30 de junho de 2014

Coisas que me irritam profundamente...

Eu não tenho filhos, na perspectiva de muita gente não devo de ter voto na matéria, uma vez que não os tenho, mas a verdade é que tenho voto na coisa e tenho as minhas opiniões e convicções, pois sou da opinião que não é pelo facto de não ter que não posso abrir o bico.
Aqui na vila todos os anos os miúdos das escolas ensaiam a sua marcha popular e depois num sábado à tarde apresentam a quem queira ver no estádio de futebol aqui da terra. 
Para que isso aconteça os pais vão com os miúdos a cada escola à noite para ensaiarem... normal penso eu.
Apesar do meu sobrinho já ter deixado  a escola primária este ano pediram se podia ir uma vez que tinham poucas crianças... existem muitas crianças a escola, o problema é mesmo a falta de vontade dos pais de as levarem aos ensaios.
No dia da apresentação da marcha estava aqui a prima do meu sobrinho... filha da irmã da minha cunhada... e a minha mãe perguntou "oh C. não vais nas marchas" e diz o meu sobrinho muito depressa "ah a mãe dela não teve tempo de a levar aos ensaios"... fiquei eu a pensar "não teve tempo esta."
Passado um dia estava sentada à porta da cozinha e ouço a minha cunhada a dizer "ai a A... irmã dela... foi à massagem de relaxamento hoje e vai na sexta também, que anda muito cansada... é secretaria  numa dentista vejam lá o cansaço... e também com as aulas de zumba que vai quase todos os dias" e eu Mary metida a besta que nem eu mesma fiquei a pensar "dass anda muito ocupada, muito cansada que trabalha imenso e sai as 15:30 e não tem tempo de levar a filha a qualquer atividade da escola mas para andar em massagem de relaxamento e no zumba à tempo, sim senhora" querem saber na minha opinião gente assim não presta não tem tempo e atenção para os filhos mas para outras merdices já têm... sinceramente estas coisas metem-me um bocado de nojo, um bocado não, muito mesmo, mas pronto isto sou eu que tenho uma forma de ver as coisas diferentes.  

29 de junho de 2014

Factos...

Eu posso perdoar ou até mesmo fazer de conta que esqueço mas na verdade não esqueço, fica sempre ali aquele ressentimento estupido, não tenho culpa, sou assim e vocês não imaginas a vontade que eu as vezes tenho de atirar as coisas à cara da pessoa mas fico ali a roer-me toda para não o fazer... um dos meus muitos defeitos.

27 de junho de 2014

Estas a fazer-me de burra e eu a ver...

Dizia-me hoje a minha cunhada, que disse à minha tia que o melhor era colocarem uma sonda à avó dela... a minha cunhada limpa o traseiro aos velhinhos mas na voz dela quem a ouvir pensa que é médica... porque assim dão-lhe soro para ela não se desidratar. No início fiquei a olhar e depois disse, "que eu saiba o soro é dado endovenoso, ou seja, através da veia, nunca por sonda, mas se calhar eu é que sou o calhau e estou a enganada" diz a minha cunhada "ahh" com o seu maior ar de quem acabou de meter a pata na poça. Não entendo a necessidade das pessoas quererem falar daquilo que não sabem... e lá nisso a minha cunhada é perita, sem dúvida nenhuma. 

25 de junho de 2014

Sobre o vídeo do Rui Unas...

Eu gosto do Rui Unas, dos trabalhos que faz e essas coisas todas, mas achei deprimente o vídeo que fez a apelar ao Gana que deixem Portugal ganhar por 5-0.
A minha opinião é a seguinte, Portugal não merece lá estar... tão simples quanto isto... não se esforçam e a única coisa que sabem fazer é gastar um pouco mais do dinheiro do país... aquilo parece a brigada do reumático o país com tanto jogador novo e em forma e levam aquela cambada de aleijados que é mesmo isso que eles são. 
"Nunca pensamos ganhar o mundial"... ou qualquer coisa assim do gênero... a verdade é que se uma pessoa já vai com o espirito de derrota é certinho que nunca conseguem ganhar nada, continuo com a minha opinião que para fazerem a figura que estão a fazer mais valia terem ficado por cá, mas à frente.
Outra coisa que não achei piada no vídeo foi o facto do Unas ridicularizar o Meireles e o Bruno Alves, sinceramente achei que não havia necessidade de fazer tal coisa.
Aiii Unas que me desiludiste tanto.
Para quem não viu fica o vídeo para assistirem. 

