31 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo...

Para todos os que me seguem, para os que comentam e mesmo para aqueles que só visitam, desejo do fundo do coração que 2011 seja um ano cheinho de coisas boas.
Deixo um beijinho enorme cheio de amor e carinho para todos, que 2011 seja o v/ano ;)
Divirtam-se muitooooooooooooo!!!!!!

29 de dezembro de 2010

2010 o bom e o mau...

Agora que estamos no final de 2010 e depois de muito pensar e reflectir sobre tudo o que passou eis que eu resumo o ano da seguinte maneira.
No amor:
No inicio do ano, tinha alguém, um projecto de vida a dois… pouco a pouco a desilusão foi chegando, percebi que essa pessoa afinal não era a minha felicidade, o tempo que passávamos juntos era como se alguém me estivesse a sufocar, as constantes queixas da vida da pessoa em questão começaram a “bater-me” fortemente na cabeça, como é possível uma pessoa que tem trabalho, tem família, tem saúde, tem as coisas mais importantes numa vida e passa dia atrás de dia a queixar-se… não isso não era para mim. Assim sendo, optei por aquilo que achei que seria a melhor a mais sensata opção a fazer… ficar sozinha.
Dito e feito é assim que acabo e inicio o ano.
Na saúde:
Infelizmente foi um ano muito mau, em Junho uma pequena recaída, o pior de tudo chegou em Setembro, o que no meu pensamento julgava ser uma simples gastroenterite, revelou-se algo muito mais grave, uma operação de urgência aos intestinos e a paragem total do rim… foram trinta dias de muito sofrimento, oito dias nos cuidados intensivos e os seguintes na enfermaria.
Conheci novos profissionais nesta área, excelentes pessoas, seres tão humanos e tão queridos, senti muitas vezes que as enfermeiras/enfermeiros, médicos e médicas que trataram de mim o fizeram com o maior amor e a maior dedicação. É certo que também se encontra alguns “tristes” nestas profissões mas estes nem merecem grande destaque neste local.
Sei que acabo e inicio o ano carregado de problemas de saúde, de tratamentos, exames e muito cansaço, quizas 2011 me traga um novo transplante renal… que seja quando Deus quiser!

Família:
Posso dizer com todas as letrinhas que existem que este foi o ano em que realmente bati com a cabeça contra a parede.
Não existem palavras para o sentimento que senti e sinto cada vez que penso nisso, de uma mãe a chorar numa urgência de um hospital ao ver o sofrimento da filha... de passar dia atrás de dia a correr para um hospital.
Os olhos cheios de lágrimas e os soluços do meu pai quando me viu nos dias em que a vida esteve quase no ir… são coisas que ficam para sempre na memória e no coração podem passar dias, meses, anos que eu nunca vou esquecer aquele olhar, aquelas lágrimas e aquele sofrimento… escusado será dizer que choro desalmadamente cada vez que me lembro disso.
O carinho e a dedicação do meu irmão, é como um pai para mim, devo-lhe tanta coisa que só Deus sabe.
As lágrimas das tias que também sofreram e que sempre estiveram lá, para me ajudar e para ajudar os meus pais.

Realização pessoal:
A compra do meu carrinho lindo do coração, o meu Smart, foi sem dúvida o meu grande amor deste ano, a minha paixão que amo cada dia mais.
.. Em suma, 2010 foi sem dúvidas um ano com muitas emoções, o ano em que todo o sofrimento me fez ver que os meus pais são as pessoas mais importantes deste mundo, que não existe ninguém que me ajudem e me acompanhe melhor do que eles… este ano fez-me sentir, que tenho e quero ser melhor para eles dia após dia pois eles são tudo para mim.
Foi um ano de muitas emoções sem qualquer dúvida.
Um ano em que “cresci” muito como pessoa, onde sem qualquer dúvida me tornei num ser muitíssimo mais humano e sensível... e lá está como disse no post anterior lá estou eu a chorar... aiiii

28 de dezembro de 2010

Adoro...


