17 de janeiro de 2014

"Um milionário em Lisboa" de José Rodrigues dos Santos...


"Baseado em acontecimentos verídicos, Um Milionário em Lisboa conclui a espantosa história iniciada em O Homem de Constantinopla e transporta-nos no percurso da vida do arménio que mudou o mundo - confirmando José Rodrigues dos Santos como um dos maiores narradores da literatura contemporânea. 
Kaloust Sarkisian completa a arquitectura do negócio mundial do petróleo e torna-se o homem mais rico do século. Dividido entre Paris e Londres, cidades em cujas suítes dos hotéis Ritz mantém em permanência uma beldade núbil, dedica-se à arte e torna-se o maior coleccionador do seu tempo. 
Mas o destino interveio. 
O horror da matança dos Arménios na Primeira Guerra Mundial e a hecatombe da Segunda Guerra Mundial levam o milionário arménio a procurar um novo sítio para viver. Após semanas a agonizar sobre a escolha que teria de fazer, é o filho quem lhe apresenta a solução: 
Lisboa. 
O homem mais rico do planeta decide viver no bucólico Portugal. O país agita-se, Salazar questiona-se, o mundo do petróleo espanta-se. E a polícia portuguesa prende-o."

Pois bem, o que é bom acaba depressa. Se por algum motivo... coisa que não aconteceu... eu tivesse alguma dúvida da enormidade do José Rodrigues dos Santos, este último livro, faria desaparecer qualquer dúvida.
Adorei a história, aqueles pormenores dos negócios do petróleo, das ações, das várias viagens, do seu desejo de obter a imortalidade e até mesmo e até mesmo das artes que colecionou, foi tudo tão pormenorizado que a sensação que eu tinha enquanto lia era de que estava a viver a história na minha cabeça naquele momento. Estou fascinada, sem dúvidas, agora é aguardar que o José Rodrigues dos Santos lance muitos mais livros... e o engraçado é que cada vez são melhores, surpreendem-me sempre. Se existisse uma nota para classificar seria um excelente com todo o seu mérito.