23 de junho de 2014

Música do dia...

Não me perguntem o porque mas eu sismei com está música... que fazer, vou ouvindo até enjoar, como é costume ;)

Sobre os últimos dias...

Tenho andado bastante ausentes dos blogs... de tudo, desde escrever a fazer visita aos outros.
Têm sido dias que passam muito depressa e infelizmente não tenho tido grande oportunidade de levar estes assuntos... blogs... da forma que eu mais gosto, que é fazer pelo menos um post por dia e visitar vários blogs por onde tenho o hábito de passear diariamente... retomo hoje esta prometido.

Então é assim, no dia 15, fui a batizado na Naza... Nazaré para quem não sabe... adorei. A missa demorou quase 2 horas mas tenho que confessar que foi a missa mais bonita que assisti até aos dias de hoje. A decoração do restaurante e o comes e bebes estiveram nota 10... sendo que a minha escala vai de 0 a 10... acho que já falei aqui num qualquer post mas o pessoal daqueles lados são pessoas super fantásticas e simpáticas, gosto muito. Foi um dia diferente e divertido, o convívio com esta gente deixa-me sempre de coração cheio de alegria e felicidade. 
Depois o resto da semana foi o habitual, tratamentos, consultas, coisas por resolver aqui, ali e acola graças a Deus porcariazitas para tratar não faltaram.
Ontem... domingo 22... tive uma comunhão cá na zona, gostei imenso estava tudo muito bom e perfeito o único senão era duas pessoas que ficaram na nossa mesa e que não foram capazes de se calarem um único segundo quer ao almoço quer ao jantar, eu o meu irmão, o meu sobrinho, a minha cunhada, o T. e outro casal ao nosso lado estávamos capazes de lhes apertar o pescoço a ver se se calavam nem que fosse só um minuto mas achamos que ia ser muito violento, como tal lá continuaram as conversas deles... eu acho aquilo era promessa só pode.
Só não saiu a procissão uma vez que estava a chover de tarde. A procissão costuma ser bem bonita mas não pode ser, paciência.
Ahh!!!! Se eu vos disser que esperei dois anos para beber novamente o sumo de morango que tanto gostei quando foi a comunhão do meu afilhado vocês até se riam, quando a M. disse que ia fazer a comunhão do menino dela na quinta onde foi a do meu afilhado a primeira coisa que me passou na cabeça foi "sumo de morango" mas depois ainda andei assim um bocadito lixada a pensar "oh e se não tem o sumo de morango, vou ficar tão desconsolada" eu ainda estava lá em cima e o meu afilhado já vinha a correr na minha direção com um copo de sumo de morango... tão querido... e diz ele "é deste não é madrinha? Já vais matar as saudades" ah ah ah só me deu vontade de rir, este miúdo é demais. 

13 de junho de 2014

Ahhh, gente corajosa...

Não entendo o porque de as pessoas quando querem ser estupidas, tinhosas, arrogantes e imbecis se escondem atrás do anonimato, custa assim tanto dar a conhecer as nossas convicções/opinião? Se gostamos disto ou daquilo ótimo se não gostamos por este ou aquele motivo não gostamos temos toda a liberdade de expressão e devemos sempre assumir a nossa responsabilidade quando fazemos as nossas escolhas agora mandar palpites em anonimo chega a ser deprimente e estupido por as pessoas não terem coragem de assumir seja o que seja. 

E isto a prepósito do que menina?
Dos segredos que leio no shiuu... é só clicar já sabem... a maior parte das pessoas gostam de se manifestar mas é atrás de um anonimo aí sim é só gente de coragem e cheia de moral é lindo de se ver é, é.  

11 de junho de 2014

Livro a ler # 56...


"O instante em que encontrou a mãe sem vida nunca se extinguirá da memória de Eva Patterson. Num bilhete, as suas últimas e enigmáticas palavras: Perdoa-me.
O mundo seguro de Eva ruiu naquele momento devastador. Mas o inesperado suicídio de Flora vai marcar apenas o início de uma sucessão de acontecimentos surpreendentes. No seu testamento, Flora deixa a Eva um estúdio em Londres. Este sítio é a primeira pista para o passado secreto de uma mulher que, Eva percebe agora, lhe é totalmente desconhecida.
No sótão do estúdio, a jovem encontra os diários e os quadros da mãe, provas de uma fulgurante carreira artística mantida em segredo. O que levou Flora a esconder tão fundo o seu passado? Ao aproximar-se da verdade, Eva descobre um crime tão chocante que a leva a questionar-se se alguma vez conseguirá, de facto, perdoar."

