30 de janeiro de 2011

Sorrir é tão bom...




Adoro este video...
Pela mensagem que passa e por me lembrar de muitas pessoas que vou conhecendo ao longo da minha vida.
Gosto de ver as pessoas a sorrir, ninguém está a dizer que se tenha de andar sempre com os "dentes á mostra", mas sorrir, por prazer, por gratidão, por tudo e por nada e depois ainda existe quem diga que o sorriso embeleza uma pessoa... e não é que é... é muito mais atractivo do que quando as pessoas andam com aquela tromba à "jumbo".
Por isso para todos vocês um grande sorriso e um super beijinho enorme ;)

28 de janeiro de 2011

Aqui o som do fim de semana... é...



É...
Acho que vai virar rubrica no blog... "Aqui o som do fim de semana... é..."
Vou começar a dar-vos música ;) todas as semanas... lol... dizem vocês "tão bondosa que ela está" é vero sim senhora, lol, apesar de não ter tido a tarde que desejava, o meu bom humor voltou em grande.
Já perdi a conta às vezes que ouvi esta música, mesmo assim continuo a adorar.
Portanto gente boa, Bom Fim de Semana para todos ;)
Beijooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Já lyoncificaram o vosso nome???

Looll, se ainda não o fizeram então exprimentem aqui...
Se eu costumo dizer que o meu nome é um tanto quanto estranho.
Depois disto só vos digo.
MEDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!
loooollll ;)

26 de janeiro de 2011

Chama-me louca… e não é que sou mesmo...

Na segunda-feira, conversa puxa conversa, desafiou-me a ir ter com ele 5 minutos… pensei... repensei e depois de muito blá blá blá, fiz uma viagem de 30 minutos para o ver.
Foram 30 longos minutos de viagem que pareceram horas infinitas… sempre a pensar que era uma loucura o que estava a fazer, mas eu queria faze-lo e fiz.
Foram breves minutos de conversa, de abraços e sorrisos e no meio disto tudo ainda me chamou “louca” por ter aceitado o desafio que me lançou, percebi perfeitamento pensava que não seria capaz de o fazer… mas faço lol… oh se faço!
Gostei, é que ainda por cima estava uma tarde linda um sol muito bom… melhor mesmo era que o tempo tivesse parado... sonha, sonha.
Escusado será dizer que a viagem de regresso foi um bocadinho na lua.
Sim sei que estão a pensar “sim Mary continua a arranjar lenha para te queimar” eu também penso isso looolll.

Siga a rodinha...

... é a crise…
... depois foi o orçamento...
... mais à frente foi a morte daquela aberração que se dava como cronista social…
E agora o que é que está a dar no nosso Portugalito???
Hmmmm????
Alguém adivinha?
Pois… isso mesmo casa pia… a saga continua e pelo que me apercebi pelas noticias veio com a força toda.
Tudo volta.... enfim enfim.
É só malucos!

22 de janeiro de 2011

Não tenho direito quereis ver...

Considero-me uma pessoa bastante afável e simpática, mas como toda a gente também tenho os meus dias em que o humor é tudo menos o melhor.
Tenho direito a isso não? Acho eu…
Hoje é um desses dias, mandaram sms a perguntar como estava e fui sincera ao ponto de dizer que hoje encontrava-me chateada, cansada, caramba é assim tão difícil de verem que a minha vida é tudo menos um mar de rosas? Estou farta de hospitais, tratamentos, exames e essas tretas todas.
E levo como resposta “oh amiga não tens porque estar assim em baixo”….
Não????????
Se eu não tenho motivos para estar em baixo quem terá??
Não posso andar todos os dias a sorrir e bem disposta, sinto-me cansada de tudo será assim tão difícil de os meus amigos compreenderem isso??
Ufff… parece que sim gente boa… parece mesmo que sim.

20 de janeiro de 2011

Oh faz favor... é uma destas para mim!