Desde a primeira vez que vi este filme que esta parte me cativou e fascinou.
Não me canso de ver... é assim algo vibrante.
Fantástico mesmo!

27 de dezembro de 2010

Das duas três...

Ou estou a ficar lamechas demais...
Ou uma chorona de primeira...
Ou com uma tristeza infinita...
Qualquer coisa que veja, leia ou algo do genero as lágrimas não demoram muito a chegar, é o que esta a acontecer neste momento, enquanto estou a assistir ao programa da sic Boa Tarde... caramba existem vidas que são mesmo uma desgraça, tanta gente que precisa de ser ajudada, espero que estes exemplos me entrem de vez na tola e deixe de ser tão materialista, porque a vida não está para isso...

Os presentes deste ano...

Podia colocar aqui umas fotos do que recebi, sim é verdade que tinha em mente fazer isso, mas a verdade é que arrumei tudo e só depois é que me lembrei das fotografias, loool (postal dizem vocês e muito bem) prometo que para o ano se lá chegar farei isso.
Mas entretanto deixo a listinha das prendas.
Ora ai vai:
* dois pijamas... adoro pijaminhas, divertidos e quentinhos, se me querem ver feliz é cheia de pijamitas fofinhos.
* vários chocolates... hmmm quem me tira chocolates tira-me tudo ;).
* um perfume da oriflame... não conhecia o perfume em questão, mas quer a embalagem quer o cheirinho é muitissimo bom.
* dois cachecois, um da blanco em preto e cinza e outro da blanco em castanho... muito giros e quentinhos.
* um casaco num tom azul muito castiço... fica lindamente com os meus olhinhos ohhh ohhh, pelo menos foi o que me disseram hoje ;)
* um mini porta moedas... eu sei que quem me deu esta prenda foi tipo, toma lá que é por causa de não levares nada... enfim... preferi que não me dessem nada...
* um kit de cremes todo xpto... que eu não conheço nem nunca vi lol, palpita-me que vai circular como prenda quando houver por ai um aniversário.
* um kit de mini insensos da natura... gosto destas coisas, mais nada a acrescentar.
* 285€ em dinheirinho... isso sim dinheirinho, muito dinheirinho é o que eu preciso loool.
E pronto acho que não me esqueci de nada, foram estas a prendinhas que recebi.
Espero que também tenham recebido muitas prendas e que tenham gostado.

26 de dezembro de 2010

Temas que me magoam...

Depois de ler esta notícia “Quarenta bebés abandonados na maternidade em 2010” no site do Jornal de Notícias, o meu coração fica triste com semelhante notícia.
Como é que é possível, essa gententinha, (porque não se pode chamar pessoas nem nada do género) é capaz de fazer uma coisa daquelas a um ser tão pequenino, tão indefeso?
Custa-me muito ver que cada vez mais existe abandono de crianças, caramba, se não as querem para que as fazem… carrada de gentinha insensível e sem escrúpulos.
Nem me vou estender mais no tema se não acabo por mostrar ainda mais a raiva e o desprezo que sinto/tenho por esse tipo de pessoinhas, sem alma nem coração.

25 de dezembro de 2010

Levaram-me...


“Paulo Pereira Cristóvão, em co-autoria com Susana Ferrador, traz-nos o relato na primeira pessoa da história de vida de António, um rapaz português que aos nove anos foi levado da Aldeia das Dez, em Oliveira do Hospital, por um homem que se fez passar por seu tio. O António podia chamar-se Rui Pedro Mendonça, Rui Pereira, João Teles… ou qualquer uma das crianças portuguesas desaparecidas que mais tarde se vêm a revelar vítimas de abusos sexuais. Os autores de Levaram-me recordam que Rui Pedro Mendonça e Rui Correia Pereira, desaparecidos a 4 de Março de 1998 e 2 de Março de 1999, estiveram sempre presentes na sua memória e que foram paradigmáticos da forma como operam aqueles que levam crianças para depois abusarem delas, as escravizarem e as explorarem sexualmente. A aposta foi ganha e o risco compensou. Ao analisarem as mentes dos pedófilos e as organizações onde eles se movem, os autores de Levaram-me honram, com esta obra, os guardiães do bem e todas as crianças que o deixaram de ser antes do tempo.”

