30 de outubro de 2013

Tinha mesmo que vos contar...

Entrei no hospital no dia 25/07/2013 com 70kg, eu sabia/sei que é muito peso para mim, mas a verdade é que não estava a ir a lado nenhum com dicas daqui e dali. O facto de ficar no hospital ajudou bastante, uma vez que a comida era uma miséria e a maior parte das vezes nem me dava ao trabalho de levantar a tampa do prato com medo do que dali fosse sair. Passei vários dias sem comer quando estava nos cuidados intensivos, simplesmente com tantas dores e cansaço poderia lembrar-me de tudo menos de comida, a única coisa que eu queria era água ou chá. Depois o pessoal dos intensivos diziam que eu tinha que comer alguma coisa mas eu não tinha fome estava demasiado em baixo para ter fome, lá veio a dietista perguntou o que queria comer, se me apetecia alguma coisa e eu simplesmente só sabia responder "não quero nada, não me apetece nada doutora eu estou bem, só tenho sede" e foi aqui que a Maryzinha meteu a pata na poça ao dizer que só tinha sede, a senhora doutora chegou à conclusão que me ia dar daqueles batidos de morango, caramelo, baunilha e chocolate em substituição da comida... que besta que eu fui ao dizer que tinha sede, enfim.
Depois dos dez dias nos intensivos fui para um quarto particular e eis que a senhora doutora volta a aparecer a dizer que se me apetecesse alguma coisa era só pedir e que ia fazer uma alimentação diferente porque estive muitos dias deitada e a verdade era que não me segurava de pé um segundo sequer. E pronto lá começou a vir um pequeno almoço diferente, bolachas maria para barrar com manteiga... bulhac nunca o fiz confesso, iogurte liquido e o chá, ao almoço normal eu mal tocava, ao lanche lá vinha gelatina, iogurte solido, maçã... é lógico que eu nunca comia nem um terço do que mandavam mas à frente.
Sai do hospital no dia 18/08/2012 com menos 3.500kg e resolvi que tinha que apanhar o lanço e emagrecer, hoje o meu peso é de 63.5kg ou seja menos 6.5kg embora eu tenha consciência de que ainda tenho que perder no minimo 3.5kg e no máximo 4.5kg sinto que vou ser capaz que desta vez vou ter força e coragem de seguir em frente. 
A minha sorte é que não tem nada que me apetece, qualquer comida ou cheiro à comida deixa-me indisposta, as vezes ainda só coloquei a primeira garfada à boca e já não consigo comer mais de tão indisposta que fico. Sei que ainda falta um pouco para eu poder dizer que estou muito feliz com o meu peso, mas também sei que me estou a esforçar para que isso aconteça e para que eu me desenrasque melhor, eu e o sacanita do meu coração que só me tem dado trabalho, as medicas dizem que se eu tiver menos peso certamente sentirei-me melhor, a ver vamos se é assim... o mais não seja pelo menos tenho que emagrecer um pouco mais para vestir os 6 pares de calças que estão no guarda vestidos à minha espera.