29 de abril de 2015

Parabéns a mim...



Que hoje faço 30 aninhos... riam-se à vontadinha que hoje eu deixo tudo, ou quase tudo.
Mochinhos, mochinhos mochinhos por acaso já disse que gosto de mochinhos? E de mochinhos já falei? Estou a brincar, por vezes temos que dar asas à criança que existe dentro de nós.

27 de abril de 2015

"A lua de Joana" de Maria Teresa Maia Gonzalez...


"Ao lermos a «Lua de Joana», não podemos deixar de pensar na forma como, muitas vezes, relegamos para segundo plano aquilo que realmente é importante na vida. Este livro alerta-nos para a importância de estarmos atentos a nós e ao outro, e de sermos capazes de, em conjunto, percorrer um caminho que conduza a uma vida plena…Foi já há quinze anos que «A Lua de Joana» foi publicada. Com mais de 300 000 exemplares vendidos nas suas inúmeras edições, com traduções em seis países, impôs-se como uma referência incontornável na literatura juvenil portuguesa e mundia."

Valeu bem a pena voltar a ler este livro.
Tinha ideia que o livro abordava o mundo da droga mas como já tinha lido à muito tempo não me recordava muito bem da história.
É um livro que toda a gente devia de ler, transmite uma mensagem enorme e cheia de importância.
Leiam vale a pena, é interessante e importante, todos os pais deviam de o ler.

24 de abril de 2015

Ninguém diria que não gosta...

No outro dia estávamos a falar e eu mencionei que nunca fui amante de beber leite, que é coisa com que eu lido muito bem porque não gosto, dispenso.
A pessoa que estava a ter esta conversa comigo disse logo a correr "ai também detesto não bebo leite também não gosto", aquilo passou-se e no outro dia chego ao café e a senhora estava a beber meia de leite pensei cá para mim "e não gosta de leite" aquilo passou-se, noutro dia mais à frente voltou a falar-se sobre leite e um senhor disse "bom é leite com groselha" e diz a senhora "sim assim o leite fresquinho com groselha é muito bom, bebo muitas vezes isso é que sabe bem" e eu olhei para a senhora e disse "bem para quem não gostava de leite de maneira nenhuma que tinha nojo e mais não sei andar a beber meia de leite e leite com groselha parece-me uma coisa estranha" e senhora ficou vermelha disse um "ah mas"... meio entalado e calou-se e não disse mais nada.
Mas porque raio as pessoas tem o vicio e a mania de dizerem que não querem, que têm nojo e essas coisas e depois consomem?
A sensação com que eu fico é que querem fazer uma pessoa de estupida, só pode. 

23 de abril de 2015

"A tormenta de espadas" de George R.R. Martin...


"Os Sete Reinos estremecem quando os temíveis selvagens do lado de lá da Muralha se aproximam, numa maré interminável de homens, gigantes e terríveis bestas. Jon Snow, o Bastardo de Winterfell, encontra-se entre eles, debatendo-se com a sua consciência e o papel que é forçado a desempenhar.
Todo o território continua a ferro e fogo. Robb Stark, o Jovem Lobo, vence todas as suas batalhas, mas será ele capaz de vencer as mais subtis, que não se travam pela espada? A sua irmã Arya continua em fuga e procura chegar a Correrrio, mas mesmo alguém tão desembaraçado como ela terá dificuldade em ultrapassar os obstáculos que se aproximam.
Na corte de Joffrey, em Porto Real, Tyrion luta pela vida, depois de ter sido gravemente ferido na Batalha da Água Negra, e Sansa, livre do compromisso com o rapaz cruel que ocupa o Trono de Ferro, tem de lidar com as consequências de ser segunda na linha de sucessão de Winterfell, uma vez que Bran e Rickon se julgam mortos. 
No Leste, Daenerys Targaryen navega na direcção das terras da sua infância, mas antes terá de aportar às cidades dos esclavagistas, que despreza. Mas a menina indefesa transformou-se numa mulher poderosa. Quem sabe quanto tempo falta para se transformar numa conquistadora impiedosa?"

Acabei o livro v estava a ver que não acabava mais porque existem momentos em que o livro desperta uma enorme curiosidade mas também existem momentos em que acontece o contrário parece que estamos ali a comer palha.
Posso dizer que estou a gostar bastante da história mas vou fazer uma pausa na guerra dos tronos umas vez que tenho aqui outros livros para ler, embora faça uma pausa depois quero continuar a ler a história toda... quero ver que a que caminho isto tudo vai dar.

22 de abril de 2015

Sobre ontem...

Não tenho grande coisa a escrever.
Deus me livre aquilo foi uma desgraça.
Paciência, teria ficado bem mais satisfeita se ganhassem mas como não foi o caso, temos pena como diz o outro.

21 de abril de 2015

Que hoje seja um dia de...

