10 de dezembro de 2012

"O Bairro da Estrela Polar" de Francisco Moita Flores...


"Diana nasceu no bairro da Estrela Polar. Algures em Lisboa. Um daqueles bairros cercado por estradas com muito movimento, isolado da cidade, voltado sobre si, feito de gente que veio de todos os lados do mundo. No Estrela Polar existe o café Futuro de Portugal, dirigido pelo Bazófias, carteirista reformado, burlão de grandes talentos. É aqui que se reúne a quadrilha agora encabeçada por Diana, líder conhecida como a «Robin dos Bosques», que rouba aos ricos para dar aos pobres. Comandados pela bela Diana, Tosta Mista, Zé Cigano, Francisquinho, Batman, Clara, Manela e Paulo monopolizam o tráfico de droga no bairro, deixando a polícia sempre desorientada, e organizam-no para que o crime seja actividade rentável para sair da crise. Quanto mais não seja para financiar a organização do arraial de recolha de fundos para a construção do centro social da igreja do bairro. Diana dirige assaltos e operações perigosas mas não é assassina. Mas a raiva que habita no seu coração contra os homens que destruíram o pai, tem cada um deles uma bala à espera. É essa a sua obsessão. Uma história dos nossos dias, que consegue cruzar a violência com o humor, a ternura e a união de personagens pícaras do submundo do Portugal do século XXI."

Adorei este livro.
Ao longo da sua história tive momentos em que me ri, outros em que me deu vontade de chorar e e outros que me fez pensar quantas Dianas, Claras, Manuelas, Franscisquinhos, Necas e os restantes existem por este mundo fora. É uma realidade que tentamos disfarçar, que tentamos acreditar que não existe, mas infelizmente existe e às vezes bem perto de nós e nem damos por isso. Adorei como já disse, é muito fácil de ler, tem uma linguagem exactamente igual à que os jovens usam nos dias de hoje. Sem dúvida que é um excelente livro.