14 de junho de 2016

"Orphan Black"...


Espante-se quem puder que a primeira vez que li sobre o que se tratava esta série, clones, pensei "ah não".
Comecei a ver, simplesmente por ver, sem grande expectativa nem grande vontade.
Para minha enorme surpresa, fiquei completamente viciada.
Vi as quatro temporadas seguidinhas, agora o Netflix diz que o próximo episódio só sai para o dia 17... vá não é assim tão mau, podia ser pior, podia.
Como já disse o Orphan Black é uma série sobre clones, ou seja, a Tatiana Maslany, a actriz principal interpreta várias personagens que vão aparecendo ao longo da série, a Sarah Manning, Cosima, Alison, Helena, Rachel, Beth e mais uma ou outra que apareceram e morreram logo.
A história baseia-se na descobertas dos novos clones e na solução para combater a sua morte, devido a "falhas" genéticas.
Gosto imenso do ordan Gavaris também tem um papel muito engraçado, o de Felix que é irmão adotivo da Sarah Manning, é um gay excêntrico, prestável e na minha opinião é "colher para toda a obra" ajuda tudo e todos.
O Dylan Bruce, também é interessante apesar de já ter morrido.
Ah e também gosto da Kira a filha da Sarah Manning...e  gosto de outras personagens também.
Tatiana Maslany tem um talento incrível ao interpretar tantas personagens na mesma série, sem dúvidas que fiquei uma grande fã da rapariga.