28 de junho de 2018

Bem feita Mary que é para aprenderes...

Hoje tive que ir ao hospital com a minha mãe, aproveitei e fui procurar o meu cardiologista pois desde sexta-feira ando com umas dores esquisitas principalmente se respirar fundo ou fizer esforços.
A secretaria indicou-me onde o poderia encontrar.
Lá o encontrei disse que precisava de uma opinião expus o caso e levei como resposta "ah hoje não tenho mesmo espaço nenhum para te atender, depois vou de férias se aguentares eu volto a 16 aparece às 16 horas se vires que não aguentas passa na urgência".
Eu imagino a minha cara só disse "ok muito obrigado" e virei costas.
Pelo amor da santa não tinha 1m para me auscultar pelo menos?
Se eu fosse daquelas doentes que esta sempre la enfiada a queixar-me era como o caraças agora eu só vou as consultas se lá fui é porque não me sinto "normal", tudo bem que podia ir à urgência mas toda a gente sabe que ir à urgência além de no mínimo ter que lá estar 7 horas anda tudo cheio de vírus, logo eu que tenho as defesas mais baixas tenho que ter cuidado.
Ora vim embora, chateada comigo mesma por ter tido a triste ideia de ir ter com ele a pedir ajuda.
Sinceramente.