29 de setembro de 2017

"Até que a morte nos separe" de Ana Teresa Pereira...


«Não podemos fugir... E no entanto, há momentos em que somos quase felizes, quando de olhos fechados as minhas mãos deslizam pelo seu rosto, num reconhecimento que tem sempre algo de milagre, quando lemos um livro juntos na cama, as faces encostadas, quando nos perdemos no corpo um do outro, quando nos encontramos a nós mesmos no fundo do copo um do outro. Somos quase felizes.Mas o fim é inevitável. Ambos o sabemos. Só não sabemos quando. Ou qual de nós o fará."Tell me you still love me like I love you".Quando o amor acabar...»

Sinceramente, não achei nada de especial este livro.
É justo que é fácil e rápido de ler, tem a letra grande, a linguagem é simples, mas a história em si para mim não foi grande coisa, não teve nada que me conseguisse "agarrar", "prender" à história,mas lá esta nem todos os livros podem ser assim.