21 de junho de 2017

"Tempestade de areia"...




Este filme passa-se no Sul de Israel.
Layla... Lammis Ammar... é uma jovem que frequenta a universidade e tenta tornar-se um pouco mais "moderna" ao aprender a conduzir e ter estudos.
Layla tem uma paixão secreta por Anuar... Jalal Masrwa...  que a sua mãe Jalila... Ruba Blal... não aceita.
Vemos também a história do segundo casamento do pai da Layla que é o Hitham Omari bem como o trauma e as dificuldades que a primeira mulher tem em aceitar o segundo casamento e a segunda esposa do marido.
Neste filme focam um pouco aquela história do pai arranjar o casamento para a filha, independentemente de ela querer ou não.
Neste filme podemos ver que existe uma vertente entre os valores religiosos e preocupação com a filha.
Existem coisas que eu nunca fazia ideia que existissem... tradições própria daquelas zonas.
Meteu-me um pouco de confusão o facto de após o segundo casamento o chefe da família desprezar tudo o que tinha a ver com o primeiro casamento e neste caso refiro-me às filhas, que chegaram a passar fome, enquanto que a segunda esposa vivia com todo o conforto quer nas instalações quer a nível de alimentação.
É um filme calmo, mas que me deixou a pensar imenso sobre as tradições que vão por esse mundo fora.
Neste caso Layla sacrifica-se para ajudar a sua família.