29 de fevereiro de 2016

Ontem foi assim no Coliseu do Porto...

Pois é ontem fui ver o Miguel Araujo e o Zambujo, só vos tenho a dizer que foi muito bom.
Aqueles dois sabem mesmo o que fazem, cantaram e encantaram.
Foi lindo ver o Coliseu cheio de gente a cantar e a desfrutar um concerto tão simples mas tão bom. 
Adorei foi uma experiência fantástica.





Esta fotografia era para ver como ficava o pessoal com as luzes do telemóvel, mas o senhor que estava a atrás de nós posicionou-se e muito bem para a fotografia. 

26 de fevereiro de 2016

"Luther"...



Mais uma série que me deixou viciada.
Já vi as 3 temporadas disponíveis no netflix...já disse que amo o netflix é uma perdição... agora fiquei na dúvida se acabou de vez ou se provavelmente continuara,  como podem calcular por mim pode continuar à vontade.
No inicio estava um pouco na dúvida sobre esta série mas depois comecei a ver e pronto fiquei viciada.
Apesar de ser assim meio abrutalhado adorei o papel de Idris Elba, o homem até tem um certo charme, isso ninguém o pode negar, o Warren Brown e o Paul Mcgann também são duas personagens bem interessantes, no que diz respeito ao mulherio a Indira Varma é uma mulher muito bonita, da-me um ar dela mas não sei de que filme ou série seja quanto à Ruth Wilson faz um papelão verdade seja dita e se no incio fiquei meia atrofiada com a personagem dela, tenho que admitir que agora estava a adorar a rapariga e aqueles olhos, lindos, lindos.
Bom agora tenho que pesquisar se acabou de vez ou se vou poder ver mais uns episódios é que o último episódio foi assim meio duvidoso.



25 de fevereiro de 2016

Coisas da vida...

Gosto de ver pessoas num momento de raiva sei lá acho que é aí que se vê a essência da pessoa quando descamba um bocado a gente fica a conhecer melhor a outra pessoa, só é pena que as vezes se fique a conhecer um lado mau, muito mau, que nunca imaginamos que era possível, mas mesmo assim gosto de assistir a esses momentos, pelo menos faz com que eu perceba o quanto eu andava enganadinha em relação à personagem.
É bem verdade que família a gente tem não escolhe... eu não disse nada, mas a cada dia que passa é um circo interessante de se assistir à distância como é o meu caso é muito interessante as pessoas julgarem que eu não me apercebo de nada... ohhh e eu caladinha a ver a cena.

24 de fevereiro de 2016

"Traição" de Jason Matthews...


"Nate Nash acaba de ser descoberto. O jovem agente está em Moscovo, onde trafica informações com o mais valioso espião da CIA no Kremlin. Os russos não sabem quem os anda a trair. Mas perceberam que Nate é a peça-chave para desmascarar o agente duplo. Os russos jogam então o seu trunfo - Dominika Egorova, estrela do ballet clássico caída em desgraça no Teatro Bolshoi. Extremamente atraente, dotada de uma capacidade excecional para "ler" emoções, é forçada a aceitar uma missão: seduzir Nate Nash. Começa o jogo.
Da Grécia a Helsínquia, dos corredores de Washington aos aposentos imperiais de Vladimir Putin a trama complica-se. Nate e Dominika percebem que dependem um do outro para sobreviver.
Traição é talvez o melhor e mais credível romance de espionagem publicado neste século, nos EUA. O autor, Jason Matthews, trabalhou na CIA durante 33 anos. Foi diretor de operações, recrutou espiões, comandou missões clandestinas. Pôs todos os seus conhecimentos ao serviço deste thriller trepidante, que agarra o leitor até um final épico."

Então é assim, adorei este livro, atrevo-me a dizer que foi fenomenal... mas... queria mais, não queria que acabasse assim, queria saber um pouco mais do que iria ser a vida de Dominika, se bem que o final dá bem a entender o que se iria passar a seguir... não não vou contar. 
É uma história muito forte e eu fiquei completamente rendida ao senhor Jason Matthews, caramba o homem sabe mesmo o que escreve.
Já estou a ver que vou fazer uma pesquisa sobre outros livros dele, fiquei com vontade de ler mais coisas dele.
Adorei, aconselho sem qualquer hesitação, é um bocadinho grande mas vale a pena sem qualquer dúvida. 

23 de fevereiro de 2016

Hoje fui ao médico...

