1 de julho de 2014

Daquelas conversas que ouves sem querer...

Fulana A: Isto está mesmo mau, uma pessoa só em comida e essas coisas gasta um dinheirão, não tenho dinheiro para nada.
Fulana B: Mas olha não continuas a viver em casa da tua mãe?
Fulana A: Ah isso sim é verdade e não pago renda nem nada mas mesmo assim gasto muito dinheiro.
Fulana B: Imagina eu que pago apartamento, comida, água, gás e essas coisas todas, não pensas em comprar uma casa, apartamento, algo teu?
Fulana A: Deves estar maluca, mas olha vamos falar de coisas mais bonitas, então onde vais de férias?
Fulana B: Férias? Nem pensar nisso vamos uns dias até à praia com os miúdos e levamos umas sandes porque não se pode andar a gastar assim dinheiro e tu já não vais a mais nenhum lado pois não? Este ano já foste de férias
Fulana A: Estas maluca? Eu só fui lá abaixo uma semana, agora vamos ao Algarve e ainda não se decidiu o outro sitio.
Fulana B: Vais assim três vezes por anos de férias? Como é que aguentas?
Fulana A: Ai tem de ser eu preciso muito de descansar e ainda assim três vezes é pouco.
Fulana B: ...com o maior ar de pascásia...
Mary pensa: meu Deus do céu tanta crise e tanta necessidade eu até fico mais burra do que já sou ao ouvir estas coisas, juro que sim.