26 de outubro de 2015

É amanhã...

Logo as 8h que vou ser operada, dizem "eles" que sou a primeira.
Ando aqui a fazer-me de muito forte mas a verdade é que estou completamente borrada  (desculpem o termo  mas é para ficarem a entender bem)... de medo.
Era suposto que ao fim destes anos todos este tipo de coisas já fossem indiferentes mas na realidade acontece precisamente o contrário.
Gosto de ir sempre a acreditar que vai ser fácil e que vai correr tudo muito bem, mas o meu passado recente teima em mostrar que não é assim tão fácil.
Vamos lá ver, depois quando tiver acesso às tecnologias digo como correram as coisas.
E obrigada a todos pelo apoio que me têm dado...
Beijinhos

23 de outubro de 2015

Nem sei o que sinto...

Fugi... fugi o mais que pude para adiar a operação e fui literalmente apanhada na esquina.
Disseram que tinha que vir hoje cá buscar um kit pré operatório e pumba, apanhara-me enfiaram-me cá  dentro.
Diz o médico que a operação está marcada para terça-feira... e avisarem antes não?... e que eu tenho que ficar a fazer uma medicação antes da operação uns dias.
Lá consegui convencer o médico a deixar-me ir a casa buscar as minhas coisas e voltar.
Aqui estou eu neste quarto um pouco... bastante... degradante... é favor as paredes estão a cair, tudo esmurrado, tudo encaixados ao improviso é triste ver um hospital neste estado.
Mais triste é saber que ainda vou ter uma estadia um pouco prolongada demais para o meu gosto.
Ahhhh vida deprimente, nada ajuda, quarto a cair, televisão só com a rtp1 e algures uma bactéria perdida pelo hospital, que faz o horror dos doentes, principalmente os meus... é suposto virmos para ficarmos curados não apanhar mais vírus.
Hoje vi muita gente a pedir para adiar a sua operação com medo da famosa bactéria.


22 de outubro de 2015

Para burro, burro e meio...

No outro dia na clínica foi mais uma vez um rebuliço por causa da televisão.
Uma senhora do meu turno chega lá, manda por a televisão no canal que quer ver (filme... repetidos mas não importa, filme) e eu nem a minha boca abro porque estou ou a ler ou no tablet... pois bem para quem é que sobrou??? Exatamente para mim que não tenho nada a ver com o assunto. 
O fulano começou a mandar vir comigo como se não houvesse amanha, como se fosse eu que tivesse pedido para mudar de canal.
Fiquei lixada, não minto porque a pessoa responsável por aquele barulho todo calou-se caladinha e nem a boca abriu.... e eu posso ter muitos defeitos... muitos mesmo... mas eu sou incapaz de deixar alguém ser acusado por uma coisa que a pessoa não fez.
No dia a seguir fiz questão de explicar ao sujeito que eu NUNCA pedi para porem em nenhum canal, que para mim tanto  faz como me fez a televisão e que ele tinha sido mal educado e que eu não tolerava isso.
A  coisa ficou parece que o fulano entendeu a mensagem, mas pelo sim pelo não de forma a não existir a minima provocação e de forma a não me chatear, sempre que vai dar bola, antes 5 a 10 minutos coloco os fones mesmo que desligados que é para ninguém me chatear.
Tenho a dizer que até agora tenho tido bons resultados, não aturo tolos, paciência, já a minha avozinha dizia que para burro, burro e meio.

20 de outubro de 2015

Anda tudo com pressa ou que????

Hoje desejaram-me um bom natal e um bom ano.
É impressão minha ou anda tudo com vontade que chegue o natal?
Euzinha dispenso bem, sinceramente.

(Ah hoje não faço formatações porque isso neste "bicho" da muito trabalho... lool...)

15 de outubro de 2015

Existem mulheres...

... que são um verdadeiro ninho de cobras.
Em vez de se ajudarem só estão bem a queimar-se umas ás outras... tenho visto cada coisa na clínica que as vezes dou por mim a pensar em como é que é possível as pessoas serem assim tão reles umas com as outras.
Pela frente é só sorrisinhos e depois é só veneno, quase que se matam umas as outras quando cada uma tem o seu lugar, mas o que eu gosto mais são aquelas que dizem "ah emprestei dinheiro a fulana e ela não me paga vês e vai de férias x vezes, mas não digas nada pelo amor de Deus" a única coisa que eu sei responder é "oh por favor eu quero lá saber".... e depois vai-se a ver e no frente a frente são tão queridas e fofinhas uma com a outra.... benza a Deus.
A sério que existe necessidade de fazerem estas coisas? 
Eu bem percebo que querem me meter ao barulho por tudo e por nada mas ultimamente e cada vez mais eu não quero saber de problemas, já problemas tenho eu que chegue na minha triste vidinha.
É bem verdade que mulheres com mulheres são umas autenticas cabras... por exemplo a minha ex colega de trabalho também era um rico traste... e sim eu sei que existem raras exceções. 

14 de outubro de 2015

As pessoas abusam da bondade...

