29 de fevereiro de 2012

Assuntos aqui da "tasca"...

Certamente, já se aperceberam que existem vários temas/assuntos, numerados aqui no blog, pois bem, hoje vou fazer um resumo de quais são e o porque de os usar... lá está em todos eles, apenas transmitem a minha opinião, sem n_u_n_c_a ter intenção de ferir alguém, caso faça inconscientemente agradeço que me avisem. 

* Certezas do dia... pois bem, existem coisas que acontecem no nosso dia a dia que por um ou outro momento antes de acontecerem já tinham passado na nossa mente, este tema é mesmo sobre esses pormenores. 

* Dúvidas do Tico e do Teco... digamos que é uma forma simpática de colocar questões e dúvidas esquisitas aqui da minha pessoa.

* Livros a ler... está é que não podia faltar, eu gosto muito de ler, como tal, vou mencionando aqui os livros que desejo ler, a maior parte das vezes, depois até faço um resumo do livro e dou a minha opinião. 

* Músicas que dão para pensar... por mim falo, existem músicas que me fazem lembrar pessoas, momentos, fases da vida, enfim, o que era a minha vida sem música??? Nada de nada.

* Sobre o amor... ainda me questiono porque motivo é que criei este tema, mas se foi criado é porque teve um bom motivo, prometo que vou tentar explorar mais este tema, mesmo que na minha pessoa não existe ponta de romance.

* Reclamações... é sempre simpático demonstrar aos outros, momentos menos bons ou até divertidos que passamos em algumas da nossas lojas, algures pelo nosso Portugalito. 

* Frase do dia... porque existem frases que são uma verdadeira inspiração, que fazem sentido neste e aquele momento. 

* Não gosto... é um espaço onde vou demonstrar algumas das "pérolas" perdidas a nível estético que vou encontrando dia após dia, prometo que só não tiro foto às pessoas porque parece mal, mas estou atenta para tentar arranjar forma de vos vir demonstrar os modelitos perdidos que andam por ai. 

* Gosto... será o contrario do não gosto... ah ah ah e dizem vocês "juras" hmmm hmmm juro sim ;o) aqui irei publicar algumas coisas giras... para mim, ou que gosto de ver nos outros. 


* Antes de morrer... pequenas coisas a fazer que para algumas pessoas são pura banalidade mas que para mim só o faria em casos extremos mesmo. 

E por enquanto são só estes, quizas com o tempo a lista aumente, se alguém tiver ideias faz favor de partilhar, aqui a gerência da "tasca" agradece ,o)

Inquérito...


Este inquérito foi oferecido pela querida Inês, do blog Rascunhosé fazer favor de clicar, que ides lá parar num instantinho e ides ver que não quereis outra coisa.  


Qual a tua principal meta para 2012?
Assim de repente diria que a minha primeira meta para 2012 seria ter um transplante renal, de forma evitar ter a vida dependente de uma máquina, mas como sei que a minha situação é particularmente difícil vou desejando que o meu dia a dia seja minimamente bom, sem grandes problemas, com muita calma, tranquilidade, paz e se possível sempre com um sorrisinho nem que seja pequenino.

Quem é que gostarias de ressuscitar se tivesses poder para isso?
A minha avó R. sem qualquer dúvida, é a pessoa que mais falta me faz no meu dia a dia, uma vez que sempre estive com ela e ela sempre me ajudou e estava ali para tudo e mais alguma coisa, é a pessoa que mais saudades tenho e a que mais me faz chorar por sentir a sua falta.

O que mais te faz feliz?
A minha família, pequenos momentos, alguns sorrisos e olhares, enfim teria muito que escrever, mas faço questão de afirmar sem dúvida que os meus pais me enchem de felicidade, talvez por termos passado muitos momentos dolorosos, de sofrimento juntos, aprendi que quando eu preciso eles estão ali, para o bem e para o mal, sempre em todos os momentos da minha vida e não existe maior felicidade do que os ter comigo… mesmo que muitas vezes ande a dar uma de ranhosa com eles na brincadeira.

