1 de fevereiro de 2017

Adeus Janeiro...

Nem sei o que te diga.
Foste mau, tão mau.
Começamos logo com ida para o hospital com direito a ambulância e a carro de urgência do Inem, foi tudo tão rápido que quase me quebra o pensamento cada vez que penso no que aconteceu.
A verdade é que tinha esperança que Janeiro me ajudasse a recuperar um pouco mais, mas infelizmente isso só piorou.
Continuo com o cateter na perna, já fui arranjar novamente a fístula, mal tenho forças para me segurar em pé, resumindo só me apetece estar deitada... que coisa mais deprimente e eu que nunca fui assim.
Os tratamentos cada vez são mais difíceis e saturantes.
A verdade é que eu já não sei onde posso ir buscar mais forças e paciência para seguir em frente, não sei não sinceramente.
Bem tento respirar fundo muitas vezes a ver se me alivia a dor e o desespero mas não esta fácil.
Sim eu acredito naquela máxima de que seja o que Deus quiser.
Por isso Janeiro tens me causado muita dor, muito sofrimento e cansado, vai à tua vida, mas vai para longe, bem longe de preferência e manda o Fevereiro mais simpático do que tu... por favor.