4 de abril de 2010

Estou pasmada...


Confesso que não fazia intenções de vir cá deixar um post antes de terça-feira, mas depois do que acabou de acontecer à minutos senti uma enorme vontade de desabafar e como não tenho ninguém que me ature a uma hora desta resolvi passar por cá.
Hoje foi o aniversário de um colega de trabalho, fez uma festinha em casa para o pessoal do trabalho...incluindo o patrão.
E a verdade é que no meio de tudo e todos existe sempre alguem que acaba por se exceder na bebida, deitando uma carrada de asneiras pela boca fora... sinto o certo egoismo de estar a pensar que o homem so cavou ainda mais a sepultura dele, mas também foi melhor cavar a dele do que a dos outros, não fosse o diabo tece-las e ela começar a inventar, mas não felizmente não lhe deu para isso.
Depois do jantar algum pessoal foi embora, uns para um lado e os outros para o outro... o costume.
Fomos três com o chefe a um café... conversamos, rimos, criticamo-nos, criticamos os outros e soltamos muitas gargalhadas à mistura.
Adorei a simplicidade dos momentos que tivemos, a preocupação que aquele "ar de durão" sim o chefe...demonstrou para comigo e fiquei a pensar que ele podia ser assim tão acessivel a maior parte das vezes, que tudo no trabalho iria correr muito melhor, quer o trabalho, o ambiente, as pessoas... tudo mesmo.
E pronto era isto... era para dizer que o chefão surpreendeu-me bastante esta noite, pela positiva claro e como não tinha com quem conversar fiz um breve resumo do que os meus neuronios estão a pensar.
De momento não tenho sono, mas vou ler um bocadinho e pensar seriamente em ir dormir porque amanha tenho os meus pais a acordarem-me às 06:30 para ir à missa das 07:30... lá terá de ser, se fosse um domingo normal certamente não me acordariam, mas como é Páscoa... lá tera de ser.
Mais uma vez desejo a todos um bom fim de semana e uma boa Páscoa.
Beijinhos e obrigado por aguentarem com os meus desabafos mesmo que sejam virtualmente ;)