Estou com uma paixão arrebatadora por uma pulseirinha destas da Tous.
Não sei como é que vai ser para resolver este caso, mas eu quero e quando eu sismo que quero não à nada a fazer.
Hmmmm, mais dia menos dia vais ser minha ;)


19 de janeiro de 2011

O que eu aturo…


Já não consigo ouvir as histórias do meu taxista isto de fazer seis viagens por semana com ele esta a deixar-me doida.
- Fala alto como tudo… deve ter partido o botão onde se coloca mais baixo.
- Repete sempre sempre a mesma coisa…
ai ninguém merece semelhante castigo.
- Contou-me como “engatou a mulher”…
termo utilizado por ele e historia já recepcionada pela minha pessoa sem exagero umas cinco vezes.
- Só me fala em pombas, nos treinos desta, das cadelas e da gatinha que agora tem em casa…
sim sim toda a gente trata a gatinha como se fosse um bebe... muito interessante para mim.
- Tem um certo “contra” no que diz respeito aos gays, como tal, faz sempre questão de salientar isso…
enfim enfim, cada qual é que sabe de si, ainda não percebi o porque de tanta raiva, será algum recalcamento?? Hmmm eis a questão.
- Quer a mulher, o filho ou a filha é que são os melhores em tudo o que fazem… deus nos livre e nos salve que cambada tão grande de espertalhões, Deus só distribuiu inteligência aquela família… cá entre nós se a mulher é assim tão inteligente e tão desenrascada não conseguiria melhor do que estar num lar a limpar o rabinho aos velhinhos? Eu acho que sim… mas à frente, a humildade é uma coisa tão bonita só é pena que muita gente não sabe o que isso é.

...Em suma tinha aqui pano para mangas isto para dizer que tem dias em que o meu sorriso já é automático para o homem só de o ouvir a contar sempre a mesma coisa…. Não se aguenta, a ideia de um outro taxista não era má não, mas infelizmente não pode ser porque a nossa segurança social não tá para ai virada.

Digam lá se não é bonita...



Adoro esta música...
Porque será? Perguntam vocês...
Pois é exactamente por isso que estão a pensar ;)

13 de janeiro de 2011

Ora juntem as pecinhas a ver se entendem o que quer dizer...

Lembram-se deste post, principalmente lá para o meio, juntem este post que foi o penúltimo que escrevi e a tudo isto juntem esta musica.
Adivinharam?
Pois…! É mais ou menos isso ;)

P.S: vou ali ao tratamento, vou estar em pulgas a ver se hoje o vou ver ou não.

12 de janeiro de 2011

E depois…

Existem aqueles dias em que cais na tentação e fazes o que não devias, o que não é politicamente correcto e o que seria condenável por todos se soubessem.
Foi tão arrepiante quizas pela adrenalina do momento, talvez pelo medo da descoberta… foi o que bastou para não pregar olho a noite toda porque a cena passou em rodapé na minha cabeça toda a noite, vezes sem conta.
Ai… enfim… quando é que eu vou ganhar juízo? Já estou com idade para isso já… mas é tão difícil loooool.
Nem imaginam qual foi a ultima "grande asneirola" que eu fiz... nem é bom pensar, quer dizer é e não é... enfim enfim.

10 de janeiro de 2011

Vá podem atirar pedras e calhaus….

Mas eu não sinto pena, choque nem nada que se pareça com a morte do Carlos Castro, muito pelo contrário não achei piada nenhuma aquela “paneleirice” toda no programa da manha da sic… foi na vez dele e já como diria o outro “mais vale ele do que eu”.
Chamem-me insensível, maluca, desvairada… o que quiserem… não tenho culpa por ser assim, e até tenho andado muito chorona e deprimente.
Tenho dito... isto tudo para dizer que ainda agora a novela esta a começar e eu já ando enjoada de ver e ouvir sempre a mesma coisa.
Sempre tive esta dúvida: porque é que as pessoas quando morrem são sempre tão boazinhas, queridas, uns anjos etc etc.?

