10 de outubro de 2010

De volta, mas com más noticias

Pois é afinal o fim de semana de reflexão foi o inicio de um enorme pesadelo.
Á 15 dias atrás tal como tinha dito fui a um fim de semana para reflectir um bocadinho sobre o que devia ou não fazer á minha vida... fui a Fátima, é um local que adoro ir pois apesar de me sentir sempre com imensa vontade de chorar sempre que lá entro sinto-me muita paz.
Fomos no sabádo, sentia-me muito cansada tal como já andava á muitos dias, mesmo assim no sabádo à tarde optei por ficar a descansar no hotel uma vez que me sentia muito em baixo.
No domingo foi a surpresa acordei com a visão completamente turva, não via quase nada á minha frente além da sensação de que a qualquer momento iria cair para o lado de tão fraca que me senti.
Durante a missa de domingo não aguentava as dores de cabeça e a visão turva tiveram mesmo que me levar para o centro de saúde de urgência que exise lá no santuário... diagnostico, tensões super altas e extrema alteração da visão, foi-me aconselhado que mal voltasse ao Porto deveria de me dirigir as urgências.
Mas como sempre teimosa como sou senti que já estava melhor.
Na segunda feira acordei ainda com a visão pior e andei o dia todo sem ver um palmo á frente e a sangrar pelo nariz, mas mesmo assim continuei a trabalhar e ignorei tudo.
Na terça, ma indisposição tipo sensação de que tinha comido "meio mundo" ao fim do trabalho quando regressei a casa era só vomitar e mal estar toda a noite esta ramboia.
Como não me segurava de pé na quarta pedi à minha mãe que me trouxesse à urgência uma vez que não me aguentava com tantas doress principalmente na barriga.
Dia horrivel... exames, exames e mais exames, primeiro que o diagnostico fosse feito foi uma eternidade, até que na sexta decidiram que tinha mesmo que ser operada de urgência aos intestinos pois tinha aperecido qualquer coisa que não conseguiam ver, so abrindo mesmo, paea juntar à festa o meu rim transplantado resolveu parar... Meu Deus, de um momento para o outro vejo a minha vida toda a andar para traz e cada vez mais depressa.
Seguiu-se a operação, montes de fios medicação e cuidados intensivos 8 dias.
Finalmente à dois dias passaram a minha pessoa para a enfermaria, aqui já tenho acesso ao telemóvel e o meu querido paizinho teve a ideia de pedir autorização para eu ter aqui o computador... o que esta a ser bom pois distrai-me.
E pronto pessoal por enquanto continuo na recupereção, a fazer hemodialise a ver se o rim acorda um bocadinho e instalada no hospital.
Agora sim vou ter tempo de me actualizar quer no meu blogue quer a ler e a comentar o vosso.
Desculpem o desabafo, mas precisava de o fazer.
Um beijinho enorme para todos e até uma proxima que seja breve se Deus quiser.