Avançar para o conteúdo principal

A maldade humana ultrapassa-me...

Muitas pessoas não têm noção de que a vida é mesmo uma passagem.
Que ninguém vai cá ficar, para sempre.
O que eu não consigo compreender, juro que não... é algumas pessoas serem tão cruéis, mal-educadas, arrogantes (...) com as outras.
Querem tudo, independentemente se têm que "pisar" alguém para obter o que desejam.
É tão deprimente ver o ser humano ser tão mesquinho.
Chega a doer a alma ver certas coisas, quer nas notícias, quer no dia-a-dia quer seja onde seja.
Não sei o que se passa, mas a cada dia que passa sinto dentro de mim que algo se desmoronasse ao ver tanta maldade, tanta arrogância.
Será que as pessoas não se apercebem que tudo pode acabar de um segundo para o outro?
É assim tão difícil entender que nós não mandamos, nem temos poder para decidir nada?
Não sei.
Talvez eu esteja cansada de estar a levar a vida que levo.
De ter a minha vida dependente de uma máquina e olhar para o lado e ver os outros a desperdiçar a vida é algo que esta cada vez mais a atrofiar-me o sistema.
Uns a lutar para terem algo, outros simplesmente a desperdiçar.
Uns a querer com força e vontade, outros a destruir.
Mas isto aplica-se em quase tudo na vida, até no caso daqueles casais que querem ter filhos e não conseguem, enquanto outros só têm filhos por ter e não lhes ligam nenhuma... é só um exemplo entre muitos outros que poderia usar.

Mensagens populares deste blogue

Post chato como a putassa ou putaça...

... não sei, escolham a que quiserem.  Desde sábado que ando arreliada e chateada, comigo mesma e não só. Já ando à 3 semanas com muitas dores no corpo, principalmente costas e pernas, arrepios de frio, mal estar, etc, etc. Feita estúpida este sábado resolvi falar com a médica da clínica a ver se me podia ajudar. Se o arrependimento matasse tinha ficado ali esticadinha no mesmo minuto em que abri a boca. "Ah vamos aumentar o peso porque anda com as tensões muito baixas e é por causa disso" disse a médica eu ainda tentei explicar que não tinha nada a ver com as tensões uma vez que apesar de estarem baixas eu tenho me sentido bem no que diz respeito às tensões e até conseguia ir abaixo do peso 400 gramas no fim do tratamento... "não, não, não, e não vamos subir porque eu é que sou a médica e é que sei". Fiquei f.... mesmo, no seu maior esplendor apeteceu-me mandar dois berros ou até mesmo arrancar as agulhas do tratamento... mas não o fiz infelizmente por uma questão de…

Olá Setembro...

Geralmente considero como um novo início. Uma nova oportunidade. Vamos ver como vai ser a partir de hoje até ao fim do ano. Setembro querido vê só o que te peço... dá-me paz, calma, sorrisos, abracinhos bons e se por algum momento houver momentos mais tristes em que eu tenha vontade de desistir tu dá-me força, fé e coragem para seguir em frente mais uma vez. Por isso Setembro sê bem vindo!!!

Adeus Maio...