Adoro a Lesley Pearse, já li todos os livros dela, assim sendo tento estar atenta aos seus novos lançamentos.
Li o resumo desta nova história que promete ser fantástica, estou com uma certa curiosidade confesso mas ainda tenho aqui pelo menos dois livros para ler, vamos lá ver... depois coloco post sobre a minha opinião quando ler o livro. 

9 de junho de 2014

Só fala quem tem o que se lhe diga...

... é é tão verdade.
Então a minha tia foi a um casamento no sábado e ontem pós toda a gente com defeitos, a madrinha do noivo porque levava penas no vestido, a A. porque ia muito decotada, a mãe do noivo porque ia excêntrica, a tia do noivo que anda sempre de decote ia tapada mas com uma racha enorme no vestido, porque a noiva gastou 100€ em cabeleireiro e maquilhagem "olha o meu cabelo ia muito melhor do que o dela e só gastei 7€", "ai a mãe da noiva esta gorda e depois levava um vestido até aos pés com pregas na barriga e ficava ainda mais larga" ai fulana porque parecia uma p... mais não sei quem por isto e por aquilo... e continuou por aí fora a por todos os defeitos e mais alguma coisa no pessoal do casamento, as tantas diz ela "ao que vi eu ia muito bem" e eu cá para mim  "hmmm presunção e água benta cada um toma a que quer e humildadezinha que é uma coisa bonita nickles mesmo" ohhh gente deprimente que só se sente bem a falar mal das outras pessoas... dasss... se imaginassem como "adoro" essas coisas, que pariu dá-me logo vontade de lhe perguntar se ela tem espelhos em casa. 

6 de junho de 2014

Não tenho culpa de ser preconceituosa...

... em alguns assuntos, que fazer? Eu bem queria ter a mente mais abertinha mas não consigo... e não vale virem para aqui mandar bocas a dizer para eu bater com a cabecinha na parede para que ela fique aberta.
Ora vejamos, vou passar a explicar.
O J. é casado com a M. ele é mais velho dos que ela 11/12 anos, sempre lhe proporcionou uma vida boa incluindo tudo o que a menina queria e desejava, ela quis deixar de trabalhar, deixou, quis uma loja de roupa o J. deu, quis por silicone e ele pagou, quis ir celebrar a colocação do silicone a Paris e lá foram, quis um mercedes e o J. chegou-se à frente. A M. começou a ficar muito moderna, silicone, mercedes, aulas de zumba e noitadas... tem um filho de 18/19 anos... e cá para mim ela ficou a pensar que também tinha essa idade e resolveu andar na noitada, ou seja, não fazia mais nada na vida a não ser gastar o dinheirinho e andar nas noitadas e no zumba. 
"BAI" dai a M. pos um belo par ao J. um lindo parzinho de cornos daqueles bem giros e foi viver com outro fulano, levou o filho mais novo e o mais velho ficou com o pai... mas... depois a M. convenceu o mais velho a ir para o pé dela pois precisava de mais dinheiro.
E agora a parte de eu ser preconceituosa.
A M. exigiu ao J. ficar a trabalhar na florista dele e do tio.
"BEJAMOS" se fosse comigo ela tinha batido de frente... ficava sem o silicone num instantinho... quer dizer o gajo fica, sozinho, abandonado, com um belo de um par de cornos e endividado por tudo o que é canto e ainda tem que olhar para a cara dela todos os dias... ahhhh não, desculpem lá mas se fosse comigo estava tudo lixado, jamais em tempo algum eu suportaria tal coisa... bem sei que são tempos modernos mas estas coisas a mim fazem-me confusão, chamem-me preconceituosa, atrasada o que quiserem mas eu não aceitava tal coisa... não mesmo de maneira nenhuma. Para os curiosos o J. aceitou... só me ocorre dizer isto não basta ser corno e ainda é burro como o raio que o parta. 

5 de junho de 2014

Factos...

