29 de junho de 2011

Cosas que me gustan...

Azul, azul, azul, todas as gamas de azul sempre foram a minha preferencia, é lindo, lindo, lindo, mas não te vou comprar, primeiro porque não posso usar relogios e segundo porque tenho bastantes... temos pena, gosto muito de ti mas uma relação entre nós não dá.Gosto de ti, trazia-te para casa também, sem hesitar muito.




Então de ti, é que eu gosto, assim muitissimo, tipo paixão, amor e loucura foi tudo o que eu senti quando te vi, deixa-te andar que um dia destes vais ser minha, ohh se vais, ainda por cima nesse azulinho todo... aí Deus ninguem merece.

Ahhh, Parfois, levas-me à ruina, levas, levas.




Não, não, não...

... eu não disse que não gostava do moço ou que até tinha alguma coisa contra ele, o que me irrita e acredito que irrite muita gente é o sentido de oportunidade de algumas pessoas em momentos de sofrimento, e tal como disse a Inês no comentário do post anterior temo pela familia a pouca vergonha que por aí vai vir nas revistas cor de rosas e não só. Amigos que são amigos dão o seu apoio, reconfortam a familia, desculpem o termo, mas não vem cagar o que devem e não devem para a imprensa... tenho dito! Nunca fui fã do rapaz, porque nunca segui o trabalho dele ao pormenor, apenas aqueles diz que disse de revistas, mas nunca na vida seria capaz de lhe desejar a morte, nem a ele nem à pessoa que mais nojo me mete na vida, porque somos seres humanos, temos direito a viver e se cometemos erros como ele cometeu, são coisas da vida, infelizmente ele não teve a sorte de "ficar", só espero que no meio destra tragédia toda sirva de lição para muita gente que anda por aí.


28 de junho de 2011

Chamem-me o quiserem...

... maluca, insensível o que quiserem mas não concordo nada com o texto que vou transmitir. A cena passou-se em frente ao hospital St. António a prepósito do moço que se espatifou... não gosto de dizer nomes, temos pena... O jornalista virou-se para uma fulana que supostamente é actriz... nunca a tinha visto na vida mais gorda ou mais magra e é actriz vejam lá... eis o diálogo:


Jornalista: Se pudesses falar com ele o que lhe dirias?

A mocita a tal actriz: Que o mundo precisa dele...


PAROU!!!!! Aqui parou tudo... e eis este meu post é exactamente por isso, "O mundo precisa dele" na na na, euzinha MMDS não preciso dele para nadita de nada deste mundo eu e milhentas pessoas pelo mundo fora, umas não precisam dele como eu e a parte mais engraçada é que mais umas quantas milhentas não o conhecem. Isto tudo para que? Para dizer que me irrita profundamente o discurso de alguma pessoinhas que andam por aí, tal como me irrita quando as pessoas morrem dizerem "ai era tão boa pessoa"... pois sim sim agora que já foi com o caraças é que era boa pessoa. Ora resumindo, eu como muito má pessoa que sou, detesto estás paneleirices de vigias e comentários tristes, se são assim tão amigos, calem-se e respeitem o sofrimento da família não se ponham aí a mandar boquitas para o ar só para poderem aparecer na televisão... gentinha oportunista, é o que é.

27 de junho de 2011

Algo que me está a irritar...

... o excesso de tratamentos com que estou a enfardar está semana, o cansaço, os enjoos, a má disposição, as caimbras e a vontade de desistir de tudo... que pariu está merda... Ainda me dizem que temos que ter força, coragem e esperança, que se dane essas coisas todas e mais Deus tenha pena daquele desgraçado que se espatifou todo e o leve, porque ficar cá para sofrer não vale a pena mesmo... sei que muita gente pode ficar chocada ao ler isto mas é a realidade, detesto ver pessoas a sofrer, detesto ver-me a mim nessa posição por muito sorriso e boa disposição que tenha e digo mais, não desejo ao meu maior inimigo um terço do que tenho passado, se bem que conheço uma série de pessoas que deviam exprimentar 30 minutinhos de tratamentos a ver se se tornavam mais humanos e não gozarem com o sofrimento dos outros.

