21 de abril de 2016

Detesto profundamente...

Quando as pessoas me estão a calcar.
Sem dúvida que é das coisas que mais detesto com todas as minhas forças... as poucas que ainda tenho.
Não gosto que me estejam a espezinhar, a tentar humilhar a fazer seja o que seja, eu sou um ser humano como qualquer um, tenho sentimentos, posso não ser a melhor pessoa do mundo a demonstra-los, porque simplesmente não quero, não pode ser toda a gente daquele gênero de andar aos beijinhos e abracinhos, a chamar, amor, paixão e essas coisas.
Eu não sou assim.
Vou fazer 31 anos, nunca, fui assim.
Não me parece que agora vá mudar.
Eu não tenho que mudar para agradar ninguém, porque simplesmente não falto ao respeito a ninguém sendo assim como sou.
Eu já disse muitas vezes que não vou mudar a maneira como sou só para agradar a quem quer que seja.
Eu tenho respeito, educação, modos e consideração pelos outros trato bem as pessoas, nunca ninguém teve que vir tocar à campainha por ter tratado alguém com falta de respeito, agora não me podem exigir que ande por aí a chamar querida a qualquer pessoa, muito menos meu amor.
Não vou mudar a maneira como sou, para me tornar uma pessoa falsa, e vazia, que generaliza tudo e todos, nisso é certo, não mudo, ponto final na história.
Quem não estiver bem que se ponha.