13 de maio de 2015

"Contigo para sempre" de Takuji Ichikawa...


"Quando Mio, de vinte e nove anos, morre de doença, deixa para trás Takumi, um marido problemático, e Yuji, o filho de cinco anos. Mas um dia, enquanto estes passeiam num bosque, eis que a reencontram, confusa e sem qualquer memória do que lhe aconteceu. Mio quer saber o que esqueceu, por isso o marido conta-lhe a sua história, à medida que procura respostas para a reaparição da mulher e tenta reconciliar-se com a perspectiva de a ir perder uma segunda vez… Um romance mágico e comovente sobre o poder redentor do tempo e das recordações.
Contigo Para Sempre é a história de amor mais lida no Japão e em Hong Kong, cujo enorme sucesso inspirou um filme, uma série para a televisão e uma banda desenhada."


É uma história de amor um pouco diferente daquilo a que possa estar habituada, o facto de ser diferente e de meter fantasmas e assuntos esquisitos lá para o meio não faz com que não seja bonita, porque é uma história bonita, mas também não é nada de fantástico.
Deu para passar tempo, apesar de ter feito uma leitura um pouco lenta... não sei se foi pelo facto de não ser nada de extraordinário ou pelo que foi.
Uma grande lição que este livro nos transmite é de que somos capazes de nos aperfeiçoar no que quer que seja, basta querermos e termos vontade... e essa foi a parte que mais gostei do livro a lição de amor e dedicação que ele transmite.