16 de outubro de 2014

Livro a ler # 63...


"Aos dezoito anos, Carla van Raay entrou para um convento a fim de dedicar a sua vida a Deus. Aos trinta e quatro ganhava a vida como prostituta. Durante a sua infância, Carla van Raay viveu um trauma que a modificou para sempre. Carregada com o peso deste terrível segredo, tudo o que ela queria era sobreviver. A vida como freira prometia-lhe um refúgio do mundo exterior. Carla esperava encontrar amor e compreensão num convento. Em vez disso, viu-se inserida num complexo sistema de regras que praticamente a levaram à loucura. Finalmente, liberta dos votos, regressou ao mundo «real».
Um casamento precipitado e a consequente separação deixaram Carla com uma filha para sustentar, com pouca formação profissional, consequência dos anos que viveu como freira, virou-se para outra profissão ancestral - a prostituição. Trabalhou como acompanhante para aprender as bases do trabalho, depois aventurou-se por conta própria, estabelecendo um serviço de massagens. Assim nasceu A Prostituta de Deus. Quando o agreste lado do negócio começou a aparecer, Carla embarcou numa viagem que a levou a revelar o obscuro segredo do seu passado."

Este foi mais um daqueles livros que me chamou a atenção pelo nome, depois li o resumo do livro e pensei "porque não".
E pronto já o tenho comigo, depois de ler as suas 525 páginas, faço post sobre a minha opinião, como sempre.