23 de novembro de 2014

"A árvore da noite" de Truman Capote...


"Livros do Brasil, revelaram ao público português este jovem escritor norte-americano, precisamente com o seu primeiro romance que, em 1948, o colocou, aos vinte e três anos, na primeira fila dos escritores do seu país: Other voices, other rooms, publicado com o título Outras terras, outras gentes. Todas as qualidades e a originalidade profunda deste homem de quem um critico disse que "à semelhança de William Faulkner, possui o dom de pintar com palavras um mundo", e que fizeram o êxito do seu primeiro livro, tão estranho e tão belo, se encontram refinadas nos contos admiráveis reunidos neste volume: a capacidade de criar e descrever situações misteriosas, momentos angustiantes, emoções subtis, numa linguagem esplêndida do colorido e sensualidade.
Os contos de A árvore da noite são do melhor que tem sido escrito nesse tão difícil gênero, e classificam definitivamente o jovem escritor nascido em Nova Orleans como uma personalidade notabilíssima, perturbante, excecional."

Este livro não é apenas uma história, são várias histórias, ou melhor, bocados de várias histórias, tem uma ou outra com a sua piada, por exemplo "O homem que comprava sonhos", "Singularidades de Miss Bobbit" foram as que eu mais gostei.
É um livro que se lê bem, confesso que esperava muito mais, uma vez que é do Truman Capote... mas pronto não se pode ter tudo na vida, era ótimo que todos os livros nos conseguissem surpreender mas as vezes isso não acontece.