21 de agosto de 2017

Sobre as festas de domingo...

Vou escrever por tópicos, o que foi bom, o que foi mau e mais algumas opiniões à mistura.

*Primeiro ninguém merece um batizado logo as 9h da manha, primeiro porque fui ao tratamento no sábado à noite, dormi mal toda a noite e tive que me levantar muito cedo, é lógico que fui com uma farda em cima de mim que nem era boa.

*A comunhão foi a seguir as 9:45h e eu só pensava, sempre não podemos estar todos na igreja por que raio não me deixaram em casa a dormir mais um bocadinho, eu disse que levava o meu carro mas o meu pai começou logo com o "vais com nós"... que lindo.

*O que me valeu foi haver lá um café próximo para eu ir encharcar-me de cafeina se não nem imagino como seria o dia todo.

*Quer a menina do batizado, quer o irmão da comunhão iam muito bonitos.

*Lá esta estas comunhões são de filhos de emigrantes, maioritariamente avec... foi uma alegria.

*A festa os filhos do meu primo também estava recheada de avecs por todos os lado.

*No que diz respeito ao comes e bebes esteve bom, apenas uns apontamentos negativos no que diz respeito à pouca fruta e restantes sobremesas, acho que aí falhou um bocadinho.

*Vamos à parte mais engraçada... as roupas, é aqui que vem a parte engraçada e curiosa, as minhas tias foram mais bem vestidas que no casamento do meu primo, desta vez elas iam vestidas para um casamento o que se tornou um bocadinho exagerado para a festa que foi.

*Notou-se bem o odiosinho existente entre um dos meus tios e um dos meus primos, ficaram um numa ponta e o outro na outra... não fosse o diabo resolver brincar.

*Também não achei grande piada irmos tirar fotografias para casa de outro meu primo, bem sei que este que veio da França vive num apartamento, logo podia ter usado os jardins da casa da mãe em vez dos do irmão, o que para o meu tio que não se dá com o sobrinho tornou-se um pouco constrangedor, como podem imaginar.

*As fotografias ficaram engraçadas.

*A fotografa levou o filho mais velho para a ajudar e o rapaz só se ria quando as minhas tias diziam que a fotografa as pusesse mais magras... ah ah ah cada vez que me lembro da cara do moço começo à gargalhada.

*Ah fiquei um pouco extra loira mais, fui no sábado à cabeleireira e ela disse "o que vais fazer" e eu disse "olha sinceramente não faço ideia o que sugeres?" ela la mexeu no cabelo e disse "eu fazia mais umas madeixas um pouco mais claras por aqui e por ali" e olhei para ela e disse "se fazias, faz" pronto deixei as mãos dela, confio nela como sempre já são muitos anos que vou a ela.

*A fulana que se casou com o meu primo ia com um vestido com as mamas todas de fora só faltou mesmo ver a ponta do seio, e com uma carrada de maquilhagem que sinceramente quando a vi só me lembrei dos travestis aqueles que fazem espetáculos... jesus aquilo para limpara à noite deve ter sido lindo. À noite a moça apresenta-se com um calção daqueles hiper mega curto, que eu usaria para fazer limpezas em casa ou até dormir. Uma coisa era se ela tivesse corpo para usar, outra coisa é, como é que eu digo, um autentico saco de batatas descangalhada e usar aquilo, mas não é só ela, havia lá um casamento em outra sala que o Senhor me perdoe mas mais parecia que as fulanas trabalhavam sei lá onde, super fortes, com aqueles micro vestidos que se se mexessem um bocadinho mais rebentava logo.

*Encontrei a J. e o J. nesse casamento e assim que o j. me viu disse "uii aposto que não tens aves raras na tua festa como na que estamos"... e a J. só se ria, diz ela "oh miga cada modelo" pois e eu bem vi quando começaram a andar no fora e dentre... Deus me livre, ou não existe espelho, ou perderam o neurônio de vez, ou então já vale tudo seja bom ou mau, mas que era uma desgraça era e das grandes.