao intenso poder da obsessão." E este é o terceiro livro da série Crossfire, na altura ouvi dizer que eram três, entretanto já ouvi dizer que ia haver mais, sinceramente não sei, vamos lá ver como será. Como já li os dois primeiros e gostei a verdade é que fiquei curiosa  em seguir o rumo à história, vou ver se o compro este fim de semana, depois faço post como é habitual.