27 de setembro de 2011

Parabéns Google...

Todos sabemos que a partir dos 13 anitos entra-se naquela fase da parvoice, esperamos e desejamos que isso não aconteça contigo, gostamos demais de ti para te deixar entrar por caminhos um tanto quanto estranhos... brincadeirinha ,o) como tal toca a crescer que nós iremos acompanhar-te sempre.

26 de setembro de 2011

É gira que se farta...



Para mim, a mulher é linda linda linda.... tem um sorriso fantástico, um corpão que BALHA-ME Cristo como diria o outro tudo de bom, adoro vê-la como actriz e tem ar de ser super simpática e acessivel como ser humano... espero não estar errada. Adoro está mulher, confesso que sim...

P.S: as fotos retirei da net, do motor de pesquisa se forem de alguém em particular as minhas desculpas sim não foi nem é por mal mas apenas porque gostei destas imagens.

Do nosso fim de semana...

Foi encantador, quem derá que se pudesse repetir assim igual por várias vezes... tirando a parte do tratamento do sabado à noite, de preferência. Depois todo o domingo foi perfeitinho a tua companhia, o almoço... em que eu no inicio estava nervosa e as tantas dei por mim na risota e na javadice com o "ohhhh mãeeeeee" lolol... e depois o resto da nossa tarde pelos jardins poderia dizer onde, poderia sim senhor mas não me apetece ah ah ah. Em suma, foi muitissimo bom, a tua companhia dia após dia está a tornar-se muitissimo mais importante para mim e resta-me agradecer-te por me proporcionares momentos tão bons, tão divertidos e felizes na minha vida. Adoro-te muitissimo, sei que sabes isso, não existe uma única palavra que seja suficiente para designar o quanto bem me fazes... sim sim eu sei que tu vens cá ler, se eu já não te conhecesse lol.

23 de setembro de 2011

Doce Certeza...

Por essa vida fora hás-de adorar


Lindas mulheres, talvez; em ânsia louca,


Em infinito anseio hás de beijar


Estrelas d´ouro fulgindo em muita boca!




Hás de guardar em cofre perfumado


Cabelos d´ouro e risos de mulher,


Muito beijo d´amor apaixonado;


E não te lembrarás de mim sequer...




Hás de tecer uns sonhos delicados...


Hão de por muitos olhos magoados,


Os teus olhos de luz andar imersos!...




Mas nunca encontrarás p´la vida fora,


Amor assim como este amor que chora


Neste beijo d´amor que são meus versos!...




Florbela Espanca, in "A Mensageira das Violetas"






P.S: não entendo o porque de tanto espaçamento, confesso que não, mas pronto já nem etstou para me chatear com isso.


Do Outono...

É sem dúvida a minha estação preferida, pela forma como tudo se vai transformando, pelo ligeiro friozito que se começa a sentir e por começar a poder usar roupa mais quentinha... e para mim quer a roupa de Outono quer de Inverno é bem mais gira do que a da Primavera ou até mesmo do Verão... panca pensarão muitos de vocês, provavelmente afirmo eu, mas eu gosto, que querem que faça ,o)

22 de setembro de 2011

Eu sou tão boa menina mas tãooo boa menina...

... que ontem fui à farmácia buscar uns remédios e quando cheguei a casa dei conta que o o sr. que me atendeu não cobrou uma caixa de comprimidos e eu alma caridosa e bondosa... vá também tenho os meus dias em que sou uma grande cabra lol... hoje fui à farmácia levantar uma caixa de comprimidos que ontem não tinha e informei o sr. que se tinha esquecido de cobrar uma caixa no dia anterior ele olhou para mim e disse "fogo nem acredito que ainda existe gente séria como a menina para cá vir pagar a caixa dos comprimidos que esqueci de colocar na factura e cobrar, muitissimo obrigada menina" e digo eu "vá vá mas não volte a repetir a gracinha que eu tenho mais que fazer do que ser uma boa e séria menina e depois o que não quero que me façam a mim não faço aos outros" escusado será dizer que eles reparar que era brincadeira e começamos todos a rir.

21 de setembro de 2011

Gosto pouco de gajas com a p... da mania...

