31 de julho de 2015

Faz hoje 2 anos...

... que eu fui operada ao coração, a primeira vez no meio de alguma aflição e sofrimento, no dia 5 de Agosto foi a segunda operação. Duas operações seguidas e muito sofrimento e um sorriso cada vez que me lembro do que me disse o médico que me operou "caramba miúda quase que "escorregavas" de vez mas nós não deixamos".
Se à dois anos alguém me tivesse dito que eu ia estar assim como estou hoje em dia, bem com certeza que não iria acreditar.
Foi sofrimento a mais, lágrimas, dores, receio, dificuldades, nos primeiros tempos chorava sem parar porque não via melhoras nenhumas, continuava a sofrer dia atrás de dia, graças a Deus as coisas começaram a endireitar e hoje olho para trás e vejo que esse sofrimento não foi em vão, que afinal valeu a pena tudo o que passei.
Hoje olhando para trás, consigo ver as diferenças e as batalhas que fui vencendo, perdi 14 kg, não tenho tanta falta de ar, apesar de não poder exagerar nos esforços, adquiri hábitos de vida mais saudáveis e melhor que isto tudo, sinto-me bem, bem melhor do que andava antes de ser operada.
Sigo os meus tratamentos, consultas, control de sangue, tudo direitinho, não suporto pensar que possa ter que voltar ao hospital, ganhei uma espécie de medo,... isto é piadético para quem anda no hospital desde os 10 anos mas é verdade... alergia ao hospital e às urgências, uma das minhas médicas diz com frequência "aquilo é que foi um susto jeitoso, quem diria que tu agora até tens medo de ir ao hospital" eu sorrio e digo "nada disso" e ela diz "se eu não te conhecesse"... costumo dizer, não é medo, é receio.
Não quero por nada deste mundo voltar a passar o que passei e o que estiver ao meu alcance para não chegar a tal situação eu irei fazer... quer dizer eu nunca tive culpa pelo que aconteceu, se aconteceu foi porque tinha que ser, pelo menos penso assim.
Então um brinde a mim por não ter "escorregado de vez" e ainda cá estar a meter algum nojo ;)