29 de agosto de 2017

O ser humano esta cada vez mais ignóbil...

Sempre gostei da palavra ignóbil... por ser diferente.
Em tempos usei muitas vezes esta palavra.
Hoje venho usar novamente.
Ontem ao entrar na clínica ouvi uma espécie de gemer, pensei "pode ser algum doente novo, talvez tenha algum problema".
Quando chego à sala de espera que estava cheia de gente, sai do elevador e dou uma vista de olhos a ver se via alguém novo pois o gemido continuava, em alto e bom som, ainda estava de pé quando me apercebo que uma senhora está a gemer, com os olhos todos revirados, ou seja, estava a passar mal.
Desculpem o termo que vou usar, não houve uma puta duma alma, que pedisse auxílio para a senhora, a sala tinha mais de 10 pessoas e ninguém se deu ao trabalho de chamar uma auxiliar, um enfermeiro ou seja quem seja, ninguém chamou ninguém.
Quando me deparo com aquilo, só tive tempo de atirar os meus sacos para uma cadeira e ir a correr pedir ajuda aos enfermeiros, que levaram logo a senhora para dentro.
Como é que é possível ninguém ter feito nada?
Estavam ali todos, a senhora gemia por todos os cantos, de olhos revirados, quase a cair abaixo da cadeira e ninguém fez nada de nada.
Passei um tratamento de porcaria só a pensar naquilo.
O ser humano esta cada vez mais egoísta, mais egocêntrico, mais estúpido e mais imbecis, só querem saber deles próprios, não se dignam a prestar auxílio a quem necessita de ajuda, são incapazes de ter um gesto nobre.
Aquilo irritou-me tanto, mas tanto, que ainda hoje ando com o estômago e os neurônios as voltas.
Meus Deus, que sociedade mais deprimente, cada vez estão piores.
Onde anda o lado humano e solidário de algumas pessoas?
É triste e deprimente viver numa sociedade em que algumas pessoas só pensam nelas próprias.
É como diz o outro, "se morrer,  morreu, deixa para lá desde que não seja comigo".
É uma tristeza as pessoas serem assim... uma grande tristeza.