Qual a tua foto favorita?
Uma fotografia em que estou com os meus pais e o meu irmão, só nós os quatro, e várias com o meu B. sobrinho/afilhado, são fotografias que me levam a recordar bons momentos da minha vida e muitas vezes me deixam a chorar com saudades.

Um lugar que adoraste conhecer?
Roma, sem dúvida, um local a voltar certamente, se a vida assim permitir.

Qual foi o presente que recebeste que mais te surpreendeu?
Não consigo identificar apenas um, tenho vários, que guardo na memória aquele momento em que abri e fiquei surpreendida, em que sorri, em que soltei uma gargalhada, em que disse “vou-te matar”, enfim, tenho sempre uma forma muito particular e minha de me expressar… segundo dizem… como tal não consigo mencionar nenhum em particular.

O
teu prato favorito?
Comida Brasileira e Venezuelana.

O que costumas pensar antes de dormir?
Sinceramente penso muito nos momentos maus que já passei na vida, ainda não entendi o porque de todos os dias relembrar isso, muitas vezes tento abstrair-me com outras coisas, porque sei se continuar a pensar nesse assunto acabo por deixas escapar umas lágrimas.  

Qual foi a ultima coisa que ofereceste a ti própria de presente?
Hmmm, estou em fase de contenção de dinheiro lol, mas no domingo lá teve que ser, comprei o meu creme de rosto, digamos que foi uma prenda para mim própria, fui “obrigada” a compra-lo mas isso já são outros quinhentos lol.

Tiveste algo que te entristeceu, desapontou ou tirou do sério o ano passado?
Tanta coisa, que acho que já me estou a habituar a esses pequenos grandes pormenores na minha vida. 

O que gostarias de realizar em 2012 e que não conseguiste realizar o ano passado?
Mudar de trabalho, sem dúvidas.

Um motivo pelo qual te sintas agradecido?
Por estar viva… dizem que à terceira é de vez, portanto tenho que me por em sentido porque já vou para a terceira vez que estou para ir daqui para melhor, como costumas dizer.

28 de fevereiro de 2012

Não gosto # 2...

... de ver mulheres a usarem fato de treino... ou só calças de fato de treino... e botas até ao joelho por cima das ditas calças, não gosto nada, nada, nada, ainda não consegui entender que moda é está, não mesmo, na minha opinião fica para lá de feio e sempre que vejo alguém assim até me dá vontade de fechar os olhos para não assistir a semelhante falta de gosto. 



+

=
É horrível, muito, muito, muito feio, horrível mesmo.

Frase do dia # 11...

"Dôo, ao meus inimigos, os melhores e mais sinceros sorrisos que tenho; simplesmente para que, se lembrando de mim, os copiem quando chorarem por medo!"

(Adriano Hungaro) 

27 de fevereiro de 2012

Óscares... Óscares... Óscares...

Existe muita gente bonita, bem vestida e bem penteada existem outros que até metem medo ao próprio medo. Dizem que gostos não se discutem e é bem verdade, cada um tem uma perspectiva diferente de avaliar a beleza dos outros... bem como a nós próprios, mas isso é assunto para outra conversa... o que para alguma pessoa possa ser bonito para mim simplesmente pode ser horrível e sem a mínima piada, mas como eu costumo dizer, neste tipo de eventos à modelitos para todos os gostos, é só escolher. Entretanto assim a modos que de desabafo, já estou cheia de ouvir falar em óscares na televisão. 

24 de fevereiro de 2012

Homens, txiii...

O meu pai é muito bom homem, quando se lhe pede uma coisa faz, só que tem um defeito enorme como tudo, fica sempre a mandar vir sozinho e baixinho, por tudo e por nada, sinceramente eu começo a achar que aquilo já é mesmo vicio, porque não existe uma coisinha que seja que ele faça sem começar a falar baixinho, ele é assim mas é muito bom homem lol. 