24 de junho de 2011

Bom S. João a todos...

... espero que se tenham divertido... e continuação de um bom S. João para quem ainda anda a festejar ;o)

22 de junho de 2011

Alice...

Adorava que tivesses lido estas palavras que te escrevo, como não é possível, onde estiveres vais entender e recebe-las com todo o carinho e divertimento que nos caracteriza. Sinto-me frustrada e perturbada por teres partido no momento em que supostamente irias encontrar a tua salvação, todos nós que temos este problema sabemos que o nosso bem estar e qualidade de vida tem um longo caminho que poderá correr bem ou muito mal, como foi contigo. Fiquei tão feliz quando soube que te tinham chamado para o transplante, a minha felicidade era tanta como se fosse para mim, mas tudo caiu quando me disseram que não resistis-te. E lembrar-me que na última quinta-feira estivemos na maior risota na maior javardice e que eu dizia sempre para comigo que tu eras um autentico rádio porque não te calavas um segundo, tinhas a maior pedalada para aguentar os tratamentos e eu ali prestes a cair de tanto cansaço e a tua voz sempre a tentar incentivar para que eu tivesse força e entrasse na brincadeira. As coisas não acontecem por acaso e se Deus te quis levar é porque teve um motivo muito grande para isso, quero que saibas que o ambiente na clínica esta como se diz pelas ruas da amargura… mas à que seguir com a vida para a frente e todos nós sabemos que tu estarás “aí” e que nos vais acompanhar, e tenho a certeza que tu mesma irias querer que tentássemos seguir em frente com um sorriso e com a recordação dos bons momentos que passamos juntos. Um beijinho enorme de alguém que adorava pegar contigo e que jamais te esquecerá.

21 de junho de 2011

Ódio de estimação, Luis Represas...

... nunca te apreciei como cantor caro amigo, não sei porque as tuas músicas dão-me uma sonolência que é uma coisa louca, qual tryptizol, qual diazepam... As tantas num deste dias quando vinha embora do tratamento aquele sujeito que se designa como taxista vinha a ouvir a Rádio Festival e qual o meu espanto quando vejo que o Represas estragou esta música toda, tenho a ligeira impressão que nem o Iglesias nem o Guerra sabem que esta avecula Portuguesa anda para aí a estragar a bela música que eles têm. Então vejam as diferenças de uma e de outra e escusado será dizer que o Represas se não tem nada que cantar de novo que se deite a dormir que faz melhor trabalho... a sorte dele é nunca se cruzar comigo se não certamente já tinha levado com semelhante missa que ia perder a vontade e cantar para o resto da vida... carneiro mau morto.



E o Verão já começou...

... e eu já ando cheio do exesso de calor, e ainda agora está a começar... já estou a ver que os proximos dias vai ser de sofrimento, ninguém merece.




P.S: gosto desta imagem do google não sei porque tá assim diferente.


19 de junho de 2011

Então o domingo foi assim...

... começou com uma alma caridosa a mandar bitaites no face e a deixar-me ainda mais mal disposta do que eu já tinha acordado... e depois, só numa de meter nojo mesmo, tive uma tarde muito boa oh oh se foi... então licencinha que eu vou dormir porque estou pior que sei lá o que com tanto cansaço.

18 de junho de 2011

Hoje o meu pensamento...



... esta recheadinho de bolas de berlim e lá está dizem e muito bem que uma sisma é pior que uma doença, logo tenho que pensar seriamente em ir comer uma, porque acordar com desejos destes e andar o dia todo a pensar nela, não dá com nada... nadita mesmo, então com a vossa licença vou ali almoçar e a seguir tenho que arranjar maneira de me por no piro e ir à procura da gostosa da bolinha de berlim, licencinha então.

17 de junho de 2011

José Saramago??? Não, muito obrigado...