Para mim foi um dos livros que até à data mais me “prendeu” e ao mesmo tempo “afectou” são tantos pormenores, tanta realidade que ultrapassa qualquer ser humano.
Considero que é um livro viciante, pois quando se começa a ler e a entrar na história mais depressa queremos ficar a saber o que vai acontecer e até mesmo como vai acabar tudo.
No início, confesso que fiquei um bocadinho “sentida” é um mundo muito particular, confesso que tinha uma noção muito leve do mundo da pedofilia… este livro ajudou-me a entender e a perceber tudo melhor.
Aconselho vivamente a que todos leiam este livro, é muitíssimo bom.

Amo de paixão…

As pessoas que me colocam um rotulo e me classificam sem me conhecerem quanto mais se nunca falaram comigo.
A sério nunca pensei que o Pai Natal me reservasse uma “cria” dessas para a noite de Natal.
Ai Senhor, quando uma pessoa quer paz e sossego e leva com a inconveniência de pessoas atrasaninhas e mesquinhas não à nada que nos salve… ai não, não.
Enfim valha-me a mim e à minha paciência, porque só eu é que tenho pachorra para aturar semelhante coisa numa noite de Natal, mas a culpa disto tudo é da Vodafone que este ano não pôs as sms a pagar porque se assim fosse tenho a certezinha absoluta que as pessoas não tinham tusto para gastar em sms, tão deprimentes.
A culpa é tua Mary, tens a mania que tens educação e coisa e tal e pimba levas com a m…. toda dessa gente sem espírito natalicio.
Como diria o outro "temos pena!"

24 de dezembro de 2010

Feliz Natal...

Para todos os que me acompanham e ajudaram/ajudam nesta "batalha" que tem sido o meu dia a dia, agradeço do fundo do meu coração todo o carinho, todas as palavras de incentivo e apoio.
Com vocês está luta tem-se tornado um pouco mais leve e menos cansativa.
Podia explicitar os nomes a quem eu desejo um excelente Natal, mas correria o risco de me esquecer de algum e isso eu não quero ;) portanto, para todos sem excepções, deixo os votos de um Bom e Feliz Natal.
Beijinhos!

23 de dezembro de 2010

Já o outro dizia…

Que não existem duas sem três.
Lembram-se deste post
“A agenda da Vougue”?
Pois bem, se eu andei indecisa entre a agenda da Elle e a da Vougue, eis que a clínica onde ando a fazer os tratamentos resolve presentear os seus doentes com o que?
Adivinhem lá?
Exactamente isso uma agenda... muito engraçadinha, que eu irei mostrar quando fizer um post sobre os presentes deste natal.

21 de dezembro de 2010

Eu e o Natal...

Verdade seja dita cada ano que passa o Natal esta a tornar-se “um real frete”.
É sempre a mesma coisa, comprar comprar e comprar… sempre a gastar dinheiro para comprar coisas para os outros e mais uma vez alguma coisa que eu queira, tem que esperar para uma próxima vez.
Todos os anos a mesma coisa.
Qualquer ano pega-me o flash a sério e deixo de comprar presentinhos para toda a gente.
Depois, nem me posso sequer lembrar da noite de Natal, é todos os anos a mesma coisa, uma verdadeira seca e verdade seja dita não vejo que algum dia melhore muito pelo contrário acredito que cada ano que vai passando vai ser o degredo total.
Enfim! Já o outro dizia “cada um tem o que merece”, como eu costumo dizer à minha mãe “eu devo ter sido alguma assassina ou alguém muito mau em outra vida, para ter que estar a pagar tanto nesta” ao que a minha mãe responde “cala-te tola, que outra vida que “carago” não digas asneiras”
Enfim...!

