29 de setembro de 2013

E lá se foi votar...

... não que tivesse grande vontade, uma vez que estou farta de panfletos, carros com música e promessas que se sabe muito bem que jamais serão cumpridas... eles querem é um tacho mais nada, como se costuma dizer. E pronto lá fui eu o meu pai levou-me, cumpri o meu dever assim ao menos posso reclamar à vontade, porque acho piada aquelas pessoas que não vão votar e depois reclamam de tudo e todos, é um direito que temos que cumprir nem que seja para mandar o papel vazio ou cheio de cruzinhas para trás. Aqui em Gaia temos muita opção de escolha no que diz a candidatos... principalmente ao município de Vila Nova de Gaia,  isto para não dizer que é um dos municípios que mais dividas tem, mas graças a Deus não falta quem queira ir para lá, porque será... até temos um candidato que é o real cromo diz que se ganhar quer formar "ninjas" ah ah ah o real postal anda pelo youtube vários vídeos do fulano, ele pertence ao PTP (Partido Trabalhista Português) se quiserem ir matar a curiosidade é só colocar no youtube candidato PTP a Gaia e pronto vejam a pérola que o homem é ;)

28 de setembro de 2013

Sobre os últimos dias...

... estou tão cansada, caramba até quando é que estes problemas todos incluindo os de cá de casa vão parar... eu e o meu pai costumamos dizer que alguma bruxa nos viu. Ora sou eu com os meus problemas todos, agora a minha mãe parece que anda desnorteada da cabecinha, como se não bastasse anda completamente "acelerada" isso valeu-nos uma quarta-feira inteirinha no hospital por ordem da médica de família. Agora andamos as duas no control de sangue eu porque é obrigatório até ao fim da minha vida ela supostamente até o sangue que esta um pouco grosso ficar relativamente bem controlado... o que realmente me preocupa nela é o facto de nos querer estar a fazer de burros porque diz o meu pai e é verdade ela para o que quer não se esquece de nada... O que eu realmente precisava era ir para um sitio uns dias sozinha, sinceramente a cada dia que passa sinto-me a cair por completo, não estou com a minima capacidade para ter que tomar conta de mim e dela, sinto-me esgotada, nunca me senti a sim sinceramente. A minha maior alegria é aquele momento de felicidade quando o meu sobrinho/afilhado me abraça à noite quando se vem despedir de mim... só de pensar nisso agora já estou a chorar... as vezes apetecia-me ficar assim abraçada a ele, sem pensar em nada nem em ninguém. 

24 de setembro de 2013

Certezinha absoluta...

Ainda vais pagar mais Mary, deixa-te andar deixa... uffff :(

18 de setembro de 2013

O meu último vicio...



Não me perguntem porque, nuca apreciei o Roberto Carlos mas desde que descobri este concerto dele que não consigo ouvir outra coisa. Então quando estou nos tratamentos quando começo a ficar acelerada... por estar farta de lá estar... coloco os fones e dedico-me a ouvir estas músicas e por incrível que pareça fico mais calma. 

16 de setembro de 2013

É como eu digo...

... sempre que existe um passeio ou uma festa aqui na freguesia no dia a seguir existe uma fila até à porta no centro de saúde. Ontem à noite esteve cá na freguesia o Emanuel, através do comissão do PSD... não, não fui, ainda não sou crente nem para lá caminho... o certo é que hoje tinha consulta no centro de saúde e como se não bastasse a fila até cá fora o sistema do computador não funcionava, bem diz o outro que uma desgraça nunca vem só, realmente. 

12 de setembro de 2013

Irritante é...

... chegares a casa do tratamento e começar a ficar com hemorragias no nariz como se não bastasse o braço onde faço a hemodiálise também se lembra de juntar à festa, dito isto eras 03 da madrugada e toca ir rumo ao hospital... porque o senhor meu pai passou-se da cabeça e disse que ia ao hospital nem que fosse pelos cabelos, oh que simpatia... Análise, exames, blá blá blá e duas transfusões porque a anemia que costumo ter baixa desceu ainda mais, dito isto e não chegasse a brincadeira "ah pelo menos 1/2 horas de hemodiálise tem que fazer para puder fazer a segunda transfusão, caso contrário cai para o lado" diz a médica...  isto para não dizer que fiz hemodiálise, segunda, terça e ontem... e penso eu, era só o que faltava que emoção... e pronto lá fui fazer as duas horas e no fim disse "não invente que já estou no ir você prometeu" e ela riu-se. Portanto chegamos a casa as 17.35 cansados eu pisada por tudo o que é canto por causa das agulhas, nem os pés escaparam... que desgraça meu Deus... vamos lá ver o que nos reserva os próximos dias.