... alegria.
Esperemos a ver o que vai acontecer mais logo.
Claro que eu estou a falar da bola, aqui escreve-se e fala-se de tudo, ou quase tudo eh eh eh.
E sim quero muito que o meu Porto ganhe, evidentemente,  respeito imenso os vossos clubes e gostos mas o meu Porto é o meu Porto... e escusais de estar a acender velinhas e essas coisas para ele perder.
A ver vamos se eu não enfarto durante o jogo.
"Esperança, é sempre a ultima a morrer" tal como dizia um enfermeiro ontem na clínica.
Vamos lá ver como vai correr.

20 de abril de 2015

17 de abril de 2015

São tão complicadinhos...

Mas tão complicadinhos que até me dá náuseas. 
Ontem à noite parti um bocadinho de um dente... dos de trás graças a Deus, à nossa senhora e a todos os santinhos... então marquei consulta para o dentista para hoje. 
Estou numa a pensar o que será que a dentista vai fazer e de repente lembro-me que no meu mapa de medicação diz que sempre que tenho que ir ao dentista tenho que avisar no hospital.
Pensei cá para mim "paneleirices só pode" para não ficar com a consciência pesada lá liguei para o hospital coloquei a minha dúvida e a menina informa-me o seguinte "é assim se for ao dentista só para ver se esta tudo bem e sem intervenção não é preciso nada, se for fazer algum tratamento, tirar algum dente ou assim tem que marcar a consulta na dentista e 5 dias antes vir cá fazer analises e começar um tratamento" eu revirei os olhos e respirei fundo e questionei "tem mesmo a certeza que é preciso isso tudo?" e a menina continuou "abra a folhinha do tratamento menina diga-me o que está escrito onde diz patologia?" e eu respondi "próteses mecânicas" e lá começou a menina "ai menina pior ainda vai ter que vir ir ao doutor fazer os tratamentos e ter control apertado porque é perigoso já viu se fica com uma hemorragia e muito perigoso" e eu lá continuei "pronto menina agradeço imenso a atenção eu vou ir lá á dentista ver o que se vai fazer e decidir, muito obrigada sim e bom trabalho e bom fim de semana"... e desliguei.
Será possível que até para ir ao raio da dentista tenha que haver tanta complicação????

É possível isto???
Pelas almas, isto irrita até um santo tanto control tanta merda.

16 de abril de 2015

Livros que não quero ler por nada...

Aqueles livros que contam a desgraça dos outros.
Aqueles livros que falam como a pessoa enfrentou a doença e essas coisas.
Costumo dizer que desgraça por desgraça já chega a minha vida e os meus problemas de saúde, não preciso de ficar a saber a desgraça dos outros e mais em que é que isso nos pode ajudar mesmo? Em nada, esses tipos de livros são todos muito bonitinho, mas quem tem problemas na realidade sabe que nem tudo é assim tão bonito como querem mostrar que é. 
Em toda a minha vida só li três livros desses, o do António Feio, o do Paulo... aquele rapazinho que não tem braços... e o de uma mãe que conta a história de sofrimento do filho que se chama "o meu pequeno médico".
Aprendi que não quero sofrer mais além do que já sofro, não quero "viver" aquela história, aquele sofrimento, aquela dor e deixar cair aquelas lágrimas que tanto teimo em segurar durante o meu dia a dia.
Que ninguém me peça para ler esses livros, que ninguém me diga que é interessante e importante ler, porque mais interessante e importante de tudo é eu conseguir preservar a pouca coragem e força que ainda tenho em mim para seguir em frente com a minha vida. 

13 de abril de 2015

Sobre compras e trocas...

Para quem não sabe eu detesto andar a fazer compras... detesto o tira e veste.
Deram-me umas calças agora na pascoa da pull&bear muito gira sim senhor mas que me deixavam um bocadinho apertada de mais... e logo eu que gosto de andar à larga.
Lá fui eu trocar as calças e descobri umas calças muito girinhas que tem na etiqueta o seguinte blá blá bá "super high waist" e pronto troquei o par que me deram por umas de ganga normais sem "rotices" como diz um senhor que conheço e aproveitei e trouxe outra iguais em preto e pronto estou como quero porque gosto das calças e assim de repente fiquei com vontade de comprar de outras cores que lá tinha, umas azuis, umas verdes que por lá andavam, as amarelas dispenso bem que já para amerelada já chegou eu.... mas não posso andar por aí a ceder a todas as minhas vontade porque as vida não esta para isso, vai sendo umas de cada vez e... e...
Dito isto ando a ver se também ganho coragem para começar de um lado a tirar mais alguma roupa para dar... e não se preocupem que eu só dou roupa que esteja em bom estado e que não uso. 

10 de abril de 2015

Santa esperteza saloia...