... deve estar algures por aí a fazer um ano que o homem morrer, porque já enjoo ao ver a publicidade da vida dele com mi amor Pilar... pelo amor da santa deus que é deus não pode com tanto imaginem eu... Acredito que o senhor tenha tido muito valor pela sua escrita e por todo o reconhecimento que teve, eu como leitora assidua, viciada em ler, e por aí fora, lamento dizer mas a escrita do homem nunca me fascinou minimamente, o que deixara certamente muita gente chocada, mas é a verdade. E depois eu já não achava grande piada ao homem, mas o ultimo livro que ele lançou e aquela paneleirice toda que ele armou, para vender mais porque foi uma estratégia, ele tava velhinho mas não maluco verdade seja dita... fez com que ficasse a gostar ainda menos de sua excelência. Portanto o senhor foi à vidinha dele... como todos iremos... mas agora que está para chegar o aniversário do seu falecimento vamos ter que gramas com séries, documentários e por aí fora sobre ele... e pensar que existe tanta gente com mais valor por este mundo fora e ninguém lhes dá a minima atenção.

Less is more...

... toda a gente deve conhecer está máxima, ou pelo menos já dever ter ouvido falar dela, mas daí a coloca-la em prática vai uma grande diferença. Acho muito engraçado aquelas pessoas que querem tanto se apresentar diferentes que não se dão conta dos excessos que cometem. Ontem estava a ver um album de uma comunhão fiquei completamente pasmada com tanto excesso de mau gosto junto... da mãe do miudo claro, mas o miudo tambem mais parecia que ia para o carnaval do que outra coisa... tudo pecava pelo excesso o cabelo estava tão trabalhado que a impressão que dava era que tinha acabado de sair da caminha, a roupa é como o outro diz, cada coisa a sua idade, eu tenho 26 aninhos não vou usar roupa de uma miuda de 15 não cabe na cabeça de ninguém... ora foi exactamente isso que aconteceu a senhora vestiu-me à muidita mesmo e quando olhei para a cara optei por não me rir porque se não ia parecer mal, muito mal, estava toda emprastada de maquilhagem a cara bastante mais escura, relativamente ao resto do corpo, já para não falar do rimel esborratado, o excesso de sombra preta e lábios vermelhos... a sério ao olhar para as fotografias tive pena da senhora, quis fazer tanto mas tanto para ficar bonita e acabou com uma recordação como diz o outro horrivel mesmo, tenho para comigo que ela um dia mais tarde quando for velhinha ache piada à coisa e tire umas boas gargalhadas da figura que fez nesse dia... as pessoas nunca vão aprender... como diz o outro... que menos é sempre sempre mais.

15 de junho de 2011

Gosto muito pouco...

... daquele tipo de pessoas que para se valorizarem passam a vida a humilhar os outros, infelizmente é das coisas que mais vejo no dia a dia... e mais via quando trabalhava, porque isso é o pão nosso de cada dia, naquela irmandade de abutres... e já nem vou falar daquelas pessoas que para subirem na vida, calcam tudo e todos... desgraçados não sabem nem nunca vão saber que a humildade e o bom senso são tão preciosos na vida do ser humano... isto tudo porque tenho tantas coisas entaladas, porque muitas vezes vi e calei em vez de ajudar e hoje sinto-me a rebentar por ter sido tão cobarde em ter ficado calada... sinto uma extrema necessidade e vontade de espancar uma série de pessoas que têm a puta da mania de tratar os outros pior que animais... um dia destes passo-me seriamente da cabeça.

14 de junho de 2011

Amo profundamente está música...

Acho impressionante...

... a maneira como algumas pessoas vivem as suas relações e fazem planos como se fosse a coisa mais simples, banal e fácil do mundo. Interrogo-me muitas vezes se realmente será assim tudo tão fácil... ou eu é que torno as coisas tão mas tão complicadas.. ah coisas do carago, que me dão a voltinha aos neuronios.

11 de junho de 2011

Gosto muito pouco que me tentem passar a perna...

