11 de setembro de 2012

Livro a ler # 17...



"Na madrugada de uma manhã de inverno, um avião explode a grande altitude sobre o canal da Mancha. No meio dos restos de corpos, dos destroços dos carros de bebidas, de cobertores e máscaras de oxigénio, duas pessoas precipitam-se sem paraquedas em direção ao mar. Agarrados um ao outro durante a sua longa queda, entoam canções rivais até abrandarem a velocidade de descida, flutuando com leveza antes de atingirem a superfície das águas, por sobre a qual caminham depois para finalmente serem descobertos numa praia inglesa, vivos.
Gibreel e Saladin foram escolhidos (por quem?) para protagonizarem a eterna luta entre o Bem e o Mal.
Na grande roda deste livro, em que o passado e o futuro se perseguem furiosamente, Salmon Rushdie arrasta os leitores ao longo de uma jornada épica, feita de risos e de lágrimas, de histórias maravilhosas e espantosos rasgos de imaginação, de uma jornada para o mal e par o bem que habitam juntos no coração de cada mulher e de cada homem."


Ainda não entendi muito bem o que foi que captou o meu interesse neste livro, mas a verdade é que fiquei com vontade de o ler.