3 de junho de 2014

"Pérolas" do meu tio...

Breve descrição do homem... sessenta e tais anos, foi emigrante "la na França" como ele diz, sabedoria em pessoa, sabe tudo e mais alguma coisa... mentira é burro como um calhau... uma conversa com aquele homem é tão ou mais difícil do que falar com um maluco, nunca se chega a lado nenhum e ele vai batendo sempre na mesma tecla mesmo quando não sabe do que fala, pois ele tem sempre que ter razão mesmo que o preto seja preto e ele insiste que é branco. 
Nas conversas dele aparecem sempre umas palavras engraçadas, que muitas vezes paramos o que estamos a fazer e olhamos uns para os outros ou até mesmo se estivermos com a boca cheia corremos o sério risco de nos cuspirmos todos.
Eias alguns exemplos que apanhei estes dias.

* "Estava no comprutador"... está é fácil o homem queria dizer que estava no computador, porem a gente disse computador e o homem insiste no comprutador.

* "O melhor é o médico passar uma radioafia"... não me cuspi toda nesta porque consegui engolir o café num instante, radiografia eras isto que ele queria dizer.

* "É como uma consulta de ginitologia"... ah ah ah está foi genial ele queria mesmo dizer genecologia, já tinha um colega meu o P. que uma vez a professora de Francês disse que tínhamos que fazer a arvore genealógica e o rapaz dizia muito inocentemente "o que é isso da arvore genecológica?" 

* "O meu filho mais novo diz que aquilo parece a casa bi batha como dava na televisão"... aqui eu confesso que me deu vontade de rir tanto que saí sala fora... big brother tio... big brother... e até compreendo que não saiba dizer mas mais vale dizer a casa das câmeras do que semelhante asneira. 

* "Se ela gostasse a gente ai por aí abaixo e comíamos uma dosa e pronto"... uma dose homem, dose, vai lá ao restaurante pedir uma dosa, vai, vai.

Ora bem estas recolhi o outro domingo e este que passou, vou estar mais atenta a ver o que se apanha mais... ufff!!!!!