Ora estou eu parada nos semáforos... pois estava vermelho, lógico... eu a ver o jipe com a polícia numa rua ali ao lado escondidos e a estapor da gaja a tocar e a dizer para eu andar que o semáforo estava avariado... o tanas ainda à um bocado tinha lá passado, verdade seja dita demora é muito tempo a mudar... eu pus a patinha de fora e disse "faz favor de passar, porque eu não vou passar"... se não tivesse lá a polícia ainda era como o outro agora com o jipe mesmo ali e dois polícias lá dentro a olhar era um suicidio, sim porque eu ainda tenho algum amor ao pouco dinheiro que recebo... adiante... a gaja, salta carro fora toda irritada e começa "oh filhinha não vês que o semáforo está avariado não muda e depois passas-te a risca se ele estivesse a trabalhar também não mudava porque tens que estar atrás da risca" e eis que Nosso Senhor Jesus Cristo fez um milagre o semáforo passou a verde num instantinho... ohhhh atão não trabalha????... disse eu... e nisto saiu-me um discuro politicamente incorrecto "vá ser loira e burra ao raio que a parta e que seja a última vez que me f... a p... da cabeça e depois quando quiser passar passe mas antes de fazer figura de ursa e besta que foi o que fez ao sair do carro toda impiriquitada para me vir dizer que o semáforo está avariado tenha atenção a ver se a polícia está por perto ou não e mais não me f... mais a cabeça que só de olhar para si fico com vontade de lhe pregar um safanão, tenho dito"... ficou a minha mãe em estado de choque a olhar para mim e um grupo de velhinhos a rir-se. Detesto estás pessoas com a mania que sabem tudo e se eu já não achava ponta de piada ao raio da mulher agora olha só dá vontadinha de lhe apertar o pescoço até ela tombar de vez, que a pariu, burra do c...!

20 de setembro de 2011

Um dia... vai ser dia...

... de eu me passar fortemente com os meus pais, arre parece que acordam com um microfone enfiado na boca, devem ter o botãozinho do volume baixo estragado só pode, depois dizem que eu é que estou sempre a implicar que não estão a falar alto imaginem se estivessem o que seria de mim. Aiiiiiii que tem dias que me apetece apertar-lhes o pescoço mas depois penso que não posso nem devo fazer tal coisa porque são os meus pais... respira fundo Mary bem bem bem fundo e passa à frente!

Nem sei se foi sonho ou pesadelo...

Esta noite anadaram a vaguear pela minha mente amigas da escola primária a B. a C. e a D. estranho a R. não aparecer, certamente é porque no fundo nunca gostei muito dela. É certo que cada uma de nós seguiu o seu caminho e mesmo morando na mesma freguesia é rarissimo a gente se ver a única que diria que vejo mesmo sendo raramente é a B. porque mora relativamente perto de mim. Questiono-me porque raio elas resolveram aparecerer-me durante o sono, confesso que quando acordei e lembrei delas não achei grande piada os meus neuronios se terem dado ao trabalho de sonhar com elas. Falando um bocadinho de cada uma delas, a B. ainda no outro dia a vi e lá sai um "olá tudo bem?" e um sorrisinho e pronto, a B. é daquele tipo de jovem, que tirou o seu curso, que nos tempos livres se dedica ao desporto, às noitadas e aos copos e grandes farras, mas sempre foi uma miuda adoravel, simpatica e respeitadora. A C. desde pequena tinha a mania de ser a líder do grupo lembro-me perfeitamente que já na pré ela era assim, além disso desde muito cedo andou com este aquele e o outro... enfim, enfim... sei que se não me falha a memória ficou pelo 9º ano e foi trabalhar para uma loja de chocolates, se não me engano... pelo menos a ultima vez que a encontrei no autocarro foi o que me disse e já lá vai muito tempo... portanto pouco mais sei dela. A D. foi a de todas a que mais me surpreendeu pela negativa, se alguém à uns anos atrás me contasse que ela iria ser assim eu dizia que estavam malucos... bem que me enganava... portanto a D. sempre foi aquele tipo de miuda que mesmo andando no ciclo era a mãe que a vestia e por aí fora, andava prai no 5º/6º ano quando teve um irmão, ficou o caldo entornado certamente porque foi um arrasto para chegar até ao 9º ano e depois mal teve a oportunidade "fugiu" logo, nesse tempo a mãe teve um problema de saude bastante grave e em seguida o avô e o que é que ela fez, foi viver com um fulano qualquer, as tantas o fulano fez com que ela se pusesse a andar e ela jurou... segundo as palavras da mãe que contou uma vez que a encontrei na mercearia... que as coisas não iam ficar assim e que ela ia arranjar forma dele voltar para ela... e arranjou ficou grávida e ele teve/tem que levar com ela. Juntando isto tudo tenho os neuronios atrofiado só de pensar por que raio se foram lembrar delas, é certo que cada uma seguiu o seu caminho, é certo que pouca ou rara ligação temos, mas recordar momentos passados deixa-me cansada, triste e chateada, porque já passaram, porque fazem parte do passado e porque já não somos mais aquele quarteto de miudas/crianças que eramos. Dá-me uma certa nostalgia e tristeza que algumas de nós tenham estragado a vida por caprichos como a D. que outras se sintam importantes quando não o são como a C. mas pelo menos ainda existe alguém que nos sorri e cumprimenta como a B. momentos e memórias minha gente à vezes dá para isto.