9 de janeiro de 2011

A diversão numa noite de tratamento…

Se existe coisa que considero muito importante sempre que vou para a clínica é quem esta a trabalhar, lá esta como em todos os lados existe gente muito porreirinha e outros que estão ali pelas almas do divino espírito santo.
O enfermeiro Z.P. geralmente faz muitas noite no meu turno, além de muito giro… é vero ;)… é super simpático e brincalhão e então quando faz noite com a enfermeira C. tá o caldo entornado é só javardice… a C. é uma simpatia muito simples, super querida e preocupada.
Apesar do cansaço do tratamento e da dificuldade em lá estar as 4 horas sentadinhos sem mexer, quando aqueles dois estão a trabalhar as gargalhadas e as asneiras são o auge naquela sala.
Adoro aqueles momentos de diversão e boa disposição… é a tentar acertar com a luvas no saco do lixo, a uma distancia bem interessante lool... depois é a guerra em que disparam seringas com soro uns contra os outros, depois rola a pega por causa do futebol… enfim mil e uma coisas que eu como sendo uma pessoa extremamente “pestinha” adoro.
Apesar dos apesares como diz o outro tem noite em que as coisas até são divertidas, mesmo quando se sai aos "tombos" de lá quando olho para o espelho no vestiário sinto-me feliz por conhecer aquelas pessoas fantásticas que me conseguem deixar a rir e a chorar de alegria... no meio de tanta tristeza e cansaço.
O pior é quando uma pessoa dá de cara com a capa do JN de quinta-feira onde diz que tem que reduzir os custos da hemodiálise nas clínicas… tá bonita tá Sócrates, reduz é no teu salário isso sim seu postal.

8 de janeiro de 2011

Nostalgia???


Já à uns anos que aderi ao facebook, a verdade é que não ligava nenhuma.
Recentemente como passo a maior parte do tempo em casa a internet tem sido a minha mais fiel amiga e tenho andado algures por ai no facebook.
Resolvi dar um arzinho mais à minha página, afinal é uma óptima forma de passar o tempo.
Mas caramba tenho descobrido muitíssimo pessoal conhecido, do tempo de escola e qual a minha admiração esta tudo casado, com filhos… eu fico feita postal a olhar e a ver as fotos, e dentro de mim dá-me um enorme tristeza por eu ser assim tão diferente de todos, afinal de contas estou sozinha… sinto-me bem assim… confesso… talvez porque ainda não apareceu a tal pessoa e também por eu não ser um ser habituado a ter ninguém.
Hoje dei por mim a pensar… o que será que os meus amigos pensam de mim? Será que pensam que sou uma falhada por estar sozinha? Não sei não… mas a verdade é que sinto-me assim um bocadito diferente de todos.
Enfim, são opções de vida penso eu ;) vá xoo xooo tristeza para lá ;) que a vida assim é bem melhor.
Vou ali ao tratamento que hoje é dia disso... ai Deus que eu já ando cansadinha até à pontinha dos cabelos, mas infelizmente não existe outra opção... infelizmente mesmo.

7 de janeiro de 2011

Do medo ao pânico…

Desde muito novinha que sempre fiquei sozinha em casa sem qualquer tipo de problema.
À uns anos atrás quando a casa foi assaltada andei uns tempos com um bocadinho de medo e não ficava em casa sozinha na altura devia ter uns 11 anos, por ai.
Ontem de tarde a minha mãe saiu para o trabalho, como sempre fiquei sozinha a arrumar as minhas coisas pois ao meio da tarde era dia de ir para o tratamento.
Estava um tempo horrível é certo, chovia muito e entretanto a luz foi a baixo, peguei numa vela, desci ao andar de baixo onde é a casa do meu irmão, fui ver ao quadro e estava tudo bem, pensei logo que tinha sido no quadro de fora mas como não sei mexer voltei para cima.
Não sei o que aconteceu, ouvi um barulho estranho, apoderou-se de mim um medo estranho a minha reacção foi rodar a chave na porta que vai para o andar de baixo, depois disso fui para o meu quarto quando vou a entrar no quarto ouço bater a uma porta, foi horrível o meu coração começou a bater tão forte, comecei a transpirar e a ter arrepios, as lágrimas caiam-me pelo rosto abaixo, senti o quarto andar à volta e a sensação de que ia desmaiar, o meu corpo tremia todo, vomitos, má indisposição, nunca tinha sentido tal coisa, o medo era tanto que a minha única reacção foi ligar para a minha mãe que trabalha a uns 5 minutos casa e telefonei para um tio que mora perto também
Naquele momento vi o mundo todo a cair à minha frente nunca tivera tanto medo, e estava com a certeza que alguém estava enfiado no andar de baixo.
Aquele tempo de espera pela minha mãe foi passado fechada no quarto encostada à porta no meio do meu maior pesadelo senti que ia morrer naqueles minutos, foi horrível mesmo, lembro-me que quando a minha mãe chegou os meus tios chegaram ao mesmo tempo, o meu desespero era tanto que me agarrei à minha mãe quase a sufocar.
Escusado será dizer que fiquei o resto do dia tremer e quando cheguei ao tratamento deram por ela, perguntando o que se passava é lógico que eu não queria contar iam pensar que eu estava louca só podia, mas depois de muita insistência contei o que se passou, o medico explicou que a esse tipo de reacção chama-se “Ataque de Pânico” e referiu que as vezes acontece e que é lógico que isso não é sinal de maluquice.
Enfim, mais um calmante foi o que me receitaram, já vão cinco por dia.
A única coisa que desejo é que nunca mais aconteça nada do género.

