2 de janeiro de 2014

"O Homem de Constantinopla" de José Rodrigues dos Santos...


"O Império Otomano desmorona-se e a minoria arménia é perseguida. Apanhada na voragem dos acontecimentos, a família Sarkisian refugia-se em Constantinopla. Apesar da tragédia que o rodeia, o pequeno Kaloust deixa-se encantar pela grande capital imperial e é ao atravessar o Bósforo que pela primeira vez formula a pergunta que havia de o perseguir a vida inteira:
"O que é a beleza?"
Cruzou-se com a mesma interrogação no rosto níveo da tímida Nunuphar, nos traços coloridos e vigorosos das telas de Rembrandt e na arquitectura complexa do traiçoeiro mundo dos negócios, arrastando-o para uma busca que fez dele o maior coleccionador de arte do seu tempo. 
Mas Kaloust foi mais longe do que isso. Tornou-se o homem mais rico do planeta.

Inspirado em factos reais, O Homem de Constantinopla reproduz a extraordinária vida do misterioso arménio que mudou o mundo - e consagra definitivamente José Rodrigues dos Santos como autor maior das letras portuguesas e um dos grandes escritores contemporâneos."



Mais uma vez consegui ficar rendida ao José Rodrigues dos Santos. A primeira parte desta história é fascinante. Fiquei a conhecer o império Otomano, as tradições, as lutas de cada personagem e as conquistas de Sarkisian. já estou no segundo volume da história "um milionário em Lisboa" e estou a adorar embora esteja bastante curiosa para ver como as coisas se vão encaminhar. Estou a adorar, é um livro muito bom que merece ser lido por quem gosta de ler... recomendadíssimo.