19 de setembro de 2011

Brincamos quereis ver...

Então depois da descoberta do buraco da Madeira.... tenho muito respeitinho pelo pessoal de lá alias tenho um enorme carinho por algumas meninas que têm blogues e são da Madeira... que o sonso do Cavaco e companhia já sabiam e nem um aí disseram... isso é uma grande ordinarisse sr. ainda me têm que explicar para que raio serve o Presidênte da Républica a sério que têm... continuando não contente com a excelente puta da enorme divida que fez vê-se agora o telejornal e o que é que acontece????? Brutas mesas de jantaradas e quem é paga ah??? Nós os maluquinhos que andamos aqui a apertar por todos os cantos, nós pessoas que sabe Deus como vivem com o misero ordenado minimo e em muitos caso muito abaixo disto, pessoas que dia após dia estão a sofrer porque não têm as minimas condições de vida... enfim eu não conheci o Salazar mas ao que falam e tenho ouvido tenho a certeza que se pode dizer "Volta Salazar estás perdoado!"

É que adoro mesmo...

... aquelas pessoas que passam por mim na rua e das duas três ou fazem de conta que não conhecem ou viram a tromba para o lado e depois quando existe um jantar de aniversário ou algo do genero e elas também vão, mal chegam começam logo a distribuir beijinhos e sorrisos a toda a gente e falar comigo com a maior naturalidade, é lógico que eu coloco o meu arzinho mais falso enquanto olho a pessoa nos olhos e os meus neuronios estão aos berros a dizer "tão falsa, tão cabra, que te pariu desgraçada" e dou um sorrisinho, respiro fundo e tento esquecer o que aconteceu e tentar esquecer que a minha vontade era perguntar "ah hoje já me conheces é?" mas pronto é gente que não vale a pena mesmo... enfim ainda dizem que eu é que tenho a mania, tá bem tá!

Um homem, quatro mulheres e mais de 50 filhos...