... em tempos, por volta de 1996 inscrevi-me numa associação de pessoas que tem o mesmo problema de saúde que eu. Já foram várias as vezes ao longo do ano que tentaram que eu desse o meu testemunho, mas nunca o fiz, não por vergonha apenas porque não andava para aí virada. Em Outubro fui abordada por um membro da associação, que me falou à cerca de si, dizendo que o portador da doença é a filha mas que era ele que estava no projecto e tinha uma proposta muito boa para me colocar… muito boa para ele certamente, porque para mim não… então a proposta do dito senhor era a seguinte, eu escrevia e elaborava os textos a sair no boletim informativo que é distribuído por todo o país mas em contrapartida ele assinava o nome dele, como se tivesse sido ele a escrever e supostamente ninguém incluindo o director da associação poderia saber de tal coisa… pois bem eu sou muito boa pessoa mas detesto que me estejam a apanhar por lorpa, é lógico que neguei o convite do dito senhor e apenas me disponibilizei para lhe fazer a correcção e rectificação dos textos que o senhor escrevia, mais do que isso não e ainda assim que não se queixe, já vai com muita sorte… porque tenho para comigo que existem poucas pessoas que o iriam aturar… pronto assim tem sido até aos dias de hoje… mas que eu não gosto daquele tipo de pessoas que quer ficar bem na fotografia à custa dos outros não gosto mesmo, o que foi e é o acso deste senhor.

Gosto tanto...


... desta Nivea, cheira tão bem e deixa a pele muito hidratada e com um cheirinho agradavel, estou rendida... já a uso à um mês e tal e cada vez mais a adoro... palpita-me que durante muito tempo vai ser minha aliada.

9 de junho de 2011

Das coisas que mais me irritam...

... é estar a colocar verniz nas unhas e borratar logo, aiiiii fico logo na hora do carago com uma azia do tamanho do mundo... enfim coisas de mulheres.

8 de junho de 2011

Ohhh Shakira...




Sem muito a acrescentar, gosto da música, foi daquelas coisas tipo amor à primeira vista...

Tenho saudades...



... dos tempos em que estudava, dos cadernos e livros com aquele tipico cheiro do novo, das canetas, lápis e borrachas divertidos... enfim de tudo um pouco até mesmo daquele momentos loucos dos apontamentos e dos trabalhos individuais ou até mesmo de grupo. Tenho saudades dos tempos de escola, de algum pessoal e de alguns momentos. Estou a pensar seriamente em ingressar por esses lados novamente, até porque nunca é tarde para se aprender. Eu e as minhas vontades aiiii aiiiii.

7 de junho de 2011

O jogo da verdade de Sveva Casati Modignani...

Gostei como sempre, aliás já referi aqui que é uma das minhas escritoras preferidas, daí ler bastantes livros dela, realtivamente a este livro que foi o que acabei de ler, gostei, mas estava tão embalada na história que quando chegou ao fim fiquei triste por ter acabado assim sem mais nem menos, queria mais, bem mais. Entretanto já comecei a ler outro livro dela, desta vez estou a ler "Qualquer coisa de bom", vamos lá ver, depois faço um post à cerca desse livro, fica prometido.




"Roberta é uma jovem livreira em plena crise existencial e conjugal - Oscar, o marido, com quem casou contra a opinião de toda a gente, revela-se incapaz de responder às suas necessidades e de assumir as responsabilidades de uma família.Uma dolorosa reflexão leva Roberta a percorrer o passado e a descobrir as raízes do seu mal-estar, que remontam à infância, passada no meio dos afetos envolventes da família paterna, onde a mãe, Malvina, brilhava pela ausência. Feminista convicta no período turbulento de 68, Malvina escolhera viver de acordo com os seus princípios e confia a filha ao companheiro. Desta situação vão nascer, ao longo do tempo, dramas, mal-entendidos, conflitos mal resolvidos e também segredos há muito guardados. E é apenas ao dissipar estas sombras que Roberta vai conseguir superar a crise e reconciliar-se consigo mesma.Uma história de ligações profundas e paixões intensas em que Sveva Casati Modignani, através do confronto entre duas gerações de mulheres, nos conta como éramos antes e como somos agora."