3 de janeiro de 2011

O Fim da Inocência de Francisco Salgueiro...


"Aos olhos do mundo, Inês é a menina perfeita. Frequenta um dos melhores colégios nos arredores de Lisboa e relaciona-se com filhos de embaixadores e presidentes de grandes empresas. Por detrás das aparências, a realidade é outra, e bem distinta. Inês e os seus amigos são consumidores regulares de drogas, participam em arriscados jogos sexuais e utilizam desregradamente a internet, transformando as suas vidas numa espiral marcada pelo descontrolo físico e emocional. Francisco Salgueiro dá voz à história real e chocante de uma adolescente portuguesa, contada na primeira pessoa. Um aviso para os pais estarem mais atentos ao que se passa nas suas casas."

"Minha alma está parva!"
Foi assim que fiquei depois de ler este livro.,.
São 221 páginas de muita adrenalina, onde o sexo, o alcool e as drogas são o auge daquele grupo de amigos… enfim não tenho palavras que consigam explicar o que senti ao ler este livro.
Sem qualquer dúvida que foi o livro que mais rápido li, pois a vontade de descobrir cada situação nova era enorme, como tal, quando dei por ela comecei e acabei o livro no mesmo dia.
Tenho 25 anos e nunca, fiz um terço das aberrações que aqueles miúdos fizeram, talvez por medo, receio, talvez porque sempre tivera uma educação apertada da parte dos meus pais, talvez porque a vida também me castigou cedo, dando-me vários problemas de saúde, enfim por mil e um motivos.
É certo que já comentei muitas vezes que as crianças hoje em dia são muito precoces, que têm vícios e manias cada vez mais cedo… verdade verdadinha.
Enfim, podia estar aqui a escrever tudo o que penso, mas não valeria a pena, só vos digo, leiam o livro, vão ficar tão pasmados quanto eu e vão ficar a conhecer melhor o que é a realidade do dia a dia dos miúdos dos tempos de hoje.
Sem sombra de dúvida que se tivesse que classificar este livro de 0 a 10 a nota seria 10... com todo o mérito.




1 de janeiro de 2011

O que eu gostaria que 2011 me trouxesse…

* Saúde - para mim, para a minha família e para toda a gente.
* Trabalho – graças a Deus tenho trabalho, mas gostaria de mudar de trabalho, de local, de sítio, não gosto do ambiente do meu trabalho, onde o patrão só sabe berrar e mal tratar toda a gente.
* Tirar o curso de cosmetologia – se existe coisa que mais me arrependo na vida foi de não ter tirado esse curso, é algo que eu gosto e hoje em dia podia ter o meu trabalhinho sem ninguém me chatear muito.
* Um rim novo - sim sim please...
* Juizinho na cabeça e força nas perninhas – sim isso é muito importante pedir, Deus me mantenha como este ano que passou que já vamos indo relativamente bem.
* Euro milhões – looool se não for pedir muito era só mais isso.
* Ser Feliz - junto dos meus pais, da minha familia e no meu dia a dia... sorrir muito e dar muitas gargalhadas

Como podem ver nem sou assim muito pedinchona lol, tirando a brincadeira do euro milhões e se não fosse pedir muito era isto que eu gostava para este novo ano.