2 de março de 2013

No mundo das urgências...

... vê-se tanta coisa que as vezes faz doer a alma. Ontem tive que voltar a ir à urgência à noite e como se não bastasse eu estar tão em baixo, ainda vim embora com menos dores é certo mas bem pior. Dói ver o desprezo que muitas famílias têm pelos seus velhinhos, a maneira como os tratam, a ignorância como se fossem piores do que animais, isto dói, deprime, faz chorar, faz-me ficar chocada. Como é possível existir gente assim? Quem me dera acreditar que tudo o que vi foi apenas uma visão mas não foi real bem real e tudo isto aliado as minhas dores foi a receita ideal para me tirar o sono toda a  madrugada. Cada vez que me sinto assim, penso que tenho que fazer mais pelos meus pais, não quero que eles sofram como aqueles que vi sofrerem pelo desprezo da família  quero sim que os meus pais tenham a certeza que eu estou ali pronta a ajuda-los no que puder, com carinho, amor e respeito, quero que envelheçam minimamente felizes ao meu lado.