13 de outubro de 2014

Deus que é Deus não pode com tanto, imaginem eu...

Casa da madrinha, domingo à noite, família junta a festejar anos do primo.
Temas e conversas de tudo aquilo que possam imaginar.
E eis que a minha tia diz:

"É preciso ter cuidado porque ainda se apanha a BULA".

Mary Silva olha para o irmão, para a cunhada, para a mãe, para o T. e ficamos todos com o ar de "ohhhh Deus" e ali continuava a mulher com a BULA para trás e para a frente... nem sei se me deu vontade de rir ou vontade de ir lhe dizer que é Ébola e não a bula.