17 de dezembro de 2010

A agenda da Vougue...


Se eu achei um piadão a agenda que a Elle oferecia, quando vi a da Vougue babei e claro comprei.
Tenho as duas, como diria o outro "eu tenho dois amores... mas não tenho a certeza de qual eu gosto mais", pois não tenho a certeza, mas o certo é que a que já navega na minha carteira e já tem montes de consultas e exames marcados para Janeiro é a da Vougue.
A agenda da Vougue é mais pequenina do que a da Elle e tem capa dura tal como eu gosto lol, portanto por enquanto está decidida... é a Vouge que ganha a batalha.
Loooool... aturem-me ;)

A ida ao cabeleireiro...

Finalmente hoje ganhei coragem e fui cortar o cabelo, quer dizer a minha madrinha também queria ir e como tal arrastou-me com ela, ela não gosta de ir sozinha.
Esta bem curtinho ;) tão riquinho o pior vai ser quando o meter na agua lá se vai o riquinho e o esticadinho num instantezinho.
Mas teve que ser e o que tem que ser é tem muita força.
Vamos ver se assim se aguenta melhor e assim também não se nota tanto a cair, sobre esse assunto cada vez que passava a mão no cabelo já me deprimia porque estava sempre a cair... malditos tratamentos.
Parte boa, estou com um look novo, super giro, divertido e muitissimo diferente daquilo que estava... como eu costumo dizer "ou é ou não é" lolol, e o melhor da história foi à borla a madrinha pagou... digam todos comigo "oooooooooohhhhhhhhhh" lool que chatisse foi menos esse que gastei ;) como vêem o dia hoje está a contribuir para a minha felicidade lol.

O meu tio J...

Foi um dos muitos Portugueses que viveram muitos anos “lá na França” como ele diz.
Considero o homem como um profundo teimoso, ele é que sabe sempre tudo, mesmo que esteja errado ele é que sabe, depois vem sempre com aquela de que “lá na França” é que é assim e assim.
Consequentemente a minha tia L. mulher dele que também esteve com ele no “país maravilha” segundo ele, não é tão teimosa, nem é pessoa de passar a vida a comparar os países.
Agora o meu tio… que pariu, digo-vos o homem é mesmo mesmo teimoso, já para não dizer que volta e meia dá cada gafe, aquilo parece uma bola de neve é Português e Francês junto, o que provoca umas enormes gargalhadas a quem estiver a ouvir.
No domingo perguntou-me como se escrevia/dizia sessão ou secção, tentei explicar a diferença entre os dois e o homem sai-se com esta “ah bom! Lá na França não existem assim palavras, complicações”… e eu claro respirei fundo olhei para ele e sorri… enquanto a minha tia furiosa com os olhos mais abertos do que lanternas lhe gritou em alto e bom som “J. caramba estamos em Portugal e não na França estas sempre com a merda das comparações e és sempre teimoso como tudo”. O homem olhou para ela e disse “ah bom L. também não posso dizer nada”.
E eu acho um caco quando ela o manda calar... alias todos os que jantamos juntos aos domingos à noite acham.
Todos os jantares de Domingo à noite, são um circo completo com o homem, é muito boa pessoa se precisar-mos de um favor ou que nos leve aqui ou ali, mas é cá um teimoso de primeira, ele é que sabe sempre tudo sempre sempre.
Ahhh! E nem vou falo dos presépios que ele faz no jardim que aquilo mais parece uma mini base do Pai Natal, com tantas peças pecinhas, luzes e luzinhas de rir mesmo, para quem conheço o presépio da Cavalinho só tenho a dizer mais ano menos ano o meio tio consegue fazer um igual já anda lá perto… loool de rir mesmo.
Isto para partilhar convosco os postais que fazem parte da minha vida... lool... quizas isto ainda vire uma rubrica cá no blogue ;)

