6 de janeiro de 2015

Ano novo vícios antigos...

Eu sou daquelas pessoas que tenta e luta para ser uma pessoa melhor.
Quero melhorar como pessoa, quero poder ajudar... dentro das minhas possibilidades... quem precisa, quero ter um sorriso no rosto mesmo nos dias mais difíceis e quero respirar fundo as vezes que forem precisas e travar o que quero dizer... cheguei à conclusão que existe coisas que não valem a pena para uma pessoa se chatear.
Luto por isto e muito mais todos os dias.
Dia após dia, quando consigo alcançar estas minhas pequenas metas sinto-me bem mais tranquila e satisfeita comigo mesma, mas depois olho para o lado... como foi o caso de ontem... e vejo pessoas a falaram mal umas das outras a serem falsas e mal educadas a fazer pouco deste e daquele e fico arreliada, lixada e frustrada, porque por muito que eu queira melhorar como pessoa não consigo entender o porque de ainda existir tantas gente reles neste mundo.
É suposto dar "a mão" a quem precisa, ajudar e não enterrar ainda mais quem esta com problemas seja do que seja... neste caso em particular falo de uma senhora que começou a fazer tratamentos na clínica no final do ano passado e de outras duas senhoras que já lá andam à uns meses e que só estão bem a fazer pouco e a falar mal da senhora nova... sinto raiva e vergonha de gente que só se sente bem com a desgraça dos outro.
Resumindo, o ano muda, tu tens objetivos, tu lutas para seres melhor e vai-se a ver e existe gente que nunca vai conseguir melhorar apenas piorar... a vida é mesmo assim.