"Uma família que foge totalmente dos padrões tradicionais é uma das curiosidades do município de Campo Grande, região oeste do Rio Grande do Norte. Essa é a história de um viúvo que se casou com uma jovem, com quem teve 17 filhos. Simultaneamente, manteve um relacionamento com a cunhada, com quem também teve 15 filhos, e ainda se relacionou com a sogra com quem teve mais um filho. Uma trajetória, no mínimo exótica, porém, verdadeira e muito particular.
Apesar da lucidez, falta memória para decorar nomes dos mais de 150 descendentes foto : Wilsom Moreno/DivulgaçãoA família Oliveira Silva é formada por Luiz Costa de Oliveira, 90 anos, (chefe da família), Maria Francisca da Silva, 64 anos (esposa), Ozelita Francisca da Silva, 58 anos, (irmã de Maria Francisca e cunhada de Luiz) e Francisca Maria da Silva, 89 anos, (mãe de Maria Francisca e Ozelita e sogra de Luiz).Os detalhes de como essa família foi formada, foram contados pelos próprios integrantes à reportagem. No começo da entrevista, após ser informado sobre o tema da conversa, a primeira frase dita por Luiz Costa foi: "A coisa que Deus fez mais bem feito no mundo foi mulher". Demonstrando muita descontração e sem qualquer sinal de inibição, Luiz começou a contar a trajetória de vida que inclui um casamento oficial com uma mulher, que ele identificou apenas como Francisca e com quem teve 17 filhos e ficou viúvo, e os relacionamentos com as irmãs Silva e a sogra que renderam a ele mais 35 filhos, 100 netos e 30 bisnetos.Depois de viúvo Luiz conheceu Maria Francisca da Silva, que o ajudou a criar os filhos da primeira mulher, e teve mais 17. Segundo ele, durante o tempo em que viveu com Maria, a irmã dela, Ozelita Francisca, sempre vinha cuidar do resguardo da irmã. A aproximação se transformou em um relacionamento amoroso com a cunhada que gerou mais 15 filhos de Luiz. E para completar essa família mais que diferente, a sogra de Luiz também se relacionou com o genro e dessa história nasceu mais um rebento, somando um total de 50 filhos que Luiz diz ter conhecimento. "Eu posso até ter outros filhos por aí e não saber, porque sempre gostei muito de namorar", ressaltou.GalanteadorAs irmãs Maria Francisca e Ozelita Francisca contam que sempre conviveram bem com esta família diferente. Segundo elas, o segredo de Luiz sempre foi o jeito galanteador com o qual ele sempre tratou as mulheres. Ele sempre viveu do trabalho para casa e a única diversão dele era namorar. "Ele nunca maltratou nenhuma de nós, sempre cuidou bem dos filhos e nunca deixou faltar nada em casa", relatou Maria Francisca.A primeira mulher de Luiz que morreu e deixou 17 filhos, era natural de Assu e cinco dos filhos foram criados por Maria Francisca. Hoje, muitos filhos morreram, mas a família de Luiz já conta com mais de 100 netos e 30 bisnetos. "Eu não sei dizer o nome de todo mundo, mas sei que tenho muitos filhos, netos e bisnetos espalhados por aí", acrescentou Luiz.Luiz viveu a maior parte de sua vida e construiu seus relacionamentos amorosos no Sítio Poço Verde, zona rural de Campo Grande. Hoje a maior parte da família reside em duas casas localizadas na Rua Artur Almeida, 55, Conjunto Ipe, Campo Grande. As casas, em especial, a de Luiz, expõe a simplicidade extrema. Sem luxo, sem móveis e sem estrutura básica como piso e paredes de concreto, porém, essa ausência parece não abalar a alegria de viver expressada pelos membros da família Oliveira Silva.Vizinho a casa de Luiz, reside outra parte da família, todos moram juntos e dividem espaço, alimento, dificuldades, tristezas e alegrias. Um dos netos de Luiz que é gêmeo, único caso de gêmeos que Luiz tem conhecimento, Cosme, disse que a vida da família é difícil, mas todos sobrevivem e se relacionam bem apesar das dificuldades impostas pela falta de condições financeira. "Aqui trabalho é muito difícil e o que fazemos para melhorar isso é estudar e trabalhar aqui e ali fazendo bicos", ressaltou Cosme.O segredo da vitalidadeQuanto a disposição para gerar tantos filhos e aos 90 anos ainda esbanjar lucidez e saúde invejáveis, Luiz conta que não há segredo. De acordo com ele, a receita é simples. Há 40 anos não fuma, não bebe sempre se alimentou de comidas simples como feijão, arroz, batata, macaxeira e todos os alimentos que formam o cardápio do homem do campo.Luiz acrescentou que não tem doenças e não sente dores. "Não tenho dor em lugar algum do meu corpo, apenas hoje não consigo mais namorar, mais ainda lembro como mulher é bom", comentou. Luiz é aposentado, mas diz que sente muita falta do tempo em que trabalhava na lavoura. "Eu sempre trabalhei e sinto falta de me movimentar, por isso, todo dia faço uma caminhada, não agüento ficar parado muito tempo", declarou. Uma receita simples, de um homem simples, mas com uma história de vida pra lá de complexa. "




E agora digo eu... dassssss que pariu menino, vai ter filho ao caraças, Deus me livre que salsada que aquilo é, mas confesso que achei um piadão estã frase do Sr. "A coisa que Deus fez mais bem feito no mundo foi mulher". ah ah ah ah é verdade é, só é pena que muitas mulheres sofram e morram todos dias por cairem nas mão de seres imbecies e que nada valem, mas isso é um tema que me revolta em particular e vai ficar para outra conversa, para outro dia sim.