15 de dezembro de 2010

Porque esta um dia foi a nossa música…

Esta e muitas outras…
Mas esta foi a primeira, a que nos fez sorrir e a que ficou para sempre como a “nossa” música.
Já lá vão mais de dois anos que nos separamos e nunca mais te vi.
Inicialmente ganhei-te muito ódio, muita raiva pelo que me fizes-te… com o tempo aprendi a viver sem ti, as lágrimas que escapavam tornaram-se num sorriso em cada momento que me lembro de ti… de nós.
Depois de ti, tive outra pessoa na minha vida, por capricho de não ficar sozinha, mas pouco tempo depois fui capaz de perceber que tu sempre foste aquela pessoa especial que me apareceu na vida.
Hoje em dia, estou sozinha, por opção, por cansaço e por mil e um motivos.
Se me perguntassem se um dia o destino nos cruzasse novamente eu iria aceitar-te, a resposta seria não, porque por muito amor que sentisse por ti fica sempre a magoa, o medo e o receio que voltasse a acontecer tudo novamente.
Existem dias, em que gostava de saber como estas, como te corre a vida… muitas perguntas, muitas curiosidades, mas paro e penso que é melhor continuar na ignorância não vá as noticias não serem precisamente aquilo que gostaria de ouvir.
Sem qualquer dúvida que foste e serás a pessoa que mais momentos de felicidade e ao mesmo tempo de sofrimento me trouxe na vida.
Por todos os anos que viva, por tudo o que me aconteça na vida, nunca me vais sair da memória e quizas do coração.
Para ti B.


O Diário de Manzarra...

Ora bem tal como vós tinha dito no post anterior, comprei “O Diário de Manzarra”, o qual inicie e conclui ontem a leitura do mesmo.
Gostei! Houve passagens que achei piada o livro em si é engraçado… mas… é muito rápido de ler, tem páginas em que é só imagens, a letra é daquela grandita, ou seja, o pouco faz muito, que no fim dá quase nada lool.
Portanto é como vós disse é um livro de leitura muito fácil, ideal para quem não gosta de andar a ler muito tempo o mesmo livro.
Quanto à minha pessoa, gostei do livro, na minha opinião poderia ter mais conteúdo e menos imagens… mas isso é a minha opinião.. lool.

13 de dezembro de 2010

Ai ai Manzarra...


Ao ir à papelaria buscar o jornal, vi na prateleira o Diário de Manzarra.
Já tinha ouvido falar no livro, entretanto como até acho piada ao rapaz, pronto já não houve hipótese, lá comprei o livro.
Ainda não comecei a ler, só amanha, mas posso adiantar que o livro parece ser divertido e depois tem umas ilustrações que são o máximo.
Convém referir também que parte das receitas revertem a favor da
Associação Inês Botelho.
Como podemos ver ficamos com um livro que nos promete momentos divertidos e gargalhadas e ainda damos uma ajudinha a quem mais precisa.
É também um excelente presente de natal, para os indecisos lol... este ofereci a mim mesma... ah pois é também mereço e não vou ficar só por este livro, tenho a sensação disso lool.
Portanto fica prometido que depois de ler o livro eu deixo um post sobre o mesmo.

Comer, Orar, Amar...


Primeiro foi o livro, um presente que me deram e que adorei.
Gostei muito da história e de toda a lógica, coragem e força que ela nos transmite.
Ontem vi o filme, gostei, as paisagens são muito bonitas, mas fiquei com a sensação que o filme estava muito “vago” o livro é muito pormenorizado, existem pormenores que são muito engraçados enquanto que no filme apenas passaram assim de raspanço.
Na minha opinião, sem sombra de dúvida que o livro é muito melhor do que o filme.

12 de dezembro de 2010

Shake Up Christmas...



Adoro a música, a letra, o video, enfim tudinhoooooooooooo ;)

9 de dezembro de 2010

Adoro...

Existem pessoas...