23 de fevereiro de 2012

Sobre a justiça Portuguesa...

É possível haver tanta estupidez e tanta incompreensão junta????? É que a mim este tipo de atitudes tomadas pelos, juízes/juízas, advogados, júris e restante cambada fazem-me uma enorme confusão, ainda estou incrédula com o caso do Rui Pedro, faço ideia o estado deprimente e de sofrimento em que está a mãe dele... só de imaginar até me dá um aperto no coração. 

É isto...


Sem qualquer dúvida... dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras, digamos que hoje é o caso.

20 de fevereiro de 2012

Sobre o Carnaval...

Nunca fui apreciadora desta data, acho piada o desfile dos miúdos do infantário aqui do lado que foi ontem, fora disso não acho a mínima graça ao Carnaval, sei que existe pessoal que adora o Carnaval e tudo o que envolve o mesmo, lá está não podemos ser todos iguais. 
Bom Carnaval para todos ,o)

19 de fevereiro de 2012

Coisas que não gosto # 1...

... que estejam a olhar para mim de cima a baixo e de baixo a cima como se não existisse mais ninguém para olharem, não gosto, sinto-me desconfortável e em algumas situações chego mesmo a ficar nervosa, porque penso que devo estar com algum "problema" mas não, depois chego à triste conclusão que é apenas o excesso de parvoíce da pessoa que está fixada em mim... aconteceu hoje com a mãe da C. aquela que eu pensava que era minha amiga, mediu-me quinhentas vezes com aquele seu ar de parva que ás tantas eu retribui-lhe um sorriso com o meu melhor olhar cínico e até tirei os óculos de sol e tudo para ela ter a certeza que era eu... gentinha estúpida credo. 

Hoje é dia de traição...

Estou a falar do verniz Traição da Cliché... eh eh eh... está imagem é da menina Miss Verniz... é só clicar no nome e vão ter ao blog direitinhos... vão ver que vão gostar, eu pessoalmente adoro o blog dela, muito bom mesmo. 

17 de fevereiro de 2012

16 de fevereiro de 2012

Isto é estranho...

Mas a verdade é que tenho sentido uma paz interior intensa, não sei se o facto de me ter passado fortemente com aquela aberração de médica... na última consulta no dia 09/02... me fez bem, mas o certo é que desde esse dia tenho andado bem mais aliviada... não queiram saber... saltou-me mesmo a tampa com a mulher, o raio da fulana lembrou-se em espicaçar o meu passado que quer "ajudar-me" a resolve-lo, mas eu não quero resolver nada do meu passado, o que está feito, está feito, apenas quero olhar para trás e retirar lições dos momentos menos bons e exemplos de forma a não errar no presente, quanto ao futuro, se lá chegar depois vê-se. 

Estou numa fase...

... em que quero descobrir mais sobre o " karma", quero entender/pesquisar tudo relacionado com este tema, não me perguntem porque raio me virei para isto, mas já à algum tempo que ando com ideias de ficar a perceber melhor estas coisas do chamado "karma", a ver vamos como vai correr. Por enquanto o meu "karma" dita que tenho que ir para o tratamento daqui a nada, além de ter paciência para isso tenho que ter paciência para aturar o M. o taxista... enfim, nunca pior!

Frase do dia # 9...


"Alguns indivíduos vêem as coisas como são e perguntam: Porquê? Eu sonho coisas que nunca existiram  e pergunto: Porquê não?"

George Bernard Shaw

Selo...

Este selo, foi-me oferecido pela Inês. Obrigada querida Inês

"Liebster em alemão significa: favorito, querido, amado. Recebê-lo, significa que o seu blogue é muito querido pela pessoa que lho ofereceu."

