6 de junho de 2013

Das desilusões da vida...

As vezes apanha-se assim umas desilusões sem estarmos a contar, são mais forte do que nós e parece que nos tombam por completo. Ontem apanhei uma tão grande, mas tão grande, que naquele momento fiquei sem conseguir respirar, fiquei aflita, só senti as lágrimas a percorrerem o rosto, foi como se alguém me tivesse tirado o ar e eu visse o fim à minha frente, doeu tanto, não sei se foi o impacto, o medo ou até mesmo tudo junto, a verdade é que fiquei muito abalada, sabia que isso poderia acontecer mas no fundo esperava que isso nunca acontecesse, foi uma desilusão enorme, uma dor sem fim, um sentimento frustrado e intenso é tão mau quando o passado te bate à porta e pensas que tens tudo resolvido e vai-se a ver e não, ainda sofres tanto, mas tanto como se tudo estivesse a passar no momento.