9 de janeiro de 2011

A diversão numa noite de tratamento…

Se existe coisa que considero muito importante sempre que vou para a clínica é quem esta a trabalhar, lá esta como em todos os lados existe gente muito porreirinha e outros que estão ali pelas almas do divino espírito santo.
O enfermeiro Z.P. geralmente faz muitas noite no meu turno, além de muito giro… é vero ;)… é super simpático e brincalhão e então quando faz noite com a enfermeira C. tá o caldo entornado é só javardice… a C. é uma simpatia muito simples, super querida e preocupada.
Apesar do cansaço do tratamento e da dificuldade em lá estar as 4 horas sentadinhos sem mexer, quando aqueles dois estão a trabalhar as gargalhadas e as asneiras são o auge naquela sala.
Adoro aqueles momentos de diversão e boa disposição… é a tentar acertar com a luvas no saco do lixo, a uma distancia bem interessante lool... depois é a guerra em que disparam seringas com soro uns contra os outros, depois rola a pega por causa do futebol… enfim mil e uma coisas que eu como sendo uma pessoa extremamente “pestinha” adoro.
Apesar dos apesares como diz o outro tem noite em que as coisas até são divertidas, mesmo quando se sai aos "tombos" de lá quando olho para o espelho no vestiário sinto-me feliz por conhecer aquelas pessoas fantásticas que me conseguem deixar a rir e a chorar de alegria... no meio de tanta tristeza e cansaço.
O pior é quando uma pessoa dá de cara com a capa do JN de quinta-feira onde diz que tem que reduzir os custos da hemodiálise nas clínicas… tá bonita tá Sócrates, reduz é no teu salário isso sim seu postal.