18 de setembro de 2011

Pormenores dos dias de hoje que me baralham...

Então não é que hoje ao ver a lista de material para a 2ª classe de um primito meu... sim porque agora dão listas a exigir o que querem, no meu tempo era bem mais divertido, cada um levava o caderno que queria, enfim modernices... e qual o meu espanto quando a professora pede uma máquina de calculcar... na 2ª classe????? Máquina de calcular???? Pelas almas, como é que a chavalada depois consegue fazer uma conta de somar, não sabem, não podem saber, não foram ensinadas, começam logo de máquinas de calcular no primeiros anos que começam a trabalhar com os números. Desculpem se estou a ser ignorante, mas na minha opinião... e é apenas a minha opinião... isto é uma tristeza, deveria ser proibido tal coisa, sou completamente contra o uso da máquina de calcular antes do 5º ano.... depois não gostam da matemática, puderá, este país vai de mal a pior quer implementar tanta modernice que dia atrás de dia vai acabar nas ruas da amargura... tenho dito!

17 de setembro de 2011

Recente aquisição...

O verniz nº 114 da Andreia, parece que vamos ser muito felizes juntos, quer parecer que sim quer quer...

15 de setembro de 2011

Ainda estou de boca aberta...

Então hoje levei a minha mãe a uma consulta por causa de ver as varizes nas pernas, entrou a médica disse que o problema não derivava das varizes e saiu tudo em 2 miseraveis minutos, chego à secretária pergunto quanto é diz ela toda sorridente "60€" e eu olhei para ela com arzinho de quem tinha os neuronios em conflito, pensei logo que pariu 60€ em 2 minutos e não fez nada fogo que lata do caraças. Mas lá está é como diz o outro quando se precisa e tem de ser é porque tem de ser e o que tem de ser tem muita força... mas na minha opinião é um exagero um roubo, tudo bem que se fizesse uma consulta normal agora na situação que foi... dass!!!

14 de setembro de 2011

Cheguei à conclusão...

... que eu e a política não nos damos, ao fim de 30 minutos a assistir ao debate mensal da Assembleia da Republica com o meu pai, fico pior que um burro a olhar para um palácio, faz-me lembrar aqueles debates do tempo de escola onde só se mandam "boquitas" para o ar a fim de armar a bela da p... da tenda e no fim ficamos a saber o mesmo que o início, que é precisamente n_a_d_a de nada ou melhor como diz a outra do youtube... "Nada desta vida, sabes o que é nada desta vida??? É nada desta vida". Enfim, já tenho idade mais que suficiente para entender que existem coisas que jamais entenderemos e a nossa política é uma dessas coisas.

É isto...

Estou que nem posso não me seguro de pé e também não me sinto precisamente bem deitada...
Puffff... estou cheia desta m...

13 de setembro de 2011

O Preço do Poder de Sidney Sheldon...

"O livro conta a história de várias gerações da família McGregor, que ergueu seu império com os diamantes da África do Sul, chegando até a personagem principal, Kate Blackwell, que tem algumas características de mulheres de outros romances de Sidney Sheldon.
Jamie McGregor foi um escocês que migrou à África do Sul. Foi explorado por um holandês, e quase morreu. Ajudado por um africano, arriscaram a vida para invadir um campo de diamantes, onde conseguiram muitos diamantes. Jamie voltou à cidade em que fora enganado e vingou-se do holandês, construindo um vasto império comercial. Kate Blackwell é sua filha, que casou-se com o administrador da Kruger-Brent (nome do império fundado por McGregor), David Blackwell.
A história começa em Dark Harbor, no Maine
, uma colônia de super-ricos, e se desloca para os campos de diamantes da África do Sul, as ruas boêmias de Paris, as mansões imponentes da Inglaterra, as salas de reuniões e as alcovas da América, onde se realizam as transações que representam milhões e milhões de dólares.