8 de setembro de 2013

Pormenores da minha vida atualmente...

* cansadinha de algumas pessoas, quase que não as posso ver à frente que começa logo a dar-me os calores e o mal estar.
* estou farta de dores, cansada de clinica de hemodialise, de control de sangue e de hospital.
* não sei o que se passa que nunca em 28 anos de vida tive tanto frio em pleno Verão, passo os tratamentos com um lençol e duas mantas polares tapadinha até as orelhas... que tristeza.
* gostava muito de ter algo que me desse mais força e incentivo para continuar a levar o barco para a frente.
* sinto-me bem pior do que estava antes de ser operada, três operações seguidinhas em vão diga-se de passagem.
* ainda guardo a "azia" de toda a porcaria que aconteceu, tínhamos combinado que a operação era a substituição das três válvulas do coração e não os meninos decidiram substituir duas e depois lá tive que ir por a terceira como se não bastasse resolveram por um pacmaker.
* o barulho do pacemaker tem dias que me dá cabo da alma e do juízo... enfim
* esta falta de ar que tenho todos os dias dá cabo de mim, é insuportável.
* estou cansada, cansada, cansada e tem dias que irritada demais só o facto de não poder tossir, espirrar e rir porque me causa muitas dores é coisinha para me deixar para lá de deprimida
* estou deprimida porque me esqueço ou não me lembro de alguma coisas recentes frequentemente já as antigas lembro-me bem, é triste mas é o que esta a acontecer :(

E pronto por hoje chega, depois continuo outro dia...

5 de setembro de 2013

"Pérolas"...

Andava eu de manha a passear pelo facebook e  eis que encontro esta pérola no facebook de um amigo ao inicio até pensei que estava a ler mal que estava a dar-me uma daquelas fantásticas tonturas... coisa normal agora... mas fui apanhar ar e voltei, li novamente e deu-me cá uma vontade de rir... mas não posso, infelizmente... então chamei o meu pai e disse "lê lá isto em voz alta" e ele leu e disse "quem é?" eu lá expliquei quem era e até disse "conheces, não conheces?" ao que ele me respondeu "claro que sim, mas olha lá ele não andou na escola para saber escrever minimamente??? Possa o rapaz esta um bocado desleixado" ao que eu digo "um bocado é favor", portanto tomem lá e apreciem, sim o rapaz anda apaixonado mas isso não significa escrever tanta asneira junta, digo eu.


"Amote mais que alguma vez imaginaste o teu olhar me ipetotiza o teu sorriso é maravilhoso o teus olhos são como pedras preciosas!"

Não sei bem o que se passa...

... mas eu adoro ler, nunca perdia uma diálise para o fazer e agora Deus me livre eu bem levo o livro mas não consigo, ou porque tenho muito frio, ou porque tenho falta de ar, ou porque como dizem os enfermeiros estas cansada e saturada e nem fazer o que mais gostas consegues... começo a acreditar que eles estão certos, infelizmente.

4 de setembro de 2013

Nem sabem a vontade que me deu de rir...

O meu sobrinho/afilhado sismou que me queria ir ver aos cuidados intensivos (onde estive vários dias) é lógico que uma criança de 10 anos não pode entrar, mas ele foi tão chato e persistente que o meu irmão lá foi falar com a enfermeira e ela lá deu autorização  no máximo 5 minutinhos. Parece que estou a ver a cena neste momento, ele entrou muito sério, de repente abriu a boca chegou ao pé de mim deu uma volta daquelas que a gente dá com o apoio dos calcanhares e de repente saiu-se muito espantado com a seguinte frase em alto e bom som "eina madrinha que espectáculo isto parece aquela cena do csi" eu lembro-me de dizer "oh B. mais fala mais baixo" o certo é que os enfermeiros, auxiliares e médicos que lá estava, desataram todos à gargalhada, também eu queria rir-me mas nem mexer conseguia quanto mais rir.