Regras do Desafio:

1) Link de volta com o bloguer que lho deu: já está basta clicar em Inês ,o)
2) Cole o selinho mo seu bloguer: também já está, no inicio.
3) Escolha 5 blogues para repassá-lo, que tenham menos de 200 seguidores: não arranjei 5, arranjei 3 na lista que leio e que merecem: deixo livre para quem quiser utilizar 
4) Deixar comentário aos escolhidos a avisar que receberam o selinho: regra não cumprida lol.

Obrigada querida Inês. 



14 de fevereiro de 2012

Sobre o dia dos namorados...

Desculpem lá mas acho a verdadeira estupidez em existir tal data. Existem pessoas românticas… não é o meu caso, lamento tanto mas é a verdade… umas tem a capacidade de serem românticas e amorosas o ano inteiro, outras de vez em quando e ainda existe quem só seja romântica neste dia por e simplesmente porque é dia dos namorados. Enfim cada um tem a sua panca, eu pessoalmente que não sou minimamente vocacionada para amores, romantismo e esse tipo de coisas, mesmo apesar de ter alguém na minha vida, dispenso perfeitamente este dia, como li algures por aí “é mais um dia propicio a gastos apenas isso”, concordo plenamente.

13 de fevereiro de 2012

Eu ainda preciso de compreender…



 … qual é a piada de telefonarem em privado??? uma pessoa atende e ninguém fala. Lá está que estás coisas das chamadas de graças… que é como quem diz… até dão um certo jeito, mas existe gente que abusa, liga, não fala e ás tantas desliga a chamada na cara das pessoas. Pensando bem suspeito na perfeição de quem seja, pois se não é para o telemóvel é para o telefone fixo e só duas/três pessoas é que tem o meu numero, logo não é preciso muito para adivinhar quem é, como tal é uma questão de lógica e eu sei perfeitamente quem é, só tenho pena que os números dessa pessoa já não sejam os mesmos, pois estão desactivados se não levava recado logo na hora uma vez que detesto estas brincadeiras de privados e de liga/desliga, não gosto mesmo, irrita-me profundamente. 

12 de fevereiro de 2012

Detesto ter as unhas assim...



Desde que tirei o famoso gel biológico… ou o raio que o parta… estão super curtinhas pois estão sempre a partir, já usei a base endurecedora da “casco cavalo”, também já usei a base fortificante da kiss e nada, continuam igual, sempre a partir e eu já estou a ficar cheia desta brincadeira, como tal resolvi vir aqui perguntar se alguém conhece algum produto ou alguma técnica que me possa ajudar… se faz favor… ficaria muito agradecida se o pudessem fazer. 

10 de fevereiro de 2012

Morrer por amor...


É um dos temas que me faz especial confusão, não entendo como é que as pessoas têm coragem de se suicidar por amor, ultrapassa-me completamente. Como é que é possível alguém chegar a esse ponto??? Eu sei o que é perder um grande amor, sei o que se sofre, o que se passa e o que pensamos constantemente, mas dai pensar em suicídio por causa disso, na na na, acho demais, acho um excesso, acho que nunca irei compreender o ser humano por completo, nunca irei compreender os porquês deste tipo de coisas… por exemplo… ou até mesmo de outros exemplos do género, ultrapassam-me mesmo. 
P.S: Não fiz este post à toa, estou a pensar num senhor aqui da freguesia que se matou por descobrir que a companheira andava com outros, a vergonha e o medo levou o senhor ao suicídio, ficou toda a freguesia em choque. 

8 de fevereiro de 2012

Frase do dia # 8...


"A simplicidade é o ultimo degrau da sabedoria"
Khalil Gibran 


7 de fevereiro de 2012

Sobre a humilhação...