Para variar pensam vocês... ah ah ah.
Segundo o médico estou muito bem de aspecto, com as tensões baixas demais, o inr esta dentro dos parâmetros estabelecidos, é necessário continuar a mante-lo dentro dos limites a fim de evitar tromboses e essas coisas, tenho válvulas até ao fim da minha vida diz o médico... ainda bem, mal era, depois de tudo o que passei com as operações a coisa não ter ficado bem.
Disse que eu sou terrível... ups... porque estão sempre a aparecer "problemazinhos" novos.
E disse uma coisa que me bateu forte na cabeça "é incrível, você não vive, sobrevive" ao que eu respondi "se for assim como tem sido não é mau, lá  me vou safando" e ele soltou uma gargalhada e disse "mesmo".
E pronto, basicamente foi isto... como eu costumo dizer "nunca pior, siga".

22 de fevereiro de 2016

Fui ao outlet do livro...


No pavilhão Rosa Mota.
Como tinha lido no jornal que ia lá estar o outlet do livro, resolvi ir lá dar uma voltinha e acabou por ser o programa de ontem à tarde.
Ia com a ideia de comprar "o conde de monte cristo" caso o visse por lá, mas na verdade depois de ver tudo não o encontrei.
Acabei por trazer "o romance do Kremlin" de Vladimir Fédorovski.
Li o resumo e achei que ia gostar, por isso trouxe o livro.
O preço era de 13€, na feira era de 10.40€ e eu ontem trouxe por 5€.
Vamos lá ver o que vai sair daqui, mas muito sinceramente acho que vou gostar, a ver vamos, depois de o ler já sabem, venho cá dar a minha opinião.
Alguém já leu este livro??? 

19 de fevereiro de 2016

E este frio...

Hoje ao inicio da manha quando fui por uma roupa a secar quase que fiquei com os dedos lá colados com tanto frio, mas a minha mãe insiste "estende que ela vai secando durante o dia" e pronto lá fui eu.
Fiquei congelada quase que nem sentia as mãos.
Nem consigo imaginar o que aquelas pessoas que dormem na rua passam com este frio ou com aqueles dias de chuva intensa, sinceramente até fico deprimida por saber que existe gente nessas condições... e tem dias que uma pessoa ainda se queixa da vida, enfim.

14 de fevereiro de 2016

Assim não dá...

Ando dia atrás de dia para ir caminhar mas...
E a preguiça?
E a chuva?

E a falta de vontade?
E o cansaço?

E o sono?
Ohhh diabo sempre que estou no tratamento penso "é amanha, amanha não escapa" e depois... nunca chega a ser amanha, fica para o dia seguinte e depois para o outro e assim por aí fora.
Vamos a 45 dias desde o inicio do ano e dar uma caminhada é que esta quieta.
Estou tramada...

13 de fevereiro de 2016

"Horrible Bosses"...


Vejam lá se pode...
Depois de ver este filme até fiquei com vontade de apertar o pescoço ao meu ex patrão ah ah ah.
Fiquei a pensar que se tivesse visto este filme na época em que ainda trabalhava para ele, as tantas ainda tinha tido alguma destas ideias brilhantes e mais algumas.
Tive direito a umas boas gargalhadas com este filme, estava mesmo a precisar de ver uma comédia para alegrar o espirito e neste caso também a mente.
Gostei imenso e acho que vou começar a ver mais comédias com frequência a ver se anima um pouco mais a minha vida. 

12 de fevereiro de 2016

Ele é cada uma...

A mãe diz que ele é inteligente, que tira boas notas, pudera anda na explicadora de segunda a segunda.
Ele... um dos meus primos...  mata-se a estudar... dizem eles...  que assim o pai que esta fora da-lhe tudo o que quiser e para nosso espanto estes dias o miúdo não sabe sequer a idade que tem, insiste que tem 10 anos quando vai fazer 12.
Insistiu e disse que nós os adultos que eramos burros que ele tinha 10 anos e não que fazia 12, nós dissemos "conta pelos dedos então" e ele só contava até 10 e depois eu percebi porque, porque ele só tem 10 dedos nas mãos logo só contava até 10.
Ohh Deus prefiro mil vezes a minha burrice a este tipo de inteligência, em que nem sabe quanto anos tem e nem é capaz de fazer essa conta e olhem que eu e a matemática nunca tivemos grande relação. 

11 de fevereiro de 2016

"Bride wars"...


Estes dias andava eu no netflix a tentar escolher o que ver e de repente lembrei-me "porque não um filme para quebrar a onda das séries" e pronto apareceu este filme como sugestão e resolvi ver.
Houve partes em que ainda deu para me rir um pouco, não muito porque estava na clínica e não quero fazer figura de maluca e houve também uma parte já na fase final em que me deu vontade de chorar... ai vai-se lá entender estas coisas.
Gostei muito do filme, sem dúvidas nenhumas que recomendo. 