* Jamie McGregor parte em busca de diamantes, consegue vingar-se do homem mais rico da região engravidando a filha intocável do mesmo e adquirindo toda a sua fortuna conquistada por meio de planos elaborados e riscos de morte.
* Nasce a segunda filha de Jamie, Kate, sem sequer conhecer o pai, sempre foi uma garota rebelde e difícil de lidar. Apaixonada desde pequena por um funcionário 20 anos mais velho e amigo da família, David Blackwell. Casa-se com ele após comprar a empresa da namorada do rapaz fazendo-a abandonar a cidade.
* Kruger-Brent international, a empresa fundada por Jamie, cresce nas mãos de Kate se tornando a maior companhia do país. Kate segue como uma mulher disposta a tudo para vencer até mesmo suportar a perda do marido, David que partiu para a guerra.
* Kate não se conforma com a ideia de que seu filho, Tony, queira seguir a carreira de pintor ao invés de herdar a diretoria da Kruger-Brent no seu lugar. A poderosa mãe do garoto finge apoia-lo mas arma inúmeras armadilhas para fazê-lo desistir de seu sonho. Ao descobrir todas as armações da mãe no dia da morte de sua mulher e parto de suas filhas gêmeas, Tony tenta matar Kate. Foi para um sanatório imediatamente onde continuou a píntar seus quadros dia após dia.
* Crescem sob o cuidado da avó as duas filhas gêmeas de Tony. Eva, a destemida e dissimulada que desde os 5 anos tenta matar a irmã. Alexandra, igualmente linda mas inocente e boa. Admira a irmã e confia nela em todos os momentos, mesmo naqueles em que Eva a acusou. Ao ser descoberta pela avó como uma vagabunda e psicopata após deitar-se com um conde casado, sua máscara caiu e sua parte na herança foi substituída por um pequeno apartamento e uma mesada de 250 dólares. A fim de querer reverter o jogo, Eva une-se a um sedutor e atraente grego que, como Eva, também fora deserdado por agredir e estuprar varias mulheres, garotos e prostitutas gregas. O rapaz segue cada passo do plano de Eva, casando-se com Alexandra para depois matá-la. Mas como o título do livro diz, o reverso da medalha acontece. Com o desenrolar da trama, é apenas um peão que dá o cheque mate.

Em Portugal o livro já teve três títulos diferentes, em 1983 é publicado pela primeira vez sob o título O Preço do Poder, pela Círculo de Leitores. No ano seguinte a editora Livros do Brasil edita o livro usando a tradução da Círculo de Leitores, mas intitulado 'O Jogo da Vida. Em 1999, a editora Europa-América publica-o sob o título A Herdeira, com uma nova tradução. O livro, deu origem a uma série de TV nos anos 80. Intitulada Master of the game (o título original). Esta, teve Ian Charleston no papel de Jamie.Sidney Sheldon começou a escrever a tão aguardada continuação antes de morrer em 2007. Ao saber disso, uma nova escritora se empenhou em continuar a história e o livro foi recentemente lançado no Brasil com o nome A senhora do jogo. O filme estrelado por Leonardo Dicarprio, O diamante de Sangue (título em português), foi baseado no primeiro capítulo do livro, a historia de Jamie McGregor."


Resumindo a minha opinião:
Adorei, é um livro muito pormenorizado, cheio de enredos e momentos únicos, prende o leitor do início ao fim uma vez que quando menos esperamos a história dá uma enorme volta e nada daquilo que tinha em mente que ia acontecer acontecia, muito pelo contrário foi tornando-se cada vez mais surpreendente e cativante Gostaria imenso de ler a segunda parte deste livro, tenho que fazer uma pesquisa a ver onde o posso encontrar uma vez que este foi emprestado, outra coisa engraçada foi que não encontrei a capa deste livro em Português para colocar aqui no blog como imagem, como tal não foi possível fica apenas o texto.

11 de setembro de 2011

Corte nos incentivos aos transplantes é uma "medida cruel"...

"Cirurgião Eduardo Barroso admite abertura para reduzir custos nesta actividade, mas, um corte de "50% de um dia para o outro é uma coisa que não se entende".