"Durante uma vida a gente é capaz de sentir de tudo, são inúmeras as sensações que nos invadem, e delas a arte igualmente já se serviu com fartura. Paixão, saudades, culpa, dor-de-cotovelo, remorso, excitação, optimismo, desejo – sabemos reconhecer cada uma destas alegrias e tristezas, não há muita novidade, já vivenciamos um pouco de cada coisa, e o que não foi vivenciado foi ao menos testemunhado através de filmes, novelas, letras de música. 
Há um sentimento, no entanto, que não aparece muito, não protagoniza cenas de cinema nem vira versos com frequência, e quando a gente sente na própria pele, é como se fosse uma visita incomoda. De humilhação que falo. 
Há muitas maneiras de uma pessoa se sentir humilhada. A mais comum é aquela em que alguém nos menospreza directamente, nos reduz, nos coloca no nosso devido lugar - que lugar é este que não permite movimento, travessia?. Geralmente são opressões hierárquicas: patrão-empregado, professor-aluno, adulto-criança. Respeitamos a hierarquia, mas não engolimos a soberba alheia, e este tipo de humilhação só não causa maior estrago porque sabemos que ele é fruto da arrogância, e os arrogantes nada mais são do que pessoas com complexo de inferioridade. Humilham para não se sentirem humilhados. 
Mas e quando a humilhação não é fruto da hierarquia, mas de algo muito maior e mais massacrante: o desconhecimento sobre nós mesmos? Tentamos superar uma dor antiga e não conseguimos. Procuramos ficar amigos de quem já amamos e caímos em velhas ciladas armadas pelo coração. Oferecemos nosso corpo e nosso carinho para quem já não precisa nem de um nem de outro. Motivos nobres, mas os resultados são vexatório. 
Nesses casos, não houve maldade, ninguém pretendeu nos desdenhar. Estivemos apenas enfrentando o desconhecido: nós mesmos, nossas fraquezas, nossas emoções mais escondidas, aquelas que julgávamos superadas, para sempre adormecidas, mas que de vez em quando acordam para, impiedosas, nos colocar em nosso devido lugar."
 Martha Medeiros

Já à algum tempo que andava para colocar este texto. Hoje lembrei-me em partilhar convosco, gosto da forma com a Martha Medeiros tratou este tema, de uma forma simples, de fácil compreensão. Infelizmente conheço bastantes pessoa que só vivem bem quando humilham os outros, não gosto desse tipo de pessoas, é um dos defeitos mais parvos, estúpidos e intoleráveis no ser humano. São muitas as vezes em que me questiono, porque? Para que? Como é que existem pessoas capazes de serem assim, que não se importam se magoam os outros só para se sentirem bem consigo próprias, não gosto destas pessoas, tenho pena delas, pois duvido que gostem delas próprias, porque se gostassem não fariam tal coisa. 


6 de fevereiro de 2012

Saudades...

Saudades! Sim... talvez... e porque não?...
Se o nosso sonho foi tão alto e forte
Que bem pensara vê-lo até à morte 
Deslumbrar-me de luz o coração!

Esquecer! Para quê?... Ah! como é vão! 
Que tudo isso, Amor, nos não importe.
Se ele deixou beleza que conforte 
Deve-nos ser sagrado como pão! 

Quantas vezes, Amor, já te esqueci, 
Para mais doidamente me lembrar, 
Mais doidamente me lembrar de ti!

E quem dera que fosse sempre assim: 
Quanto menos quisesse recordar
Mais a saudade andasse presa a mim!

Florbela Espanca

5 de fevereiro de 2012

Aiii aiii aiii...


Acontece, aos melhores... looool... 

4 de fevereiro de 2012

Querida anonima...