Que conseguem ser irritantes, frustrantes, ordinárias, imbecis, otários, uns verdadeiros f... p....
Uma pessoa esta a viver um momento tão difícil com tantos problemas de saúde é uma luta diária que custa tanto mas tanto, só quem a vive e quem está ao nosso lado vê e sofre com nós, mesmo com cansaço de tudo e muitas vezes com os olhos cheios de lágrimas, sorriem e tentam dar força para mais um dia.
Em contra partida existe sempre uma besta na vida de todas as pessoas.
Para si, pelo que me disse hoje ao telefone só lhe tenho a dizer vai para o raio que o parte, aproveite levante as patinhas ao céu e agradeça a Deus que não lhe dê a si nem aos seus um terço de tudo o que eu passei e estou a passar dia após dia
.
Gentinha de m....

3 de dezembro de 2010

Vá lá opinem por favor...

Estou com um problema do caraças... mulher que é mulher é assim mesmo problemática looool.
O que acontece é o seguinte: eu tenho cabelo encaracolado, não aquele encaracolado pequenino mas sim aquele mais larguito e simples, mas desde que comecei a fazer os tratamento que ele me tem caido muito, tanto que já me anda a meter uma certa impressão... nos tratamentos um dia falei com a enfermeira uma vez que ela já se tinha apercebido deste problema, expus o que se estava a passar ela comentou com a médica e pronto disseram que era normal por causa dos tratamentos e da medicação que o melhor seria cortar o cabelo um bocadito que assim não sentia tanto e ele também ficava mais forte com o corte.
Ora a minha questão é assim, eu sou daquelas que ou corto ou não, não vou para lá com a tretinha de corta apenas "dois dedos".
Então gosto dos três modelitos que vou passar a mostrar já a seguir, estou é muito indecisa porque como tenho o cabelo um bocadinho encaracolado e com cumprimento mais ou menos pelos ombros não sei... gostava de algo diferente acho piada este estilos mas não sei mesmo.
Mas vamos lá a votos, por favor pessoal ajudem-me a escolher que eu até sou uma boa mocita lool.


Por favor pessoal ajudem-me a escolher que eu até sou uma boa mocita lool.




A troca do botim...

No seguimento do post de ontem, hoje lá fui eu trocar o botim.
Passo a mencionar o dialogo entre mim e a funcionária:
Eu: Bom dia menina, vinha trocar o botim pois na caixa foi um de cada numero.
Funcionária: Bom dia menina, ah esta bem então mas vai querer levar na mesma?
Eu: Sim, claro que sim, tal como lhe disse venho mesmo trocar só um botim porque o numero esta incorrecto.
Funcionária: Esta bem espere só um bocadinho, mas olhe vai ter que me dizer quem foi a funcionária que não verificou isso para eu como responsavel da loja chamar à atenção.
Eu: Não, não, esqueça isso acontece a qualquer um (mal imaginavas o que me estava a passar em mente).
Funcionária: Desculpe menina mas tem que me dizer, porque não quero que as pessoas andem a fazer o trabalho por fazer, quero que sejam profissionais e competentes não incompetentes como aconteceu.
Eu: Pois mas olhe...
Funcionária: Vá lá menina eu não vou despedir ninguém.
Eu: Olhe então já que é assim, que fique aqui entre nós (e mais 4 clientes que estavam ao lado a ouvir bem como outra funcionária), a pessoa que a menina diz que vai ter que chamar à atenção, que anda a fazer o trabalho por fazer, que não é profissional e que é incompetente como mencionou...
Funcionária: Diga menina sou toda ouvidos,
Eu: Ora essa pessoa assim tão mal "classificada" por si foi sem tirar nem por foi exactamente a menina.
A mulher ficou a olhar para mim com ar apavalhada enquanto a outra funcionária estava com um ar divertido e os quatro clientes com ar de quem tinham vontade de se rir... Engraçada engraçada estava o ar da minha mãe a olhar para a fulana a mulher só não se riu porque parecia mal.
Funcionária: Ah! Não pode ser, em tantos anos de trabalho nunca aconteceu tal coisa, verifico sempre.
Eu: Pois e eu não estou a dizer que não verificou, verificou sim senhora só não sei o que verificou uma vez que os numeros estavam mal mas olhe esqueça lá isso, mas uma vez que fez tanta questão em saber quem tinha cometido esse lapso para chamar a pessoa em questão, por favor, não se esqueça de chamar a sua propria pessoa à atenção, sim... tenha um bom dia e um bom trabalho.
Saiu da loja e a fulana continuou sem se mexer ao balcão enquanto a outra colega ria-se às escondidas.
Aiiii e eu tenho que ter uma paciência do carago, quer dizer se tivesse sido uma colega que tivesse feito isso era está e aquela mas como foi ela...
Temos pena... muita pena e alguma paciência.