Sempre apreciei homens de farda... vá nem todos ficam bem mas pronto... e a cada dia que passa quando o meu médicozinho do coração... como eu o chamo e não não é cardiologista pois dispenso bem o meu cardiologista nem com um lacinho de ouro queria o fulano... e lembro-me da primeira vez que o vi com aquela farda azul bebe fico completamente bem disposta e a sorrir... faço ideia a cara de estupida que faço mas à frente... e quando eu vou à consulta e o vejo? Uiiii que alegria a minha dá vontade de lhe perguntar se me quer "adotar" largava tudo por aquele "santo"... sim, sim, sim, não se preocupem que ele é novo, pouco mais velho do que eu deve ser... ufff a suspirar...

3 de junho de 2014

"Pérolas" do meu tio...

Breve descrição do homem... sessenta e tais anos, foi emigrante "la na França" como ele diz, sabedoria em pessoa, sabe tudo e mais alguma coisa... mentira é burro como um calhau... uma conversa com aquele homem é tão ou mais difícil do que falar com um maluco, nunca se chega a lado nenhum e ele vai batendo sempre na mesma tecla mesmo quando não sabe do que fala, pois ele tem sempre que ter razão mesmo que o preto seja preto e ele insiste que é branco. 
Nas conversas dele aparecem sempre umas palavras engraçadas, que muitas vezes paramos o que estamos a fazer e olhamos uns para os outros ou até mesmo se estivermos com a boca cheia corremos o sério risco de nos cuspirmos todos.
Eias alguns exemplos que apanhei estes dias.

* "Estava no comprutador"... está é fácil o homem queria dizer que estava no computador, porem a gente disse computador e o homem insiste no comprutador.

* "O melhor é o médico passar uma radioafia"... não me cuspi toda nesta porque consegui engolir o café num instante, radiografia eras isto que ele queria dizer.

* "É como uma consulta de ginitologia"... ah ah ah está foi genial ele queria mesmo dizer genecologia, já tinha um colega meu o P. que uma vez a professora de Francês disse que tínhamos que fazer a arvore genealógica e o rapaz dizia muito inocentemente "o que é isso da arvore genecológica?" 

* "O meu filho mais novo diz que aquilo parece a casa bi batha como dava na televisão"... aqui eu confesso que me deu vontade de rir tanto que saí sala fora... big brother tio... big brother... e até compreendo que não saiba dizer mas mais vale dizer a casa das câmeras do que semelhante asneira. 

* "Se ela gostasse a gente ai por aí abaixo e comíamos uma dosa e pronto"... uma dose homem, dose, vai lá ao restaurante pedir uma dosa, vai, vai.

Ora bem estas recolhi o outro domingo e este que passou, vou estar mais atenta a ver o que se apanha mais... ufff!!!!!


1 de junho de 2014

Até fiquei a pensar...

... quer dizer eu penso bastante, tem dias que até penso demais sinceramente... mas à frente.
E então estas a pensar no que?
Em algo que não tenho nada com isso mas que me deixa pensativa.
Então é assim o meu vizinho casou em 2011... claro que eu fui ao casamento lolol... e ficou a morar num "barraco" se assim lhe podemos chamar ao lado da casa da avó... já passaram uns anitos e continua lá. Ele está desempregado, ela também e como tal a avó acha que não deve cobrar renda nem nada uma vez que eles estão desempregados e ela também está grávida. Até aqui tudo muito bem, compreendo que não esteja a ser fácil estarem desempregados e com uma criança quase a chegar, qual o meu espanto quando a mãe dele diz... calhou em conversa... no outro dia o seguinte "ai o meu V. e a mulher estão a ver para onde vão de férias este ano porque como vai nascer o menino já não é a mesma coisa do que irem sozinhos e eles precisam mesmo de descansar"... logico que eu e a minha cara de estupida ficamos muito sérias, no meu pensamento só me passava o seguinte "cansados???? De que se estão desempregados à mais de um ano, estão em casa sem fazer nada e estão cansados??? Desculpem-me lá mas isto é ridículo de se dizer, cansados??? De que?... pergunto eu... como será que estão aqueles desgraçados que acordam todos os dias de madrugada para irem trabalhar, para tomarem conta dos filhos e essas coisas todas?... estou incrédula no que ouvi a sério que sim mas para garantir que tinha ouvido bem pedi à minha mãe para confirmar o que a vizinha tinha dito e sim a vizinha disse que eles estão muito cansados, juro que fiquei curiosa e estive quase, quase a perguntar o motivo deles estarem tão cansados uma vez que estão em casa o dia todo sem trabalhar... ainda me navego com esta questão pela pobre da minha cabecinha.