9 de abril de 2015

Muito gosto...

Quando as pessoas insistem em me fazer de estupida.
Não vos passa pela cabeça como adoro tal coisa.
Eu até deixo as pessoas gozarem do espetáculo à vontade porque mais cedo ou mais tarde tem volta, lá isso tem, eu posso dar a entender que esqueço, mas não esqueço, fica na reserva para quando menos esperarem eu disparar no sentido certo. 

Depois ficam com o ar meio de paspalho a olhar para mim e dizem "ahhh"... 
É ahhh é, pensais que eu passo a vida a dormir.