"O corte de 50% nos incentivos aos transplantes é uma medida cruel e puramente economicista, afirma o director do centro de transplantação do Hospital Curry Cabral, em Lisboa, Eduardo Barroso.
“Os cortes não podem ser cegos, esta medida foi cruel. Custa-me a acreditar que o Sr. ministro da Saúde tenha sido informado pormenorizadamente do que estava em questão”, considera Eduardo Barroso, em declarações à Renascença.
“Claro que estaríamos dispostos a fazer o que fosse possível para reduzir e para dar um exemplo de redução de custos nesta actividade, mas, que diabo, 50% de um dia para o outro é uma coisa que não se entende e pode até traduzir uma má vontade específica”, sublinha o médico.
Eduardo Barroso critica os cortes agora anunciados nos incentivos para transplantes. De acordo com o cirurgião, o hospital Curry Cabral tem assumido os pagamentos, resta saber como vai ser agora que só vai receber metade da verba prevista.
De acordo com um esclarecimento do Centro Hospitalar de Lisboa Central, enquanto o Estado não pagar as verbas em atraso, não serão pagos os incentivos aos hospitais que fazem transplantes e colheita de órgãos.
O “Diário de Notícias” noticiou hoje que este ano ainda não foram feitos pagamentos. A dívida ascende a 15 milhões de euros desde Janeiro.
Segundo uma portaria publicada na semana passada, o Estado só vai pagar metade desta verba, porque a medida é retroactiva a Janeiro."




Eis a minha opinião sobre o assunto:

É triste, é mesquinho e de uma enorme falta de sensibilidade da parte de quem está a gerir o país e principalmente do representante da saúde em Portugal o Sr. Paulo Macedo... vêm eu até sou uma moça educada estou a trata-lo por Sr. quando a minha vontade era tratar o Sr. por outras palavras... vir a público com uma notícia tão estúpida, como se um transplante fosse ir tomar café ali na esquina e voltar todos sorridentes. E o percurso, o sofrimento, o despero, a vontade e o desespero de querer desistir de tudo que percorremos até termos um tranplante Sr???? Não você nem os senhores que estão consigo não sabem o que sofremos, o que lutamos e o que nos faz manter vivos é acreditar que mais dia menos dia iremos ter a possibilidade de receber um transplante, de ter novamente qualidade de vida, descanso e pensar que se tudo correr bem não termos que voltar para os tratamentos e não iremos sofrer mais por causa deles. Tal como diz o Dr. Eduardo Barroso no texto anteriormente mencionado, é cruel está atitude e só demonstra que o raio do ministro e a pandilha todas dos outros não sabem minimamente o que fazem. Querem cortar???? Queres sugestões para poupar dinheiro???? Certamente que eu e muita gente teriamos montes de sugestões para dar, mas apenas fica uma, comecem a cortar em vocês nas vossas merdices diárias como ministros e vamos ficar por aqui se não a conversa vai estender-se e não vale a pena porque falar/escrever para burros é do pior que pode existir.
Escolhi este texto porque? perguntam vocês.
Muito simples porque eu faço parte de muitissimas das pessoas neste país que precisa de um transplante, faço parte daqueles que semanalmente tem que enfrentar tramentos dia sim dia não que nos fazem sofrer, daqueles que vão sobreviver, porque infelizmente outra pessoa morreu, por todos e esses motivos, para nós doentes torna-nos indignados que está cambada de azelhas que estão a dirigir o país lhes apeteça fazer cortes sem analisares as situações... e vou ficar por aqui, porque a minha vontade não era chamar-lhes azelhas mas sim outra série de nomes.

10 de setembro de 2011

Hoje estou...

... assim com um cansaço e sono esquesitos, quer parecer que quando chegar ao tratamento depois do sofrimento das agulhas que vou cair redondinha a dormir, isto se durante a viagem não adormecer, estou mesmo mesmo a precisar de uma massagem e de um longo e bom soninho e mais algumas coisitas mas isso já são outros quinhentos, também não se pode pedir tudo de uma vez e não portanto não o vou fazer.... então licencinha que deve estar a chegar o cromo do M. o taxista... aí que só de pensar que tenho que o ouvir começo a ficar com ouras, ninguém merece, ninguém.


Do 11 de Setembro...

Custa-me imenso, ver, rever, imagens e reportagens sobre este assunto, fico completamente com os neuronios revoltados e emocionalmente desiquilibrada Custa-me a aceitar que por este mundo fora as vinganças e o terrorismo sejam mais seguidas à letra do que o respeito humano de uns perante os outros... enfim, por mil e um motivos mesmo, pois este texto teria pano para mangas se o continuasse mas não quero, nem posso, por mim nem pelos meus neuronios.

8 de setembro de 2011

1ª aquisição para o próximo Outono/Inverno...