6 de junho de 2011

Relativamente às eleições...

... não vou falar, porque não percebo nada dessas coisas, para mim são todos iguais, apenas tenho a sensação que se estamos mal, vamos ficar muito piores com o dito senhor que foi eleito... verdade seja dita a escolha era pouca que é quase para não dizer nenhuma.

4 de junho de 2011

Expliquem-me como se fosse uma criança...

... qual o raciocínio de num supermercado na secção das bebidas alcoolicas terem lá colocado preservativos, a sério tentem lá explicar-me porque eu não estou a conseguir encontrar lógica na coisa, sim encontro mil e uma explicações para a coisa mas todas elas sem sentido.

2 de junho de 2011

Não compreendo mesmo...

... o que é que se anda a passar na cabeça do pessoal, é só vídeos de agressões por todo o lado, parece moda... será que eu sou assim tão esquesita e diferente de todos os outros seres humanos, eu quero é paz e sossego no meu dia a dia, por muitos motivos e/ou vontade que tivesse não me estou a imaginar a andar ao safanão com alguém muito menos numa dita "brincadeira" como foi designado o recente caso dos fuzileiros... para mim aquilo tem tudo menos aspecto de brincadeira. Este tipo de coisas ultrapassam-me completamente, parece que ando tudo maluco dos neuronios... se é que os têm.

1 de junho de 2011

Louvado seja o Senhor...

... por colocar criaturas na terra como aquela fulana que e_r_a a presidente do clube das virgens. Muita gargalhada dei ontem no tratamento por causa da entrevista da fulana, Deus que é Deus não pode com tanto imaginem eu... parece impossivel mas é verdade, existem pessoas que se colocam ao rídiculo com uma vontade do caraças... vontade não, será melhor dizer à vontadinha... ai ai é mesmo caso para dizer, alguém me salva deste mundinho, se faz favor!


P.S: aqueles pormenores do golfinho ainda hoje me deixam à gargalhada com semelhante parvoice e estupidez... aí como existem seres humanos tão ridículos.

Hoje é o nosso dia...



... e não me venham dizer que são fisicamente e psicologicamente formados e que são adultos porque isso é daquelas coisas que para mim é igual ao litro, indes dizer que nunca ouvis-te dizer que no fundo bem lá no fundo de cada um de nós existe uma criança, se bem que eu conheço muita gente que se designa por ser adulto mas que a criança que existe em si anda sempre à superficie... cosas da vida, diga-se. Portanto e assim sendo façam o favor de colocar um sorrisinho na tromba e arzinhos de boas pessoas que hoje vale tudo, hoje é o dia ideal para se divertirem sem terem que estar a pensar que têm uma vida muito aterefada. Não pensem que não vou fazer o mesmo, que tou aqui a dar letra e que depois não a levo à letra... levo levo, porque apesar de eu ter acordada toda partida do tratamento de ontem, apesar de ter chegado ao face e ter lá uma mensagem do dito big boss... que me dá logo volta ao estomago todo... e apesar dos apesares, normalmente isso já seria o quanto baste para estragar a minha manha, mas pronto como hoje é o meu dia sabem o que eu vou fazer a isso tudo??? Vou mandar tudo isso pó c... que é para não me chatear. Mais, temos aqui em casa uma eterna criancinha... o meu pai... que faz aninhos hoje, eu bem sei que ele veio ao pé de mim antes de ir trabalhar, mas tenho a certezinha absoluta que não lhe dei os parabéns, isto porque eu quando estou a dormir penso em tudo e mais alguma coisa menos em dar os parabéns a quem quer que seja, mas entretanto para que não estejam a pensar que eu sou uma filha desleixada já lhe enviei uma mensagem e logo dou os parabéns pessoalmente. Então a todos, um beijinho e um bom dia da criança que eu vou ali e já venho.