6 de janeiro de 2013

"Nunca digas adeus" de Lesley Pearse...


"Num chuvoso dia de outono, Susan Wright entrou numa clínica, matou duas pessoas a sangue-frio e aguardou que a polícia chegasse. Terá sido um ato de loucura? Uma vingança planeada? Susan não parece interessada em defender-se e recusa falar. O seu silêncio estende-se a Beth Powell, a advogada a quem é atribuído o caso. Beth é uma mulher de sucesso com uma carreira brilhante mas nada a preparara para o momento em que identifica a autora daquele crime tão bárbaro. Quando eram crianças, Beth e Susan juraram ser amigas para sempre. Vinte e nove anos depois, mal se reconhecem. Mas as memórias dos verões felizes das suas infâncias são suficientemente poderosas para as unir de novo. Enquanto as provas contra Susan se acumulam, elas partilham recordações e revelam os segredos que ditaram o rumo das suas vidas. 
A amizade entre as duas mulheres torna-se cada vez mais forte mas sobre uma delas pende a implacável mão do destino…"


É um livro que nos conta uma história de uma amizade muito bonita entre Susan e Beth, que o tempo e os problemas pessoais de cada uma vez afastarem-se mas que o destino quis que se reencontrassem infelizmente pelos piores motivos. Para mim este livro foi uma surpresa agradável  ao longo da história vão aparecendo pormenores que nem se quer passaria pela cabeça do leitor e mesmo ter acontecido as tragédias que acontecerem senti-me incapaz de não adorar a Susan pela vida que teve e pelo caminho que seguiu. Adorei também a Beth, poderosa e receosa que nem ela mas ao longo da história apaixonei-me pelo romance entre ela e Roy. Gostava que o livro tivesse mais um pouco de continuidade, sinceramente. Adorei é um livro que recomendo sem qualquer dúvida.