Uma famosa trench coat em coral, igualita à da imagem ;o) tão feliz que eu estou ao tempo que andava para comprar uma peça de roupa desta cor... uffa finalmente encontrei algo que gostei e que me fica bem... feliz feliz feliz tá crente lol.

PAROU TUDO...

Quando eu penso que mais nenhuma música na vida me poderá surpreender eis que faço uma descoberta daquelas, tipo, não digam-me que estou a delirar... não não estás santa, estás surpreendida porque?????? Eh pá sinceramente existe cá cada uma, fazem tudo para andarem ao alto a cantar e aos pinchos BALHA-ME cristo. Apreciem a pérola que eu encontrei...


Eh pá a sério que gosto desta música...

7 de setembro de 2011

Depois do que eu acabei de ver no...

... discovery travel & living, sobre as comidas tipicas do Vietname, só tenho a dizer "Faz o favor de ninguém me convidar para ir lá muito menos para comer"... prefiro voltar a ficar 15 dias sem comer nem beber, ou até mais se for preciso... credo em cruz ia tendo um enfarte enquanto via o programa o que aconteceria se me encontra-se lá, morria de certeza absoluta, pardais, enguias, caracois, bichos da seda, escorpiões, testiculos e pénis de boi... e já parei... porque se eu hoje já andava enjoada desde que acordei, agora estou mesmo com uma vontadinha dequelas de virar o barco... arre ninguém merece, isto é o que dá querer ver programas de cultura para ser uma pessoa minimamente culta, dá nisto sai asneira por certo.!

É que já não se aguenta estes dois...

Desde o ínicio do ano que andam com o casamento para trás e para a frente, sim já tou farta de saber que indes casar, farta de ler e ouvir que vai ser um dia único nas vossa vida... é na de todos ou quase todos que casam, não ia agora ser das vossas também ora está... e já tou pelos cabelos de vos ver nas revistas, tivesse eu poder na imprensa e plimmm nunca mais ninguém tinha que levar com está dupla... tudo se quer, tudo na vida tem medida, já chega não, casem-se de uma vez e ponham um ponto final na histórinha que já mete impressão.




P.S: foto foi encontrada através do Google, a quem a tirou, muito agradecida espero que não levem a mal o uso.


O outro tem 2 amores eu tenho 4...



E está a parecer-me que vou cair na tentação e que vão ser todas minhas ah ah ah... aí sim o meu pai vai dizer que pirei de vez, lamenta-se... mas são tão queridinhas são não são????

4 de setembro de 2011

Eu bem digo que é uma questão de ameaças...

E não é que a ameça ao S. Pedro resultou, ontem teve um belo de um dia, o casamento superou as minhas espectativa foi muitissimo bom e bonito, adorei a noiva já à bastante tempo que não via uma noiva tão simples e tão bonita toda ela estava linda desde o vestido, à maquilhagem, ao cabelo e ao belo do sorriso natural e doce dela, quanto ao noivo até ele me surpreendeu estudamos juntos e somos vizinhos à muitos anos, é um rapaz um bocadinho timido e tal, mas estava muito bem também e sempre com um belo de um sorriso. Foi lindo tudo muito simples mas com muito bom gosto, confesso que ia um bocadinho apreensiva e na dúvida mas fiquei rendida, completamente.

1 de setembro de 2011

Recado ao S. Pedro...

Meu caro amigo estou a ver que te estás a divertir a potes a mandar chuva aqui ao pessoal em pleno mês de Agosto, o que não está certo, uma vez que existe muita gente que se encontra de férias... o pessoal o tempo todo a desejar as férias, a praia, os passeieos e tu toma lá chuva que assim ficais em casa que nem monos trancados... Eu pessoalmente não gosto de chuva nem do excesso de calor, prefiro aqueles dias assim assim... como se costuma dizer, mas tenho que te informar, que podes descarregar a agua toda que quiseres hoje, sexta e domingo, livra-te, tu livra-te, de sábado cair uma pinguinha que seja, tenho um casamento, uma roupinha e uma sandalinha muito bonitas para usar e como é lógico não vais deixar cair pinga se não vamos ter problemas muito graves. Dito isto espero que leves estás palavrinhas todas a peito e as coloques em acção, se não vamor ter problemas muito sérios... depois não venhas dizer que não te avisei!