30 de agosto de 2012

Era agora que eu queria chamar-me Vera Pereira...

... eu e meio Portugal... certamente, penso eu... ora vejam lá porque como se costuma dizer cosas de la vida , não é para quem quer é apenas para quem pode e é bem verdade.