24 de janeiro de 2009

Pois...

Depois de uma semana um tanto quanto estranha, resolvi passar por cá.
Aproveito também para agradecer a quem me deixou sugestões de livros tal como pedi… o meu Muito Obrigado... e informo também que já tenho em meu “poder” todos os livros que foram sugeridos, eheheh.

Esta semana foi muito esquisita mesmo, pensamentos errados, momentos mais tristes e umas quedas pelo meio, sim porque eu comecei o ano a cair e assim será até ao final lolol mas não há-de ser nada.

Quanto ao desafio que o Nelson me propôs o qual agradeço o carinho que tem dispensado comigo, será um pouco difícil de o realizar até porque eu não tenho precisamente uma banda ou cantor de eleição mas sim muitas músicas de vários cantores/bandas… portanto vai ser um trabalhinho jeitoso… mas que será feito, por certo.
E por hoje… tenho dito… sinto-me super cansada, alguém sabe como se combate o cansaço?

14 de janeiro de 2009

Pedido de ajuda

Então o meu pedido de hoje é o seguinte:
Gostaria que me dessem o(s) nome(s) do(s) livro(s) que mais vos marcaram e que sinceramente aconselham a ler.
Este meu pedido deve-se a que?

Eu respondo, quem me conhece sabe perfeitamente que gosto muito de ler (lá está) mas a verdade é que desde o mês de Dezembro quando comprei os meus ultimos dois livros, passoa citar quais foram, Solteiras a arte de ser Feliz e independente, o qual já falei num post anterior e também comprei o livro do Paulo Azevedo que se chama Uma vida Normal... agora que estou a ler este último livro que referi, só vos tenho a dizer que é qualquer coisa de muito bom... existem vidas que realmente merecem ser destacadas e a do Paulo é uma dessas concerteza.

Entretanto também me emprestaram um livro um quanto esquesito que se dá pelo nome de Memórias de um Suicida... vamos lá ver o que sai daqui.

Como quero ir adquirindo outros livros para não ter em falta quando acabar estes dois ultimos que referi, resolvi solicitar a vossa ajuda e opinião.

Assim sendo fico a aguardar...

"O livro é uma extensão da memória e da imaginação." (Jorge Luis Borges)

12 de janeiro de 2009

Então foi assim...

No dia 8 do actual mês pelas 10.00 horas enfrentei o dito novo trabalho... algo que não tinha nada a ver com tudo o que eu já vivi até aos dias de hoje.
Eram 14.15 quando fui almoçar e dei por mim a registar um texto, coisa que não tenho o hábito de fazer.
Eis o texto que saíu naquele momento.
Morri... sinto-me cansada, pior do que isto é impossivel (e ainda falta a parte da tarde para enfrentar) nunca me senti assim, triste desiludida e com vontade de fugir para bem longe.
Eis as regras que me foram dadas:
- Não mascar nem comer nada;
- Não fumar (hello isso é a coisa mais normal dentro de um local de trabalho, mas à frente);
- Verniz no máximo transparente;
- Sem maquilhagem;
- Cabelo preso (ahhhh? socorro sim)
Ao fim de ouvir tudo isto pensei "Deus me livre isto é pior que um quartel".
Durante a escrita deste texto só me apetece gritar, berrar e chorar... sim chorar muito e em conjunto desaparecer... mas só me resta respirar fundo e enfrentar a tarde.

E assim foi...

Quando sai as 20.45 senti um enorme aperto no peito e só senti as lágrimas a cairem pelo rosto... senti-me pior que uma criança em estado de choque a chorar, queria parar e não consegui, foi mais forte do que eu... acabei por fazer a viagem de regresso a casa a chorar e a soluçar como uma desalmada.
Quando entrei em casa tentei disfarçar o que se tinha passado...
Tive vontade de desistir no primeiro dia... mas... mesmo assim quis voltar mais dois dias a ver se realmente haveria de desistir ou se seria eu que estaria a fazer "birra" com tudo o que encontrei.
E lá fui eu na sexta e no sábado... até que deparei com a dita mulher do patrão a srª patroa que pensa que por ser o que é tem o direito de humilhar e mal tratar as pessoas em frente aos clientes.
Parei pensei... CHEGA! Eu não quero isto para mim, eu não posso nem mereço ter que ser rebaixada sem qualquer motivo por alguém sem o minimo sentido de sensibilidade e bom senso... existem formas de se chamar à atenção as pessoas não é humilhar, calcar... o facto de ser quem é não lhe dá o direito a tal coisa.
E DESISTI.... não me sinto mal por isso, primeiro porque não é uma actividade minimamente parecida aquela que fui sendo preparada ao longo de muito tempo e a qual executei dois anos e meio, como tal acho que esta é a área que eu tenho que seguir, aquela que eu sei... e depois porque eu odeio pessoas que humilham as outras... muito menos sem qualquer motivo...
Portanto... adeus até nunca mais, se Deus quiser.
O que lá vai... lá vai...
A vida continua!

7 de janeiro de 2009

Cada uma

Ainda agora o ano começou e eu tinha uma série de mudanças que desejaria fazer na minha vida, mas para ser sincera não esperava que fossem assim tão rápidas.
Não sou daquelas pessoas que levam os signos à letra, mas confesso que gosto de ler não é mentira, mas também é verdade que não me influênciam na forma como vou enfrentar a minha vida... mas... á coisas esquesitas... então em todos os locais que li as previsões para o ano de 2009, diziam que iria mudar na área do trabalho e que seria um ano em que iria progredir e alcançar muito sucesso no trabalho.
"Preps" e não é que me encontro neste momento a pensar seriamente em tudo o que li... estou a e pouco menos de 24 horas de começar um novo emprego, numa nova área e a verdade é que me sinto completamente nervosa pois não consigo esquecer que tudo o que se avizinha assim de repente não tem nada a ver comigo... pelo menos é o que estou a pensar neste momento.
Mas também mais vale exprimentar e se realmente as coisas não correrem da melhor forma, partir para outra... mas primeiro tenho que tentar.
Amanha pelas 10 horas tenho a certeza que vou estar o mais mal disposta e enjoada possivel lololol é o que acontece quando fico completamente nervosa
lolol.
Vamos lá ver o que vai acontecer.
Mais vale uma pessoa se arrepender de algo que fez, do que se lamentar para o resto da vida por não o ter feito...
Uffa é isso que vou fazer...

1 de janeiro de 2009

Feliz Ano Novo...

Mais vale tarde do que nunca...
E agora que já entramos no novo ano resta-me desejar que tenham um bom ano de 2009 e que todos os objectivos que desejamos possam ser alcançados.



Bom 2009