Dispenso a tua visita ao meu blog.
Se não tens que fazer, se não tens vida própria, amor próprio, ao passares na próxima ponte atira-te abaixo... vamos ficar todos bem mais felizes... uma vez que a blogosfera é um "mundo" muito divertido e fantástico mas é sem as aveculas/abeculas... como quiseres e a que se adequar melhor à tua pessoa... recalcadas, andem a deixar comentário tão mesquinhos e estúpidos... que nem a tua pessoa.
Assim sendo solicito se faz favor que não me voltes a incomodar, que não voltes a armar-te em "fina" aqui para os meus lados, que deixes de ser tão mesquinha ao ponto de fazeres comentários em anónimo... coisa reles... segue a tua vidinha e deixa em paz quem já tem problemas que chegue, se por acaso viras-te para o meu blog, pelo facto de eu ter tomado partido de algumas meninas, em algum post e em algum blog onde tu andas a armar-te em mete nojo e venenosa, esquece-me, escolhes-te a pessoa errada para vires chatear. Conselho: eu se fosse a tua pessoa olhava para o espelho um bom tempo, estou certa que encontraras muito em que pensar em vez de andares a perder tempo a chatear as pessoas anonimamente, dando uma de sabichona intelectual, porque estou certa que toda a blogosfera dispensa a tua visita. 

3 de fevereiro de 2012

O Caderno de Maya, de Isabel Allende...


"Um passado que a perseguia. Um futuro ainda por construir. E um caderno para escrever toda uma vida."... "Sou Maya Vidal, dezanove anos, sexo feminino, solteira, sem namorado por falta de oportunidade e não por esquisitice, nascida em Berkeley, Califórnia, com passaporte americano, temporariamente refugiada numa ilha no sul do mundo. Chamaram-me Maya porque a minha Nini adora a Índia e não ocorreu outro nome aos meus pais, embora tenham tido nove meses para pensar no assunto. Em hindi, Maya significa feitiço, ilusão, sonho, o que não tem nada a ver com o meu carácter. Átila teria sido mais apropriado, pois onde ponho o pé a erva não volta a crescer."

Opinião:
Um livro fantástico, que nos faz pensar na nossa vida, nas coisas boas e menos boas com que tivemos que viver no passado, ensina-nos a pegar nos "maus" exemplos do passado e transformar em algo positivo o nosso presente. É um dos poucos livros em que a personagem não me sai da cabeça, ao longo da leitura do livro tive a sensação que carregava os meus problemas e os problemas da Maya, dei por mim muitas vezes a debater os meus problemas e os dela e a tentar encontrar as soluções mais credíveis, para esses mesmo problemas. Para mim, foi um livro muitíssimo bom, muito forte, muito marcante, mas depois de o ler fiquei com uma sensação de uma forte segurança que já algum tempo não tinha, segurança para tentar dar os passos que eu receio e tenho medo.
P.S: não sei, não percebo o que se está a passar que não me deixa formatar o texto, ou melhor alinhar o texto, depois aparece assim um bocadito esquisito, enfim, acho que o blog anda a ficar apanhado da cabecinha de vez, é o que é.

2 de fevereiro de 2012

Os marretas, o filme...

Adorei, muito bom, sem qualquer dúvida que faz lembrar os bons tempos antigos de criança. É um filme super divertido, tem momentos para umas boas gargalhadas, enfim, sem dúvida um filme 5*, aconselho irem ver, sem qualquer dúvida... isto para quem gostar deste tipo de filmes :)

1 de fevereiro de 2012

Eu vou, eu vou...


Ver a antestreia do filme "Os Marretas"... eh eh eh... e é já hoje à noite, o meu T. é um espectáculo e a Rádio Comercial também... looool... bilhetinhos à pala da Comercial... ohhh que chatice tãoooo grande ainda por cima para 4, lá está uma chatice daquelas enormes, connosco vão o D. o meu amigo e a S. ele diz que não tem nada que são só amigos, hmmm não sei não lol, seja o que seja desde que o D. esteja bem e minimamente feliz fico contente, porque eu adoro aquele gajo, damos-nos mesmo muito bem, sem dúvida das melhores amizades de toda a minha vida já lá vão uns anitos de cromice juntos lol. Ahhhh!!! depois eu digo-vos se o filme é bom ou não lolol ;)

A banda sonora de muitos jovens Portugueses, infelizmente...


Por acaso não aprecio este cantor, mas não sei porque raio, acho um piadão está música, se calhar é por ela dizer as verdades todas do que está a acontecer no nosso país... infelizmente.