Acabo de chegar do hospital de Gaia.
Vinha a sair e uma senhora com uma mascara e com um aspecto terrível, diz-me que pediu que lhe fossem buscar alguma coisa para comer, mas que ninguém trouxe nada.
No início fiquei a olhar mas pronto, cedi diz ela "quero um croissant com manteiga e uma pepsi natural" eu confesso que tive uma vontade louca de me passar da cabeça, quer que lhe pague o pequeno almoço e ainda exige o que vai comer, eu tinha acabado de ir comer e comi um pão com manteiga e bebi descafeinado e não morri, mas lá fui eu buscar, chego ao pé da senhora e diz ela  num tom que não me agradou minimamente "ah vai buscar um copo" e eu respondi "não vou buscar copo nenhum que eu trouxe uma palhinha se quer copo vá lá a senhora busca-lo" olhou muito séria para mim e disse "ah agora vou ter que ir a pé até à Madalena porque não tenho dinheiro para ir de transporte" aí sim saltou-me a tampa "a senhora não acha que esta a abusar, escolhe o que quer e lhe apetece para pequeno almoço, vou buscar, pago, a senhora começa a mandar vir que quer um copo e agora diz que não tem como ir embora, o que quer que eu lhe faça olhe diga-me lá?"... "quero dinheiro" e eu a tentar manter-me calma... coisa que estava a ser difícil respondi "isso já não é problema meu, e veja se aprende a pelo menos dizer um obrigado as poucas bestas como eu que podem cair na sua cantiga e ir buscar comida para a senhora comer" e lá começou ela "ah mas eu tenho sida e tenho mais não sei o que" e eu comecei a caminhar e disse "ta ta bem, não quero saber disso para nada" e dois passos à frente arrependi-me amargamente de ter ido gastar o meu dinheiro no raio do croissant com manteiga e na pepsi, porque nem um simples obrigado tive direito e ainda por cima estava a fazer-me de estupida e a querer que me sentisse culpada por não ter como ir embora... coisa que simplesmente não é problema meu... mais um bocadinho e estava  a pedir para lhe ir pagar uma mariscada ao almoço.
Uma coisa é certa não vou cair mais nesta, quer comer, um pão com alguma coisa e beber leite ou cafe tudo bem, eu pago, agora assim a fazer exigências e a ser mal educados é que não vamos a lado nenhum.
Com ar de alerta estava a minha mãe a assistir a isto tudo e que no fim comenta "eu se não estivesse a assistir a isto nem acreditava" ao que eu disse "nem eu".
Tudo se quer e como em tudo na vida as pessoas têm que saber ter limites, porque depois por uns pagam os outros, como é costume.

9 de outubro de 2015

O José Rodrigues dos Santos...


.... tem um novo livro...
Ah pois é recebi ontem a novidade através de e-mail da wook ... está em pré-lançamento, sai dia 22/10... e como é lógico, eu viciada nos livros do homem, já sei que vou ter que o ler, no que diz respeito a isso não vai haver dúvidas. 
Estou desgraçada com tantos livros que quero ler... a ver vamos se arranjo um patrocínio do meu pai para o livro lolol.

8 de outubro de 2015

Já o outro dizia...

... que quanto mais prima mais se lhe arrima... vai-se lá saber as tantas é mesmo verdade, upa, upa.

7 de outubro de 2015

Qual é o problema mesmo???

Eu sou daquelas pessoas que não tem um tipo de leitura definido, gosto de ler qualquer coisa.
Quando saiu o livro "Os médicos da morte" de Philippe Aziz, disse logo que queria ler, porque tinha alguma curiosidade, mas começaram logo "ah não devias, não agora que estas na situação que estas", "é um livro muito pesado para o momento que estas a passar"... a sério????? Brincais, pois claro não vejo outra interpretação possível. 
É pesado??? É sim senhora tem, tem 845 páginas.
É um tema forte??? Sim é, e daí.
Oh deus deixe-me ler o que eu quero, como quero e quando quero, que mania que as pessoas tem de se meter onde não devem, até no que devo ou não ler se metem, arre...

6 de outubro de 2015

Já foste...

Então não é que ontem recebi um telefonema de uma associação em que sou sócia e que não ajudam em nada de nada a dizer que não tinha pago as quotas. 
Qual o meu espanto porque me lembro perfeitamente que as paguei, o valor a pagar era de 12.00€ e eu paguei 30.00€, dei um pequeno donativo... cada um ajuda na medida do que pode, penso eu.
A senhora um pouco exaltada faz questão de dizer "que pensava que era só um donativo e que iria pagar mais os 12.00€" ao que eu lhe respondi "a senhora não leve a mal mas da minha vida sei eu, por acaso deve ter muita gente a dar grandes quantia para estar a falar assim comigo" ao que ela me responde "ah não sabe as pessoas só pagam os valores das quotas infelizmente que são os 12.00€ e apenas isso" e eu lá continuei "então esta ligar-me a chatear-me a cabeça porque? Eu dei 18.00€ a mais porque é o que eu posso dar neste momento... que bem falta me fazem para outras coisas mas pronto à frente... e a senhora tem a lata de me ligar a consumir a paciência"... "ah desculpe lá menina, realmente tem razão".
Aiiiii f...... aparece cada postal, isto contado ninguém acredita, a minha mãe que estava ao lado até ficou muito séria a olhar.

5 de outubro de 2015

Sobre as eleições...

"caredo" como diria o jesus.... tanta abstenção... não tiverem 5 minutinhos para ir votar??? É que eu, por exemplo, nem 5 minutos demorei a votar.
Agora vinde reclamar.... tendes um direito desgraçado de andarem aí todos revoltados.

1 de outubro de 2015