2 de dezembro de 2010

Ainda estou furiosa...

Então quando fui à sapataria, vi lá uns botins muito bonitinhos e com um preço ainda mais bonito, não pensei duas vezes e disse "vou levar".
A menina da sapataria foi buscar o numero acima porque o 35 ficava muito justinho, exprimentei num pé a ver se ficava bem, e pronto era exactamente aquilo, a fulana diz "ora deixe-me ver se o numero é igual e se esta tudo direitinho", dito isto fechou a caixa e veio efectuar o pagamento.
Eu vim embora a pular de alegria com os botins pretos tão riquinhos.
Á um bocado acabo de me vestir e vou buscar o raio dos botins todos giros para levar ao tratamento e fico metida a burra a olhar o pé esquerdo super largo o direito certinho.... "Ah!!! Alguma coisa não tá a bater certo que grande diferença", não sei como me deu para tirar os putos dos botins olho para a sola e vejo no esquerdo nº 37 no direto nº 36 "Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh! Não ninguém merece, como é que é possivel, a fulana olhou para a sola e disse que estava direitinho e eu nem desconfiei da moça porque a vi a fazer isso e agora tenho que ir lá trocar aiii aiii aiiiii vão sair caro os raios dos botins só da viagem para os trocar".
Eu sou tão burra, tão naba, tão tudo eu que sempre confirmo o raio do numero na sola quando compro, e pimba desta vez não olhei e lixei-me direitinha... fico a pensar das duas três ou a moça é analfabeta ou sofre de deslexia, só pode e amanha lá vou ter que ir à sapataria trocar os botins.

1 de dezembro de 2010

Observações da Mary...

Hoje tive um dia rico em observações que me deixaram a pensar, ora analisem comigo:
No supermercado:
* uma senhora toda muito bem vistidinha e pentiadinha, acompanhada de uma jovem adolescente (quizas filha), a senhora não fala alto, berra cada vez que abria a boca, estragou logo aquele arzinho todo jet, depois foi para a secção de peixe mexeu no bacalhau todo que lá tinha, de cima para baixo e de baixo para cima, ora mexia num peixe de bacalhau ora passava a mão pelo cabelo (que encanto)...
* depois uma coisa que eu gosto mesmo de apreciar é o ar dos senhores a bufar cada vez que as senhoras põem coisas no carro (não havia necessidade senhores, as mulheres é que sabem o que falta em casa)...
Na sapataria:
* confesso que se existe coisa que eu acho a maior graça de todas é aquele tipo de pessoas que exprimenta o calçado quase todo da loja e depois a funcionária pergunta "então qual parzinho vai levar?" e ouve como resposta "ah não vou levar nenhum era só para ver como ficava"... (oh Deus ninguém merece)...
Estes são só dois exemplos do que eu vi hoje e das duas três, ou o pessoal anda com a cabeça completamente fora do sitio ou eu é que virei uma observadora do caraças, bem sei que não sou precisamente a perfeição à fase da terra, mas caramba existem coisas que se podia evitar.
Bem, acho que a minha mãe tem razão quando diz "estás tão calada o que estas a analisar desta vez?" pergunta à qual respondo "as pessoas e o seu comportamento"... hmmm cada vez mais me convenço que sempre estudei e segui a profissão errada, devia ter ido para psicologa ou até quizas psiquiatra, isso sim.