25 de junho de 2018

"A irmandade do santo sudário" de Júlia Navarro...



"O maior milagre de todos está prestes a acontecer Um incêndio na Catedral de Turim e a descoberta de um cadáver mutilado são os acontecimentos mais recentes numa série de outros, todos eles inquietantes, em torno do misterioso sudário que milhões de pessoas acreditam ter sido a mortalha de Cristo. Aqueles que ousam investigar o sucedido serão apanhados no fogo cruzado de um conflito milenar gerado por sacrifícios de sangue, assassínios e sociedades secretas ligadas aos dúbios Cavaleiros Templários. 
A Irmandade do Santo Sudário atravessa séculos e cruza continentes, desde os céus tempestuosos sobre o Calvário até às modernas cidadelas de Istambul, Nova Iorque, Londres, Paris e Roma, passando por intrigas e traições em Bizâncio e nas cruzadas, até que atinge o seu clímax nos labirintos subterrâneos de Turim, onde serão expostas verdades espantosas acerca da história de uma fé, das paixões humanas e do maior milagre de todos…"



Gostei imenso deste livro e de toda a sua história.

Estava tão bem organizado que foi fácil de entender o passado e o presente que a escritora quis nos dar a conhecer.
O mistério esteve sempre presente, permitindo-me "imaginar" várias situações e até outro final.
A verdade é que fiquei surpreendida com o final, estava à espera de outro final, não que este não tenha a sua lógica, porque tem, mas uma pessoa habitua-se aos finais "perfeitos" e isso nem sempre acontece, como foi este caso, mas isso não desvaloriza o livro/história, muito pelo contrario.
É um livro muito interessante.