15 de outubro de 2010

Não era 1 eram 10


Futuros médicos, à minha volta, 9 raparigas e 1 rapaz, cheios de catrapassos a escrever como se não houvesse amanha.
Parecia uma jet a dar uma entrevista, era só "Porque isto?", "Porque aquilo?" a santinha da minha paciência já estava a ficar um bocadinho cansada mas pronto tem que ser alguém e calhou a mim contar todo o meu histórico de saúde.
Até foi engraçado porque eu sou um postal de primeira e de vez em quando lá soltava a gargalhada para eles se descontrairem um bocadinho.
A parte que não achei muita piada foi a do aperta aqui ali e acolá, ver tensões, pernas, pés enfim lá andaram na pesquisa como eu costumo dizer.
Espero que a Doutora L.S. não se lembre de trazer mais nenhum grupo de alunos hoje, ja chegou ontem.
Em suma, desejo do fundo do meu coração que saiam excelentes profissionais e que nunca se esqueçam de ser humanos com as pessoas porque às vezes encontra-se cada um que é de fugir... tenho dito!