10 de fevereiro de 2016

"A rapariga apanhada na teia de aranha" de David Lagercrantz...


"Neste thriller carregado de adrenalina, a genial hacker Lisbeth Salander e o jornalista Mikael Blomkvist enfrentam uma nova e perigosa ameaça que os leva mais uma vez a unir as suas forças.
Uma noite, Blomkvist recebe um telefonema de uma fonte confiável declarando ter informação vital para os Estados Unidos. A fonte tinha estado em contacto com uma jovem mulher, uma super-hacker que se parecia com alguém que Blomkvist conhecia bem de mais. As consequências são surpreendentes.
Blomkvist, a precisar urgentemente de um furo jornalístico para a Millennium, pede ajuda a Lisbeth, que, como habitualmente, tem a sua agenda própria. Em A Rapariga Apanhada na Teia de Aranha, o duo que fez vibrar 80 milhões de leitores com Os Homens Que Odeiam as MulheresA Rapariga que Sonhava com uma Lata de Gasolina e um Fósforo e A Rainha no Palácio das Correntes de Ar encontra-se de novo num actual e extraordinário thriller."

Como tinha referido não contava com um quarto livro e foi com enorme surpresa e agrado que li este livro.
Stieg Larsson que foi o escritor dos primeiros três livros escrevia muito bem e uma vez que ele tinha falecido eu pensava que não ia haver mais livros até porque ninguém ia conseguir escrever tão bem como ele, mas enganei-me profundamente o novo escritor o David Lagercrantz escreve muito bem, de uma forma mais ligeira e mais simples, mas com  muita garra.
Adorei o livro e por minha vontade  bem podem continuar a história.
Para quem gostou da saga Millennium "agarrem-se" a este livro que é muito bom. 

5 de fevereiro de 2016

"Caredo"...

Já me estou a preparar psicologicamente para domingo que é dia de desfile de carnaval ouvir esta música vezes sem conta, ano atrás de ano... vai daí e quase que apostava que desde que me lembro existir que passa esta música no carnaval... ohhh ohhh Auroraaaa.

4 de fevereiro de 2016

3 de fevereiro de 2016

Eu peco em dizer isto...

... mas bendita seja a tosse desgraçada que me deu hoje na missa.
Aqui na vila hoje festeja-se o São Brás.
Existe uma missa as 9h e outra as 11h, todos os anos vou à das 9h, mas para poder ficar alapadinha tenho que lá estar as 8h, ou seja acordar por volta das 7:15h.
Acontece que todo os anos é a mesma coisa, eu vou cedo para poder ficar sentada e depois vêm aquelas senhoras mais velhas na hora de começar a missa e ficam a  olhar para mim e como vêm que sou nova começam logo a abanar a cabeça.
Na verdade antigamente lá me levantava e dava o lugar mas depois comecei a ser mais egoísta, se eu me levanto cedo e vou cedo para ter um banco porque motivo as outras pessoas não fazem o mesmo? Logo percebi que é um problema desgraçado ter que acordar muito cedo e estar ali 1h à seca, sendo que a capela é gelada.
Muitas vezes as pessoas ficam ali ao meu lado a abanar a cabeça, mas como agora sou uma insensível, nem quero saber.
Ora hoje aconteceu exatamente a mesma coisa, cheguei cedo e quando começou a missa começaram a chegar mais pessoas e a encostarem-se ao banco e a olhar para mim.
Uma senhora que até nem tinha grande idade chegou mesmo a dizer-me "podia deixar-me sentar que eu não me seguro de pé e sou mais velha" além de um ataque de tosse que me deu... que foram várias vezes que isso aconteceu... eu disse baixinho ao ouvido da senhora "a senhora não leve a mal mas nem pensar, sabe eu acordei muito cedo para vir para aqui, estou aqui à mais de 1h para ter lugar e segundo estou extremamente cansada tenho dois dias seguidos de tratamento em cima e mal me seguro de pé, vim à missa porque tenho promessa, por isso eu não vou dar o lugar a si nem a ninguém tivesse vindo mais cedo" a senhora ficou a olhar para mim e só disse "desculpe" e eu pisquei o olho e cá para mim fiquei a pensar "olha-me esta chica esperta a esta hora, começas cedo a dar-me cabo da cabeça, começas, começas" e lá continuei a ouvir a missa e a ter um ataque de tosse de vez em quando o que fazia com que as pessoas se afastassem, o que foi ótimo porque quase que não se podia respirar com tanta gente.