24 de julho de 2015

A incompreensão das pessoas...

Nem acredito que ainda existem pessoas que são capazes de me deixar a olhar e a pensar "não é possível".
Ontem fui fazer um exame ao hospital um tac e qual o meu espanto quando me deparo com gente tão tapada e egoístas que não conseguem compreender que se entra alguém da urgência com pulseira cor de laranja que tem prioridade sobre quem esta com o exame marcado.
Mas e as pessoas entenderem isto??? É difícil... fiquei sem perceber se fazem de proposito, se são tapadinha e ao fim de 5 ou 6 explicações da mesma coisa continuam a bater na mesma tecla ou se simplesmente são arrogantes ao ponto de não quererem entender e só saberem mandar vir.
É cansativo... depois dizem que o pessoal que trabalho nos hospitais são estes e aqueles, as pessoas abusam da paciência até de um santo.
Uma miúda arrogante do pior que já vi em toda a minha vida... que para ser sincera até me deu vontade de a abanar e lhe pregar um belo par de estalos pelo excesso de arrogância e falta de educação... tratou o senhor da secretarias as auxiliar e até mesmo a responsável pelo serviço de radiologia pior que sei lá o que porque o pai já é idoso e estava à 6 horas sem comer e que ninguém o ia passar à frente independentemente se tinha ou não pulseira de que cor fosse e viesse da urgência... mas passaram e muito bem se são casos de urgência tem todo o direito de o fazer, afinal de contas as regras são essas.
Outra foi ter com uma senhora que estava lá com o filho a rapariga trabalha no hospital e o filho estava com pulseira laranja, a rapariga não podia cumprimentar as pessoas conhecidas que lá trabalham que o raio da outra fulana levantou-se veio ao pé dela e disse "a que horas tem o exame marcado, diga que quero saber, diga" e eu ao lado sentada só pensava "ai f.... isto é só tolos" a rapariga que estava com o filho educadamente disse que o filho tinha pulseira laranja... coisa que nãos e via porque o rapaz estava de casaco e que depois o tirou o casaco e verificou-se isso mesmo... a rapariga pediu à funcionária que fosse explicar à senhora como funcionava e a pobre funcionária pela milésima vez explicou tudo do início.
Ai senhor esta falta de compreensão, esta mania de armarem um chiqueiro por tudo e por nada é daquelas coisas que me faz uma confusão do c... é que quando as pessoas devem falar calam-se muito bem caladinha e por outras coisas sem sentido armam logo uma tenda.
Aquilo é saturante desconfio que se tivesse no lugar dessas funcionárias/os, me parava o cérebro e me passava da cabeça, é que repetir sempre a mesma coisa, cansa e torna-se chato.
Parece mentira mas é verdade o ser humano as vezes é irritante.