25 de novembro de 2013

Vento, frio, frio e vento...

... é assim que esta para estes lados, exageradamente frio... pelo menos para mim, florzinha de estufa que reclama que se está frio, tá frio, se está sol está sol, enfim à frente. Cada vez que penso que tenho que ir lá fora fico assim meia abatida e psicologicamente frágil, só vejo as arvores a abanar com imensa força e montes de folhinhas a voar e no chão, é um cenário giro é sim, mas só se eu não tivesse que sair, mas como não é o caso, lamenta-se. Viva as lareiras, os aquecimentos, os lençóis, pijamas e casacos polares sem eles a minha vida ia conseguir ser ainda mais deprimente do que já é. Entretanto está aí o natal, já fiz a lista de prendas, tenho o orçamento mais ou menos pronto e já tenho 6 prendas encomendadas, embora este ano tenha três prendas assim para o mais importantes em que não sei mesmo o que comprar, vamos ver se me vou conseguir orientar. Ah ainda não fiz a carta ao pai natal... engraçadinha até parece que o fazes, não fazias em criança vais agora com está idade querer escrever ao pai natal, mas pior do que isso tudo é ter a certeza que o fulano me mandaria pastar... a ver vamos como correm as coisas.