Avançar para o conteúdo principal

Aquela pessoa que gosto de encontrar no hospital...

É sem qualquer dúvida o meu médico que me operou ao coração.
Eu até ia meia desmotivada, cheia de sono e cansada, ontem tive uma hemorragia daquelas enormes, tive quase a ter que ir à urgência, mas tenho aqui um material que ajuda a estancar a hemorragia e sempre não pus um "tafulho" como eu lhe chamo até ao neurónio como fazem no otorrino, aquilo além de ser incomodo dá assim umas dores esquisitas, menos mal, que me consegui safar de ir à urgência.
Quanto ao meu médico, regra geral vemo-nos uma vez por ano, mas hoje foi um acaso.
Um feliz acaso.
Estava eu na fila do bar quando me virou e oiço "olá menina"... este olá menina é inconfundível.
Além de o cumprimentar que eu tenho direito a dois beijinhos... perante o olhar sério dos restantes membros da fila, conversamos um pouco até chegar a nossa vez... ainda bem que a fila estava grande que assim tivemos mais tempo para conversar.
Adoro sempre ver este médico além de ser um excelente profissional, é muito preocupado e é super querido e amigo, é pouco mais velho do que eu, daí a "boa onda".
É uma riqueza fico sempre muito mais bem-disposta sempre que o vejo, valha-me ao menos ele para alegrar o meu dia. 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Post chato como a putassa ou putaça...

... não sei, escolham a que quiserem.  Desde sábado que ando arreliada e chateada, comigo mesma e não só. Já ando à 3 semanas com muitas dores no corpo, principalmente costas e pernas, arrepios de frio, mal estar, etc, etc. Feita estúpida este sábado resolvi falar com a médica da clínica a ver se me podia ajudar. Se o arrependimento matasse tinha ficado ali esticadinha no mesmo minuto em que abri a boca. "Ah vamos aumentar o peso porque anda com as tensões muito baixas e é por causa disso" disse a médica eu ainda tentei explicar que não tinha nada a ver com as tensões uma vez que apesar de estarem baixas eu tenho me sentido bem no que diz respeito às tensões e até conseguia ir abaixo do peso 400 gramas no fim do tratamento... "não, não, não, e não vamos subir porque eu é que sou a médica e é que sei". Fiquei f.... mesmo, no seu maior esplendor apeteceu-me mandar dois berros ou até mesmo arrancar as agulhas do tratamento... mas não o fiz infelizmente por uma questão de…

Olá Setembro...

Geralmente considero como um novo início. Uma nova oportunidade. Vamos ver como vai ser a partir de hoje até ao fim do ano. Setembro querido vê só o que te peço... dá-me paz, calma, sorrisos, abracinhos bons e se por algum momento houver momentos mais tristes em que eu tenha vontade de desistir tu dá-me força, fé e coragem para seguir em frente mais uma vez. Por isso Setembro sê bem vindo!!!

Adeus Maio...