14 de agosto de 2011

Quando alguém de quem gosto sofre...

... eu sofro imenso também, sexta morreu o pai de um amigo nosso de familia, regra geral, não vou a funerais nem à capela ou a casa das pessoas, mas na sexta fui, porque como amiga da familia do filho mais velho do senhor que faleceu, lá fui eu, quando me viu abraçou-me e chorou e eu chorei também... hoje morreu o marido da Dª R que tem a lavandaria ao lado da loja onde trabalhava no inicio, tinhamos grandes laços de amizade e carinho e ao saber que o marido dela tinha falecido ao fim de uma longa luta contra o cancro, pus-me em andamento e fui à capela, o momento em que eu entrei ela pôs-se de pé e só dizia "oh minha filha, minha querida não sabes a alegria que me dás ao ver-te mesmo estando neste sofrimento todo" e abraçou-me com muita força a chorar eu senti que ela tava a sofrer tanto que também desatei num prato, depois cumprimetei a filha dela e apesar de não ter muita confiança com ela só lhe disse "não guardes só para ti, chora, sofre mas não tentes ser forte" e a rapariga abraçou-me e senti as lagrimas dela a cairem, e claro eu também abri logo a torneira, depois estive com a L. a empregada da lavandaria é como se fosse da familia, abraçou-me e chorou tanto e eu sempre a chorar... não gosto de funerais, deixa-me ainda mais em baixo do que já estou... mas tive a certeza de uma coisa que peço a Deus, que por tudo o que me é mais sagrado me leve à frente dos meus pais e do meu irmão, porque se eu sofro tanto com pessoas por quem tenho um enorme carinho, imaginem o que eu iria sofrer se lhes acontece alguma coisa a algum dos três eu não e não irei resistir, prefiro morrer com eles do que viver sem eles.