Pergunta: Deste quatro animais, pinguim, avestruz, galinha e morcego, qual é o animal que é mamífero e voa?
Eu: Hmmmm morcego.
A minha colega de tratamento: Estas enganada porque quem voa é a galinha.
Eu: E desde quando é que a galinha é um mamífero?
A minha colega de tratamento: Olha que é a galinha.
Eu: Nem aqui nem na China a galinha é um mamífero santa.
Resposta: Mamífero
A minha colega de tratamento: Eu bem pensava que era a galinha.
Eu: E depois dizem que eu é que sou loira, esta bem esta. 

Não se aprende nada com esta gente e são teimosos como o raio, Deus me livre.

9 de abril de 2015

Muito gosto...

Quando as pessoas insistem em me fazer de estupida.
Não vos passa pela cabeça como adoro tal coisa.
Eu até deixo as pessoas gozarem do espetáculo à vontade porque mais cedo ou mais tarde tem volta, lá isso tem, eu posso dar a entender que esqueço, mas não esqueço, fica na reserva para quando menos esperarem eu disparar no sentido certo. 

Depois ficam com o ar meio de paspalho a olhar para mim e dizem "ahhh"... 
É ahhh é, pensais que eu passo a vida a dormir.

8 de abril de 2015

Dois livros para voltar a ler...

A Lua de Joana...


O Principezinho...



Li estes dois livros quando tinha 13/14 anos, tenho uma recordação muito vagas das histórias que eles contém. 
Fiquei com vontade de os voltar a ler... o que é raro, geralmente nunca volto a ler o mesmo livro... fiquei curiosa para conhecer qual vai ser a minha interpretação dos livros agora com quase 30 anos.

Dizem que interpretamos o mesmo livre de forma diferente conforme a idade que temos, vamos lá ver se isso é verdade, por mim estou disposta a testar a teoria.

7 de abril de 2015

Sim senhora, muito bonito...

Uns dias antes da pascoa, mandei fazer umas regueifas doces, uma para levar para a clinica e outra para os pais do T.
Ele lá levou a regueifa e no sábado vira-se para a minha mãe e disse "os meus pais agradecem muito por ter mandado a regueifa e mandam esta lembrancinha" eu fiquei a olhar estive prestes a falar mas calei-me, depois quando estava a sós com a minha mãe disse "sim senhora eu é que fui buscar e paguei a regueifa eu é que a mandei e eles agradecem aos meus pais com um muito obrigado, que lindo" e diz a minha mãe a rir-se "por acaso também achei engraçado isso de seres tu a pagar e a mandar e de agradecer a mim e ao teu pai" e eu disse foi muito engraçado, foi sim senhora".
Tá f....d@ Mary queres ser tão boa pessoa e os outros é que ficam bem na fotografia à tua custa.

3 de abril de 2015

Filmes que vi...

Samba...


"Samba é um senegalês que vive em França há 10 anos e que sobrevive de biscates. Alice é uma técnica superior que sofreu um esgotamento. Samba procura por todos os meios obter os seus documentos, enquanto Alice tenta reconstruir-se através do voluntariado numa associação. Cada um luta por sair do impasse em que se encontra, até ao dia em que os seus caminhos se cruzam... Entre humor e emoção, a história dos dois encontra outro caminho para a felicidade. E se a vida tiver mais imaginação do que eles?"

Digamos que este filme é uma espécie de lição de vida de uma realidade que infelizmente existe mas que não damos grande importância.
Apanhei alguns sustos durante o filme... eu sou assim deixo-me levar na  história e as vezes vou a dar por ela e estou a falar sozinha.
Gostei bastante das personagens, a Charlotte Gainsbourg tem um ar desleixado mas interessante, não sei se já a vi a fazer mais algum trabalho... acho que não... mas fiquei a gostar bastante dela, gostei também do Omar Sy, que interpreta o papel principal mas é encantador o menino... salvo seja... e adorei a parte do Omar Sy e do Tahar Rahim quando limpam os vidros, foi digno de me arrancar umas gargalhadas e sorrisos.
Adorei o filme  é bastante interessante e faz-nos pensar muito sobre o que as pessoas passam na vida para poderem ter alguma coisa. 

Filho do crime...


"O jovem JR envolve-se num pequeno crime e é preso. Na cadeia, conhece um mundo sem leis, onde cada um se protege apenas a si mesmo. Aos poucos, JR aproxima-se de Brendan Lynch, um dos mais famosos criminosos do local, que se torna seu mentor e protetor. Mas tudo tem um preço...e JR terá que aceitar trabalhar para o gangue de Brendan quando estiver livre."

Este Ewan McGrego é um mauzão  muito giro, mas muito peste... pelo menos no filme.
Foi engraçada  a parte final, na verdade estava a suspeitar que aquilo estava a correr bem demais mas pronto, não vou contar que é para quem quiser ver o filme não ficar já a saber o final.
Gostei imenso do filme...