8 de agosto de 2018

"O primo Basílio" de Eça de Queirós...


"Escrito em Inglaterra, O Primo Basílio, publicado em 1878, é um romance de costumes da média burguesia lisboeta e uma sátira moralizadora ao romanesco da sociedade da época.
Luísa é uma vítima das suas leituras negativas e da baixeza moral do primo, quando a ausência do marido a deixou entregue ao seu vazio interior. É uma vítima do ócio.
Eça sugere artisticamente os traços psicológicos das várias figuras da obra com os seus dramas, que de forma alguma enfraquecem o clima trágico, denso, do drama da heroína."


Bem, conhecia mais ou menos o conteúdo da história, mas a verdade é que mesmo tendo uma noção consegui ser surpreendida.
Primeiro porque desconhecia todas a outras personagens que fazem parte, depois não imaginava sequer o final.
A verdade é que amei este livro.
Toda a história criada em volta de personagens tão bem caracterizadas e interessantes, cada um à sua maneira, é verdade mas que deram uma contribuição excelente ao desenvolvimento deste livro.
Não estava à espera que a Luísa morresse... confesso, nem de um final tão brando para o Basílio, mas o Eça de Queirós lá deveria saber o porquê deste final, surpreendente.
Ou será que quem esta habituado... como eu... a ler esta sempre à espera de um final, mais ou menos feliz? 
Hmmm acho que é mais isso.
Sinceramente, para quem ainda não teve a oportunidade de ler, experimentem é excelente.
Acho que vou ter que ler outros livros do Eça de Queirós, ficou aqui uma espécie de bichinho da curiosidade... e sim eu dei os Mais na escola, mas quase que me sinto menina de o voltar a ler.